Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Tricolor para em Douglas e perde do Bahia no Morumbi


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

23/05/2019 | 11:31


São Paulo testou a paciência do torcedor, ontem, no Morumbi. Outra vez contra o Bahia, adversário do fim de semana pelo Brasileirão, o time teve a mesma dificuldade para se infiltrar na defesa nordestina e ainda sofreu contra-ataque fulminante, que definiu a vitória dos visitantes por 1 a 0, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.
Agora, no confronto de volta, quarta-feira, na Fonte Nova, o Tricolor terá de fazer o que não conseguiu em 180 minutos: gols. Vitória pela diferença mínima leva a decisão aos pênaltis e, por dois tentos de vantagem, garante o São Paulo – o gol como visitante não é critério de desempate.
Está certo que a atuação do Tricolor não foi tão desastrosa. O goleiro Douglas Friedrich salvou o Bahia em pelo menos três oportunidades no primeiro tempo e a trave impediu o gol de Alexandre Pato, no segundo. O atacante ainda parou mais uma vez no goleiro baiano nos instantes finais da partida. Mas o torcedor esperava bem mais do time.
Sem Hernanes e Reinaldo, com Antony no banco de reservas pela primeira vez na temporada, o Tricolor perdeu criatividade. Éverton, mais uma vez, não entrou bem e Igor Gomes ficou sobrecarregado na armação das jogadas. Léo, ex-atleta do Bahia, fez bom jogo pela lateral esquerda.
Dentro do seu esquema, o Bahia esperava uma chance para contra-atacar. Teve ótima possibilidade com Fernandão, mas lento, ele não conseguiu finalizar bem a jogada. Percebendo o caminho, Roger Machado colocou Rogério avançado e o resultado foi imediato. O ex-jogador do Tricolor arrancou, brigou pela bola, que sobrou para Élber, livre na entrada da área, marcar e garantir a importante vitória.
“O goleiro Douglas fez quatro grandes defesas no jogo, teve ainda a bola na trave e não entrou. Erramos muitos passes no primeiro tempo, mas não dá tempo para ficar lamentando, porque no fim de semana já tem o clássico contra o Corinthians (em Itaquera)”, comentou o zagueiro Bruno Alves. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tricolor para em Douglas e perde do Bahia no Morumbi

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

23/05/2019 | 11:31


São Paulo testou a paciência do torcedor, ontem, no Morumbi. Outra vez contra o Bahia, adversário do fim de semana pelo Brasileirão, o time teve a mesma dificuldade para se infiltrar na defesa nordestina e ainda sofreu contra-ataque fulminante, que definiu a vitória dos visitantes por 1 a 0, no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.
Agora, no confronto de volta, quarta-feira, na Fonte Nova, o Tricolor terá de fazer o que não conseguiu em 180 minutos: gols. Vitória pela diferença mínima leva a decisão aos pênaltis e, por dois tentos de vantagem, garante o São Paulo – o gol como visitante não é critério de desempate.
Está certo que a atuação do Tricolor não foi tão desastrosa. O goleiro Douglas Friedrich salvou o Bahia em pelo menos três oportunidades no primeiro tempo e a trave impediu o gol de Alexandre Pato, no segundo. O atacante ainda parou mais uma vez no goleiro baiano nos instantes finais da partida. Mas o torcedor esperava bem mais do time.
Sem Hernanes e Reinaldo, com Antony no banco de reservas pela primeira vez na temporada, o Tricolor perdeu criatividade. Éverton, mais uma vez, não entrou bem e Igor Gomes ficou sobrecarregado na armação das jogadas. Léo, ex-atleta do Bahia, fez bom jogo pela lateral esquerda.
Dentro do seu esquema, o Bahia esperava uma chance para contra-atacar. Teve ótima possibilidade com Fernandão, mas lento, ele não conseguiu finalizar bem a jogada. Percebendo o caminho, Roger Machado colocou Rogério avançado e o resultado foi imediato. O ex-jogador do Tricolor arrancou, brigou pela bola, que sobrou para Élber, livre na entrada da área, marcar e garantir a importante vitória.
“O goleiro Douglas fez quatro grandes defesas no jogo, teve ainda a bola na trave e não entrou. Erramos muitos passes no primeiro tempo, mas não dá tempo para ficar lamentando, porque no fim de semana já tem o clássico contra o Corinthians (em Itaquera)”, comentou o zagueiro Bruno Alves. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;