Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Por que o homem tem voz mais grossa do que a mulher?

Pixabay Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estrutura especial responsável pelo som se desenvolve junto com todo o corpo humano


Luís Felipe Soares
Diário do Grande ABC

26/05/2019 | 07:00


A definição de vozes grossas (na verdade, graves) e finas ocorre por causa do tamanho da prega vocal de cada pessoa. Quanto maior esse tecido interno for, mais pesado ele é, o que faz com que sua vibração seja lenta e resulte em som um tanto quanto grosso. Os homens geralmente possuem pregas vocais maiores do que as mulheres. Esse tipo de característica pode ser percebida pela existência visível e saliente do chamado pomo de Adão, localizado no pescoço e que ‘guarda’ a comprida estrutura do corpo masculino.

O conjunto de pregas vocais (antigamente chamadas de cordas vocais) fica dentro da laringe, cavidade próxima ao ‘fim’ da boca e fixada na parte interna do pescoço. Ele possui diversos músculos acessórios que, dependendo de certas ações, deixam a estrutura bem esticada (com a voz ficando mais fina) ou encurtada (gerando som mais grave). A fala habitual de um indivíduo surge ao utilizar frequência confortável, sem necessidade de esforço constante no cotidiano. As contrações inusitadas ocorrem em momentos que mudamos a entonação da fala, quando cantamos ou ao nos esforçarmos para imitar outras vozes.

Junto com o desenvolvimento do corpo humano ao longo dos anos, as pregas vocais também crescem e se fortalecem. Os bebês, por exemplo, possuem choro fino porque os tecidos ainda são bem pequenos. As maiores mudanças ocorrem no período entre os 12 e 15 anos, uma vez que as questões hormonais fazem com que pregas vocais dos meninos cresçam mais do que as da meninas – em período de cerca de seis meses, um garoto pode conviver com a dobra do tamanho dessa estrutura, o que gera desafinos constantes. Certas alterações também podem surgir com a chegada de idade avançada, sendo que esses músculos perdem força natural com o envelhecimento.

A voz natural de uma pessoa não pode ser completamente modificada. Apesar de ser característica única, integrantes de uma mesma família podem soar parecido devido ao componente genético em sua formação. O potencial vocal de cada um surge do trabalho das pregas junto com a forma como esse som se projeta nas cavidades de ressonância (espaços na garganta, boca e até mesmo no nariz), com cada resultado sendo diferente. Quando certos ajustes na musculatura da laringe e das cavidades não estão saudáveis, é preciso procurar ajuda médica especializada para tratamento.

Existem alimentos e bebidas chamados de ‘amigos da voz’, casos de frutas (a exemplos de maças e peras) e água, que ajudam a ‘limpar’ a garganta. Já comidas gordurosas, como chocolates e café, prejudicam o som da voz e devem ser evitados em momentos em que se precisa falar muito

Consultoria de Mara K. Christmann, fonoaudióloga, doutora em distúrbios da comunicação humana e professora do curso de fonoaudiologia da Univali (Universidade do Vale do Itajaí), de Itajaí, em Santa Catarina.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por que o homem tem voz mais grossa do que a mulher?

Estrutura especial responsável pelo som se desenvolve junto com todo o corpo humano

Luís Felipe Soares
Diário do Grande ABC

26/05/2019 | 07:00


A definição de vozes grossas (na verdade, graves) e finas ocorre por causa do tamanho da prega vocal de cada pessoa. Quanto maior esse tecido interno for, mais pesado ele é, o que faz com que sua vibração seja lenta e resulte em som um tanto quanto grosso. Os homens geralmente possuem pregas vocais maiores do que as mulheres. Esse tipo de característica pode ser percebida pela existência visível e saliente do chamado pomo de Adão, localizado no pescoço e que ‘guarda’ a comprida estrutura do corpo masculino.

O conjunto de pregas vocais (antigamente chamadas de cordas vocais) fica dentro da laringe, cavidade próxima ao ‘fim’ da boca e fixada na parte interna do pescoço. Ele possui diversos músculos acessórios que, dependendo de certas ações, deixam a estrutura bem esticada (com a voz ficando mais fina) ou encurtada (gerando som mais grave). A fala habitual de um indivíduo surge ao utilizar frequência confortável, sem necessidade de esforço constante no cotidiano. As contrações inusitadas ocorrem em momentos que mudamos a entonação da fala, quando cantamos ou ao nos esforçarmos para imitar outras vozes.

Junto com o desenvolvimento do corpo humano ao longo dos anos, as pregas vocais também crescem e se fortalecem. Os bebês, por exemplo, possuem choro fino porque os tecidos ainda são bem pequenos. As maiores mudanças ocorrem no período entre os 12 e 15 anos, uma vez que as questões hormonais fazem com que pregas vocais dos meninos cresçam mais do que as da meninas – em período de cerca de seis meses, um garoto pode conviver com a dobra do tamanho dessa estrutura, o que gera desafinos constantes. Certas alterações também podem surgir com a chegada de idade avançada, sendo que esses músculos perdem força natural com o envelhecimento.

A voz natural de uma pessoa não pode ser completamente modificada. Apesar de ser característica única, integrantes de uma mesma família podem soar parecido devido ao componente genético em sua formação. O potencial vocal de cada um surge do trabalho das pregas junto com a forma como esse som se projeta nas cavidades de ressonância (espaços na garganta, boca e até mesmo no nariz), com cada resultado sendo diferente. Quando certos ajustes na musculatura da laringe e das cavidades não estão saudáveis, é preciso procurar ajuda médica especializada para tratamento.

Existem alimentos e bebidas chamados de ‘amigos da voz’, casos de frutas (a exemplos de maças e peras) e água, que ajudam a ‘limpar’ a garganta. Já comidas gordurosas, como chocolates e café, prejudicam o som da voz e devem ser evitados em momentos em que se precisa falar muito

Consultoria de Mara K. Christmann, fonoaudióloga, doutora em distúrbios da comunicação humana e professora do curso de fonoaudiologia da Univali (Universidade do Vale do Itajaí), de Itajaí, em Santa Catarina.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;