Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Câmara não conclui votação da reforma administrativa e nova sessão é convocada



22/05/2019 | 22:39


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão do plenário que analisava a medida provisória 870, que reestruturou o número de ministérios na gestão Jair Bolsonaro, sem concluir a sua votação. Uma nova sessão foi convocada para esta quinta-feira, 23, às 9h.

"O clima ficou pesado, achei melhor encerrar a sessão", disse Maia. Sua decisão foi tomada logo após um discurso inflamado ser feito pelo líder do DEM na Casa, Elmar Nascimento (BA), contra a estratégia encabeçada pelo PSL de prolongar a sessão e forçar a votação nominal de um destaque que trata da limitação de atuação dos fiscais da Receita Federal para que eles só possam atuar sobre crimes tributários.

O tempo regimental da sessão havia chegado ao limite. Normalmente, o presidente poderia convocar uma nova reunião, mas não o fez. Maia não quis comentar o discurso de seu correligionário.

Da tribuna, Elmar questionou qual era a posição oficial do governo sobre o tema e cobrou reconhecimento pela defesa que o partido tem feito das pautas econômicas. "Eu estava acreditando que estava votando com o governo. Não posso admitir uma proposta canalha. Tenho blindado aqui o ministro Paulo Guedes", disse.

O líder do DEM na Câmara também afirmou que muitos parlamentares votaram com o governo para manter o Coaf sob a guarda do Ministério da Justiça "por medo". O plenário da Casa, porém, aprovou a mudança e o órgão voltará para a pasta da Economia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Câmara não conclui votação da reforma administrativa e nova sessão é convocada


22/05/2019 | 22:39


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), encerrou a sessão do plenário que analisava a medida provisória 870, que reestruturou o número de ministérios na gestão Jair Bolsonaro, sem concluir a sua votação. Uma nova sessão foi convocada para esta quinta-feira, 23, às 9h.

"O clima ficou pesado, achei melhor encerrar a sessão", disse Maia. Sua decisão foi tomada logo após um discurso inflamado ser feito pelo líder do DEM na Casa, Elmar Nascimento (BA), contra a estratégia encabeçada pelo PSL de prolongar a sessão e forçar a votação nominal de um destaque que trata da limitação de atuação dos fiscais da Receita Federal para que eles só possam atuar sobre crimes tributários.

O tempo regimental da sessão havia chegado ao limite. Normalmente, o presidente poderia convocar uma nova reunião, mas não o fez. Maia não quis comentar o discurso de seu correligionário.

Da tribuna, Elmar questionou qual era a posição oficial do governo sobre o tema e cobrou reconhecimento pela defesa que o partido tem feito das pautas econômicas. "Eu estava acreditando que estava votando com o governo. Não posso admitir uma proposta canalha. Tenho blindado aqui o ministro Paulo Guedes", disse.

O líder do DEM na Câmara também afirmou que muitos parlamentares votaram com o governo para manter o Coaf sob a guarda do Ministério da Justiça "por medo". O plenário da Casa, porém, aprovou a mudança e o órgão voltará para a pasta da Economia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;