Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Ipea eleva previsão de IPCA em 2019 de 3,85% para 4,08%



23/05/2019 | 10:48


O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revisou para cima a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A nova previsão, divulgada em seção da Carta de Conjuntura do instituto, é de alta de 4,08%, contra estimativa anterior de 3,85%, feita em março. A nova projeção porém ainda está abaixo da meta oficial do IPCA, de 4,5%, destaca o Ipea.

"Na comparação com a estimativa anterior, o novo cenário projetado prevê uma piora na inflação de alimentos e monitorados, cujos efeitos sobre o IPCA serão, em parte, atenuados por um desempenho mais favorável dos bens e serviços", explicou o Ipea em nota oficial.

De acordo com o instituto, o aumento no preço dos alimentos já foi verificado no primeiro quadrimestre do ano e com a taxa de câmbio mais alta a projeção de inflação desse segmento subiu de 5,4% para 7%.

Também foram elevadas as estimativas para os preços monitorados, que subiram de 4,9% para 5,5%, mesmo em um cenário com ajustes menores das tarifas de energia elétrica.

"Por sua vez, a piora recente da atividade econômica reduziu as nossas projeções para a inflação de bens livres, exceto alimentos, de 1,7% para 1,2%, e para o setor de serviços, excluindo educação, de 3,7% para 3,5%", informou o instituto.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ipea eleva previsão de IPCA em 2019 de 3,85% para 4,08%


23/05/2019 | 10:48


O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) revisou para cima a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A nova previsão, divulgada em seção da Carta de Conjuntura do instituto, é de alta de 4,08%, contra estimativa anterior de 3,85%, feita em março. A nova projeção porém ainda está abaixo da meta oficial do IPCA, de 4,5%, destaca o Ipea.

"Na comparação com a estimativa anterior, o novo cenário projetado prevê uma piora na inflação de alimentos e monitorados, cujos efeitos sobre o IPCA serão, em parte, atenuados por um desempenho mais favorável dos bens e serviços", explicou o Ipea em nota oficial.

De acordo com o instituto, o aumento no preço dos alimentos já foi verificado no primeiro quadrimestre do ano e com a taxa de câmbio mais alta a projeção de inflação desse segmento subiu de 5,4% para 7%.

Também foram elevadas as estimativas para os preços monitorados, que subiram de 4,9% para 5,5%, mesmo em um cenário com ajustes menores das tarifas de energia elétrica.

"Por sua vez, a piora recente da atividade econômica reduziu as nossas projeções para a inflação de bens livres, exceto alimentos, de 1,7% para 1,2%, e para o setor de serviços, excluindo educação, de 3,7% para 3,5%", informou o instituto.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;