Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil encerra etapa chinesa do vôlei de praia com uma prata e dois bronzes



26/05/2019 | 17:11


O vôlei de praia do Brasil encerrou neste domingo a etapa de Jinjiang, na China, de nível quatro estrelas do Circuito Mundial, com três medalhas. Evandro e Bruno Schmidt ficaram com a prata, enquanto que André Stein e George levaram o bronze na chave masculina. Entre as mulheres, Ana Patrícia e Rebecca também ficaram na terceira colocação.

Evandro e Bruno Schmidt fizeram uma excelente campanha com cinco vitórias e uma derrota, que veio somente na final ao serem superados de virada pelos noruegueses Mol e Sorum por 2 sets a 1 (14/21, 21/17 e 15/12). A prata rende mais 720 pontos no ranking para a dupla brasileira, que lidera a corrida olímpica com 1.760.

Evandro comemorou a medalha e destacou a evolução da parceria. "Foi um torneio muito bom para nós, estamos começando a ganhar uma 'cara' e ter um formato de jogo nosso, um padrão tático maior. Isso é muito importante para a sequência do Circuito Mundial e naturalmente é algo que requer tempo. Tivemos um período curto para treinar, então, a busca por essa evolução teve que acontecer nos próprios torneios, aliada com a vontade e paciência que temos um com o outro, confiando no trabalho", disse.

Já André Stein e George conquistaram o bronze ao vencerem os norte-americanos Bourne e Crabb por 2 sets a 0 (21/17 e 21/10). A campanha da dupla em Jinjiang contou com cinco vitórias e duas derrotas. Eles somam 640 pontos no ranking - estão em segundo na corrida olímpica com 1.440.

Outros dois times brasileiros disputaram a etapa de Jinjiang. Alison e Álvaro Filho terminaram na nona colocação e Pedro Solberg/Vitor Felipe ficou na 17.ª posição.

FEMININO - Entre as mulheres, Ana Patrícia e Rebecca superaram as compatriotas Ágatha/Duda por 2 sets a 0 (21/19 e 21/15) e conquistaram um lugar no pódio. Elas lideram a corrida olímpica brasileira com 1.840 pontos, que define as duplas representantes nos Jogos de Tóquio-2020.

A medalha de bronze é a terceira na temporada de 2019 do Circuito Mundial para Ana Patrícia e Rebecca, que foram campeãs nos torneios de Haia (Holanda) e Xiamen (China), ambos de quatro estrelas. "Estou muito feliz com essa medalha, é um bronze com sabor de ouro. Fiquei doente no início do torneio e tive que disputar todos os jogos em condições abaixo do ideal, mas felizmente deu certo no final. É uma medalha muito importante na nossa jornada", disse Ana.

Horas antes da disputa do bronze, na semifinal, Ana Patrícia e Rebecca foram superadas pelas australianas Artacho/Clancy por 2 sets a 0 (25/23 e 21/14). Já Ágatha/Duda acabaram fora da final ao serem derrotadas pelas norte-americanas Kerri Walsh e Brooke Sweat por 2 a 1 (21/19, 19/21 e 15/13).

A quarta colocação de Ágatha e Duda rende ao time 560 pontos no ranking - estão empatadas em segundo na corrida olímpica com a dupla Talita/Taiana, com 1.440. Outros três times brasileiros disputaram a etapa: Talita/Taiana e Carol Solberg/Maria Elisa ficaram em quinto lugar e Fernanda Berti/Bárbara Seixas, em nono.

O próximo desafio das duplas brasileiras acontece já nesta semana, a partir desta terça-feira, com a etapa quatro estrelas de Ostrava, na República Checa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil encerra etapa chinesa do vôlei de praia com uma prata e dois bronzes


26/05/2019 | 17:11


O vôlei de praia do Brasil encerrou neste domingo a etapa de Jinjiang, na China, de nível quatro estrelas do Circuito Mundial, com três medalhas. Evandro e Bruno Schmidt ficaram com a prata, enquanto que André Stein e George levaram o bronze na chave masculina. Entre as mulheres, Ana Patrícia e Rebecca também ficaram na terceira colocação.

Evandro e Bruno Schmidt fizeram uma excelente campanha com cinco vitórias e uma derrota, que veio somente na final ao serem superados de virada pelos noruegueses Mol e Sorum por 2 sets a 1 (14/21, 21/17 e 15/12). A prata rende mais 720 pontos no ranking para a dupla brasileira, que lidera a corrida olímpica com 1.760.

Evandro comemorou a medalha e destacou a evolução da parceria. "Foi um torneio muito bom para nós, estamos começando a ganhar uma 'cara' e ter um formato de jogo nosso, um padrão tático maior. Isso é muito importante para a sequência do Circuito Mundial e naturalmente é algo que requer tempo. Tivemos um período curto para treinar, então, a busca por essa evolução teve que acontecer nos próprios torneios, aliada com a vontade e paciência que temos um com o outro, confiando no trabalho", disse.

Já André Stein e George conquistaram o bronze ao vencerem os norte-americanos Bourne e Crabb por 2 sets a 0 (21/17 e 21/10). A campanha da dupla em Jinjiang contou com cinco vitórias e duas derrotas. Eles somam 640 pontos no ranking - estão em segundo na corrida olímpica com 1.440.

Outros dois times brasileiros disputaram a etapa de Jinjiang. Alison e Álvaro Filho terminaram na nona colocação e Pedro Solberg/Vitor Felipe ficou na 17.ª posição.

FEMININO - Entre as mulheres, Ana Patrícia e Rebecca superaram as compatriotas Ágatha/Duda por 2 sets a 0 (21/19 e 21/15) e conquistaram um lugar no pódio. Elas lideram a corrida olímpica brasileira com 1.840 pontos, que define as duplas representantes nos Jogos de Tóquio-2020.

A medalha de bronze é a terceira na temporada de 2019 do Circuito Mundial para Ana Patrícia e Rebecca, que foram campeãs nos torneios de Haia (Holanda) e Xiamen (China), ambos de quatro estrelas. "Estou muito feliz com essa medalha, é um bronze com sabor de ouro. Fiquei doente no início do torneio e tive que disputar todos os jogos em condições abaixo do ideal, mas felizmente deu certo no final. É uma medalha muito importante na nossa jornada", disse Ana.

Horas antes da disputa do bronze, na semifinal, Ana Patrícia e Rebecca foram superadas pelas australianas Artacho/Clancy por 2 sets a 0 (25/23 e 21/14). Já Ágatha/Duda acabaram fora da final ao serem derrotadas pelas norte-americanas Kerri Walsh e Brooke Sweat por 2 a 1 (21/19, 19/21 e 15/13).

A quarta colocação de Ágatha e Duda rende ao time 560 pontos no ranking - estão empatadas em segundo na corrida olímpica com a dupla Talita/Taiana, com 1.440. Outros três times brasileiros disputaram a etapa: Talita/Taiana e Carol Solberg/Maria Elisa ficaram em quinto lugar e Fernanda Berti/Bárbara Seixas, em nono.

O próximo desafio das duplas brasileiras acontece já nesta semana, a partir desta terça-feira, com a etapa quatro estrelas de Ostrava, na República Checa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;