Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 26 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Brasileiros foram às ruas para nos cobrar, diz Bolsonaro no Twitter



26/05/2019 | 21:30


Em sua conta oficial no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo, 26, que os brasileiros foram às ruas pra cobrar a classe política, se referindo às manifestações de apoio ao seu governo, que ocorreram neste domingo pelo País. "Os brasileiros foram pacificamente às ruas para nos cobrar. Sinal que a sociedade não perdeu as esperanças de que nós políticos escutemos sua voz", escreveu. "Não podemos ignorar isso. É hora de retribuirmos esse sentimento. Estamos todos no mesmo barco e juntos podemos mudar o Brasil!", completou, se incluindo na classe política.

O presidente não participou das manifestações e também orientou ministros a não aderirem. Durante a manhã, em um culto religioso no Rio de Janeiro, Bolsonaro disse que as manifestações "espontâneas" seriam como um recado "para aqueles que, com suas velhas práticas, não deixam que o povo se liberte".



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasileiros foram às ruas para nos cobrar, diz Bolsonaro no Twitter


26/05/2019 | 21:30


Em sua conta oficial no Twitter, o presidente Jair Bolsonaro afirmou neste domingo, 26, que os brasileiros foram às ruas pra cobrar a classe política, se referindo às manifestações de apoio ao seu governo, que ocorreram neste domingo pelo País. "Os brasileiros foram pacificamente às ruas para nos cobrar. Sinal que a sociedade não perdeu as esperanças de que nós políticos escutemos sua voz", escreveu. "Não podemos ignorar isso. É hora de retribuirmos esse sentimento. Estamos todos no mesmo barco e juntos podemos mudar o Brasil!", completou, se incluindo na classe política.

O presidente não participou das manifestações e também orientou ministros a não aderirem. Durante a manhã, em um culto religioso no Rio de Janeiro, Bolsonaro disse que as manifestações "espontâneas" seriam como um recado "para aqueles que, com suas velhas práticas, não deixam que o povo se liberte".

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;