Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Unir para conquistar


Do Diário do Grande ABC

21/05/2019 | 13:28


Saiu do papel. Oito anos após o governo estadual iniciar as conversas com as prefeituras da região sobre a descentralização da farmácia de alto custo, ontem finalmente começou a funcionar o primeiro posto de entrega de medicamentos fora do Hospital Estadual Mário Covas. Está localizado dentro do Poupatempo de São Bernardo.

Outros deverão ser implementados. Se a experiência for bem-sucedida, o Poupatempo de Santo André terá uma unidade, que atenderá também quem mora em Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, e mais um em São Caetano, dentro do Atende Fácil.

A descentralização é bandeira antiga deste Diário. Várias foram as ocasiões em que equipes de reportagem acompanharam o sofrimento das pessoas em intermináveis filas à espera de remédios. Gente de todos os municípios, que, até então sem alternativas, se submetiam a esse ritual desumano de deixar suas casas ainda na madrugada e esperar por incontáveis horas até finalmente serem atendidas.

A abertura de outro ponto de distribuição foi festejada também pelo Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. Seu presidente e prefeito de Santo André, Paulo Serra, classificou como “conquista”, mesmo ainda não sendo na cidade que comanda. Segundo ele, é fruto do retorno dos municípios que estavam ausentes do colegiado – São Caetano, Diadema (ainda extraoficialmente) e Rio Grande da Serra –, pois a união certamente proporciona mais força para a região na hora de pleitear melhoras para o Grande ABC.

A junção de forças realmente tem de ser destacada. O Consórcio foi criado para que as sete cidades pudessem brigar juntas. Exclusões, seja por vaidade de quem está no comando ou qualquer outro fator, só servem para o enfraquecimento.

A farmácia de alto custo é tema que está em andamento. Mas há outros também emergenciais, como a vinda do Metrô, por exemplo, que precisam ser encarados da mesma maneira. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Unir para conquistar

Do Diário do Grande ABC

21/05/2019 | 13:28


Saiu do papel. Oito anos após o governo estadual iniciar as conversas com as prefeituras da região sobre a descentralização da farmácia de alto custo, ontem finalmente começou a funcionar o primeiro posto de entrega de medicamentos fora do Hospital Estadual Mário Covas. Está localizado dentro do Poupatempo de São Bernardo.

Outros deverão ser implementados. Se a experiência for bem-sucedida, o Poupatempo de Santo André terá uma unidade, que atenderá também quem mora em Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra, e mais um em São Caetano, dentro do Atende Fácil.

A descentralização é bandeira antiga deste Diário. Várias foram as ocasiões em que equipes de reportagem acompanharam o sofrimento das pessoas em intermináveis filas à espera de remédios. Gente de todos os municípios, que, até então sem alternativas, se submetiam a esse ritual desumano de deixar suas casas ainda na madrugada e esperar por incontáveis horas até finalmente serem atendidas.

A abertura de outro ponto de distribuição foi festejada também pelo Consórcio Intermunicipal do Grande ABC. Seu presidente e prefeito de Santo André, Paulo Serra, classificou como “conquista”, mesmo ainda não sendo na cidade que comanda. Segundo ele, é fruto do retorno dos municípios que estavam ausentes do colegiado – São Caetano, Diadema (ainda extraoficialmente) e Rio Grande da Serra –, pois a união certamente proporciona mais força para a região na hora de pleitear melhoras para o Grande ABC.

A junção de forças realmente tem de ser destacada. O Consórcio foi criado para que as sete cidades pudessem brigar juntas. Exclusões, seja por vaidade de quem está no comando ou qualquer outro fator, só servem para o enfraquecimento.

A farmácia de alto custo é tema que está em andamento. Mas há outros também emergenciais, como a vinda do Metrô, por exemplo, que precisam ser encarados da mesma maneira. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;