Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Forte esquema de segurança é montado por causa do casamento de Eduardo Bolsonaro



25/05/2019 | 18:35


Um forte esquema de segurança foi montado em todo o bairro de Santa Teresa, no centro do Rio, e nos acessos ao bairro, por causa do casamento do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e da psicóloga Heloisa Wolf.

Policiais do Exército e policiais militares montavam guarda em diversos pontos do bairro no final da tarde deste sábado (25). Os blindados chamados de caveirões foram posicionados nos acessos das favelas.

O presidente Jair Bolsonaro e seus filhos Flávio e Carlos chegaram em comboios da polícia. Na porta da casa de festa Santa Teresa, ao contrário das expectativas, não houve manifestação organizada. Apenas alguns moradores que passaram pela porta gritaram "cadê o Queiroz?", "Bolsonaro, vai tomar no c." e "fascista"; entre outras ofensas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Forte esquema de segurança é montado por causa do casamento de Eduardo Bolsonaro


25/05/2019 | 18:35


Um forte esquema de segurança foi montado em todo o bairro de Santa Teresa, no centro do Rio, e nos acessos ao bairro, por causa do casamento do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e da psicóloga Heloisa Wolf.

Policiais do Exército e policiais militares montavam guarda em diversos pontos do bairro no final da tarde deste sábado (25). Os blindados chamados de caveirões foram posicionados nos acessos das favelas.

O presidente Jair Bolsonaro e seus filhos Flávio e Carlos chegaram em comboios da polícia. Na porta da casa de festa Santa Teresa, ao contrário das expectativas, não houve manifestação organizada. Apenas alguns moradores que passaram pela porta gritaram "cadê o Queiroz?", "Bolsonaro, vai tomar no c." e "fascista"; entre outras ofensas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;