Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Governo diz que vai anunciar novas medidas para a redução do custo do gás natural



21/05/2019 | 13:45


O secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Alexandre da Costa, anunciou redução do preço do gás natural para metade, à medida que o governo implementar o programa de "choque de energia" que vem preparando nos últimos meses.

De acordo com o secretário, o trabalho no programa de redução do custo da energia está avançando no Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) e em outras instâncias para que ainda em junho sejam anunciadas novas medidas.

O foco tem sido na abertura do mercado, atualmente concentrada na Petrobras, disse o secretário, que participou há pouco do evento CWC World Gas, no Rio.

O setor de petróleo é um dos considerados estratégicos e, assim como o de mineração, deve passar por uma processo de liberação, com a crescente redução da presença do Estado.

A ideia é que com "algumas medidas focadas" seja possível ampliar a oferta em 50 milhões m³/d até 2024.

Segundo o secretário, essa é um "meta perfeitamente factível". Ele diz ainda que o governo possui "estudos mostrando que isso funcionará".

"O passo que já estamos dando em abertura e ampliação no mercado de gás é determinante para a competição", disse Costa.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governo diz que vai anunciar novas medidas para a redução do custo do gás natural


21/05/2019 | 13:45


O secretário de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos Alexandre da Costa, anunciou redução do preço do gás natural para metade, à medida que o governo implementar o programa de "choque de energia" que vem preparando nos últimos meses.

De acordo com o secretário, o trabalho no programa de redução do custo da energia está avançando no Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) e em outras instâncias para que ainda em junho sejam anunciadas novas medidas.

O foco tem sido na abertura do mercado, atualmente concentrada na Petrobras, disse o secretário, que participou há pouco do evento CWC World Gas, no Rio.

O setor de petróleo é um dos considerados estratégicos e, assim como o de mineração, deve passar por uma processo de liberação, com a crescente redução da presença do Estado.

A ideia é que com "algumas medidas focadas" seja possível ampliar a oferta em 50 milhões m³/d até 2024.

Segundo o secretário, essa é um "meta perfeitamente factível". Ele diz ainda que o governo possui "estudos mostrando que isso funcionará".

"O passo que já estamos dando em abertura e ampliação no mercado de gás é determinante para a competição", disse Costa.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;