Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Seminário discute mudanças climáticas e gestão do lixo

Evento terá palestra com o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente no dia 29


Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

21/05/2019 | 07:00


São Bernardo promoverá, no dia 29, seminário para debater as mudanças climáticas e a questão dos resíduos sólidos. O evento, que dará início às atividades do mês do meio ambiente, contará com palestra proferida pelo secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido.

Embora gratuita, a ação tem vagas limitadas e, para participar, é necessário realizar inscrições pelo endereço eletrônico www.saobernardo.sp.gov.br. Conforme o secretário municipal de Gestão Ambiental, José Carlos Gobbis Pagliuca, são ofertadas 150 vagas aos interessados. O encontro ocorrerá na Pinacoteca municipal, na Rua Kara, 105, Jardim do Mar, das 14h às 17h.

“Após a apresentação do secretário estadual, haverá um espaço para debates e perguntas. A ideia é que a atividade desperte o interesse da população sobre os temas e cada um tenha mais conhecimento sobre o seu papel dentro dessas discussões”, observa Pagliuca.

No âmbito dos resíduos sólidos, a ideia é que sejam abordadas questões como reciclagem e reaproveitamento de materiais, além da destinação do lixo. Neste caso, o tema voltou a ser discutido no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC na última semana.

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente e o comitê do programa de resíduos sólidos do colegiado vão formar grupo de trabalho para análise de tecnologias em gestão de resíduos. Protocolo de intenções será assinado pelas partes com o objetivo de verificar, entre opções ambientalmente viáveis e passíveis de serem licenciadas pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), projeto que possa ser implantado na região.

“Essa é a nova discussão, já que os aterros estão se esgotando e temos que buscar alternativas”, ressalta Pagliuca. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Seminário discute mudanças climáticas e gestão do lixo

Evento terá palestra com o secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente no dia 29

Natália Fernandjes
Do Diário do Grande ABC

21/05/2019 | 07:00


São Bernardo promoverá, no dia 29, seminário para debater as mudanças climáticas e a questão dos resíduos sólidos. O evento, que dará início às atividades do mês do meio ambiente, contará com palestra proferida pelo secretário estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido.

Embora gratuita, a ação tem vagas limitadas e, para participar, é necessário realizar inscrições pelo endereço eletrônico www.saobernardo.sp.gov.br. Conforme o secretário municipal de Gestão Ambiental, José Carlos Gobbis Pagliuca, são ofertadas 150 vagas aos interessados. O encontro ocorrerá na Pinacoteca municipal, na Rua Kara, 105, Jardim do Mar, das 14h às 17h.

“Após a apresentação do secretário estadual, haverá um espaço para debates e perguntas. A ideia é que a atividade desperte o interesse da população sobre os temas e cada um tenha mais conhecimento sobre o seu papel dentro dessas discussões”, observa Pagliuca.

No âmbito dos resíduos sólidos, a ideia é que sejam abordadas questões como reciclagem e reaproveitamento de materiais, além da destinação do lixo. Neste caso, o tema voltou a ser discutido no Consórcio Intermunicipal do Grande ABC na última semana.

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Meio Ambiente e o comitê do programa de resíduos sólidos do colegiado vão formar grupo de trabalho para análise de tecnologias em gestão de resíduos. Protocolo de intenções será assinado pelas partes com o objetivo de verificar, entre opções ambientalmente viáveis e passíveis de serem licenciadas pela Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo), projeto que possa ser implantado na região.

“Essa é a nova discussão, já que os aterros estão se esgotando e temos que buscar alternativas”, ressalta Pagliuca. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;