Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Coreia do Norte violou resoluções da ONU ao fazer testes com mísseis, diz Bolton



25/05/2019 | 22:03


A Coreia do Norte teria violado restrições do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) ao realizar testes recentes com mísseis balísticos, de acordo com o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton.

A Coreia do Norte realizou testes com mísseis de baixo alcance em 4 e 9 de maio, incluindo mísseis similares aos russos Iskander, que podem carregar ogivas nucleares.

Na esteira dos testes, o presidente norte-americano Donald Trump e o secretário de Estado do país, Mike Pompeo, reforçaram as conversas com a Coreia do Norte apesar do lançamento aparentemente violar resoluções da ONU que impedem o país de conduzir qualquer teste com mísseis balísticos. Na sequência dos testes de 4 de maio, Trump tweetou sobre sua amizade com o líder norte-coreano Kim Jong Un e sua expectativa com relação as negociações de uma acordo para por um fim ao impasse sobre desarmamento nuclear.

Bolton disse que os lançamentos claramente incluíram armas que a Coreia do Norte está impedida pela ONU de manipular. "Em termos de violação de resoluções do Conselho de Segurança da ONU, não há dúvidas sobre isso", afirmou o conselheiro durante encontro com jornalistas. Bolton chegou ao Japão pouco antes de Trump, que aterrissou em Tóquio neste sábado para iniciar uma visita de quatro dias.

Trump, por outro lado, afirmou não se incomodar com o disparo de "pequenas armas" pela Coreia do Norte. Suas declarações contrastam com os comentários de Bolton.

Na noite deste sábado, manhã de domingo em Tóquio, Trump escreveu em sua conta no Twitter: "A Coreia do Norte disparou alguns mísseis de pequeno calibre, o que perturbou algumas pessoas da minha equipe e outros, mas não a mim. Eu tenho confiança que o presidente Kim vai manter seu compromisso comigo". Fonte: Dow Jones Newswires



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Coreia do Norte violou resoluções da ONU ao fazer testes com mísseis, diz Bolton


25/05/2019 | 22:03


A Coreia do Norte teria violado restrições do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) ao realizar testes recentes com mísseis balísticos, de acordo com o conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton.

A Coreia do Norte realizou testes com mísseis de baixo alcance em 4 e 9 de maio, incluindo mísseis similares aos russos Iskander, que podem carregar ogivas nucleares.

Na esteira dos testes, o presidente norte-americano Donald Trump e o secretário de Estado do país, Mike Pompeo, reforçaram as conversas com a Coreia do Norte apesar do lançamento aparentemente violar resoluções da ONU que impedem o país de conduzir qualquer teste com mísseis balísticos. Na sequência dos testes de 4 de maio, Trump tweetou sobre sua amizade com o líder norte-coreano Kim Jong Un e sua expectativa com relação as negociações de uma acordo para por um fim ao impasse sobre desarmamento nuclear.

Bolton disse que os lançamentos claramente incluíram armas que a Coreia do Norte está impedida pela ONU de manipular. "Em termos de violação de resoluções do Conselho de Segurança da ONU, não há dúvidas sobre isso", afirmou o conselheiro durante encontro com jornalistas. Bolton chegou ao Japão pouco antes de Trump, que aterrissou em Tóquio neste sábado para iniciar uma visita de quatro dias.

Trump, por outro lado, afirmou não se incomodar com o disparo de "pequenas armas" pela Coreia do Norte. Suas declarações contrastam com os comentários de Bolton.

Na noite deste sábado, manhã de domingo em Tóquio, Trump escreveu em sua conta no Twitter: "A Coreia do Norte disparou alguns mísseis de pequeno calibre, o que perturbou algumas pessoas da minha equipe e outros, mas não a mim. Eu tenho confiança que o presidente Kim vai manter seu compromisso comigo". Fonte: Dow Jones Newswires

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;