Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Assaltos amedrontam moradores de São Bernardo

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ruas do Rudge Ramos se tornaram alvos de ladrões de carros; população cobra segurança


Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

25/05/2019 | 09:00


 O clima pacato das ruas Paulo Nagima e Hamilton Rocha Formigoni, no Rudge Ramos, em São Bernardo, que atraiu moradores nos últimos anos, tem dado lugar ao medo. Há cerca de dois meses, série de roubos de veículos tem amedrontado os munícipes. Instalação de câmeras de segurança e criação de grupo no WhatsApp para troca de informações não têm sido o bastante. A população pede desde o fechamento das ruas até o reforço do patrulhamento na área.

Os crimes ocorrem durante a noite, entre 20h e 21h, ou pela manhã, antes das 7h. No domingo de Dia das Mães, 12 de março, a dona de casa Regiane Reis, 37 anos, chegava em casa com o marido, os dois filhos e a mãe quando foi assaltada. Com violência, quatro homens que estavam em um Fox preto levaram bolsa, celulares e até as alianças do casal. “O assaltante não conseguia tirar a aliança do meu dedo e puxou com o dente”, relatou, revoltado, o comerciante Ricardo Martins Soares, 48. “A gente não aguenta mais essa situação”, desabafou.

A estudante Daiane Alves, 22, saía de casa com o namorado e dois amigos em 13 de abril quando foi abordada por três homens, que chegaram em um Fiesta chumbo. “Mandaram a gente sair do carro e levaram nossos celulares e tudo o que a gente tinha”, relembrou.

No último domingo, a autônoma Cristiane Toledo Defino, 42, foi surpreendida quando saia de casa com o marido. “Pararam o carro na frente do nosso com o farol alto. Puxaram meu esposo, perguntaram se ele era policial. Minha filha começou a chorar, foi horrível.”

Alarmados, os moradores tentam, junto à Prefeitura, fechar as duas ruas, que se comunicam e formam um ‘U’. “Já estamos vendo com engenheiros projeto para apresentarmos, vamos arcar com os custos, o que não dá é para continuar assim”, defendeu a microempresária Diva Ré Giacomini, 58.

Na Rua Paulo Nagima existe quadra pública, mas que há anos não recebe manutenção. “Antigamente as crianças brincavam lá. Hoje em dia, só atrai usuário de drogas. Se a gente fechar a rua, já resolve esse problema”, completou.

A Prefeitura de São Bernardo não respondeu até o fechamento desta edição. A SSP (Secretaria da Segurança Pública) informou que os casos citados estão sendo investigados e que um autor dos crimes foi identificado e teve a prisão preventiva decretada. “A PM (Polícia Militar) irá reorientar o patrulhamento na região por meio de programas como Rocam, Força Tática, policiamento comunitário e radiopatrulhamento”, completou a nota. De janeiro a abril deste ano, 86 pessoas foram presas ou apreendidas (menores) e 105 veículos roubados foram recuperados na área.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Assaltos amedrontam moradores de São Bernardo

Ruas do Rudge Ramos se tornaram alvos de ladrões de carros; população cobra segurança

Aline Melo
Do Diário do Grande ABC

25/05/2019 | 09:00


 O clima pacato das ruas Paulo Nagima e Hamilton Rocha Formigoni, no Rudge Ramos, em São Bernardo, que atraiu moradores nos últimos anos, tem dado lugar ao medo. Há cerca de dois meses, série de roubos de veículos tem amedrontado os munícipes. Instalação de câmeras de segurança e criação de grupo no WhatsApp para troca de informações não têm sido o bastante. A população pede desde o fechamento das ruas até o reforço do patrulhamento na área.

Os crimes ocorrem durante a noite, entre 20h e 21h, ou pela manhã, antes das 7h. No domingo de Dia das Mães, 12 de março, a dona de casa Regiane Reis, 37 anos, chegava em casa com o marido, os dois filhos e a mãe quando foi assaltada. Com violência, quatro homens que estavam em um Fox preto levaram bolsa, celulares e até as alianças do casal. “O assaltante não conseguia tirar a aliança do meu dedo e puxou com o dente”, relatou, revoltado, o comerciante Ricardo Martins Soares, 48. “A gente não aguenta mais essa situação”, desabafou.

A estudante Daiane Alves, 22, saía de casa com o namorado e dois amigos em 13 de abril quando foi abordada por três homens, que chegaram em um Fiesta chumbo. “Mandaram a gente sair do carro e levaram nossos celulares e tudo o que a gente tinha”, relembrou.

No último domingo, a autônoma Cristiane Toledo Defino, 42, foi surpreendida quando saia de casa com o marido. “Pararam o carro na frente do nosso com o farol alto. Puxaram meu esposo, perguntaram se ele era policial. Minha filha começou a chorar, foi horrível.”

Alarmados, os moradores tentam, junto à Prefeitura, fechar as duas ruas, que se comunicam e formam um ‘U’. “Já estamos vendo com engenheiros projeto para apresentarmos, vamos arcar com os custos, o que não dá é para continuar assim”, defendeu a microempresária Diva Ré Giacomini, 58.

Na Rua Paulo Nagima existe quadra pública, mas que há anos não recebe manutenção. “Antigamente as crianças brincavam lá. Hoje em dia, só atrai usuário de drogas. Se a gente fechar a rua, já resolve esse problema”, completou.

A Prefeitura de São Bernardo não respondeu até o fechamento desta edição. A SSP (Secretaria da Segurança Pública) informou que os casos citados estão sendo investigados e que um autor dos crimes foi identificado e teve a prisão preventiva decretada. “A PM (Polícia Militar) irá reorientar o patrulhamento na região por meio de programas como Rocam, Força Tática, policiamento comunitário e radiopatrulhamento”, completou a nota. De janeiro a abril deste ano, 86 pessoas foram presas ou apreendidas (menores) e 105 veículos roubados foram recuperados na área.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;