Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Por telefone, um jogo de futebol


Ademir Médici

19/05/2019 | 07:07


O Brasil não tinha emissoras de rádio, muito menos de televisão. E sediava, no Rio de Janeiro, no campo do Fluminense, o 3º Campeonato Sul-Americano de Futebol, com a poderosa seleção do Uruguai, bicampeã, Argentina e Chile. Como acompanhar os jogos?

Quem não viajasse ao Rio teria que aguardar os jornais do dia seguinte para saber o resultado do jogo, quem marcou, quais foram os lances espetaculares e as eventuais furadas dos craques em campo.

O Brasil venceu o primeiro jogo: 6 a 0 frente o Chile. No domingo, 18 de maio de 1919 – há 100 anos, ontem completados – a Seleção teria pela frente a Argentina.

Dois cinemas paulistanos concorriam entre si, anunciando a exibição do filme focalizando a primeira partida do Brasil, a da goleada frente aos chilenos: Cinema Central e Cine Royal.

Mas agora era pensar na Argentina e – quem sabe? – pegar o Uruguai para decidir o título – os uruguaios que venceram suas duas primeiras partidas naquele certame.

Foi quando o Estadão anunciou a boa-nova: manter um plantonista no campo do Fluminense. Por telefone, este enviaria todos os lances da partida à redação, então localizada na Praça Antonio Prado.

Cada telefonema recebido virava um cartaz, afixado imediatamente na frente do jornal.

A sequência dos lances foi reproduzida no dia seguinte na versão impressa: “Com ansiedade, a multidão, pela leitura dos nossos placares, acompanhava o jogo”.

E o Brasil ganhou: 3 a 1, com gols de Heitor, Amilcar (num chute de 40 jardas) e Millon; Uslenghy marcou para os argentinos.

Agora era aguardar o jogo com o Uruguai. Teríamos nova transmissão direta, via telefone? Seríamos campeões? Ou o Uruguai chegaria ao tricampeonato?

ALÇAPÃO
O estádio do Fluminense, popularizado como o de Laranjeiras - foi especialmente construído para o Sul-Americano de 1919. A inauguração foi na estréia do Brasil, em 11 de maio de 1919, na presença do presidente da República, Delfim Moreira.

Enquanto isso, na região...
Muito provavelmente nossos antepassados acompanharam o Sul-Americano de 1919 aqui na região. Afinal, o futebol local era tão importante quanto a bocha, a escopa 7 e o jogo do queijo.

Enquanto Friedenreich, Neco, Amilcar e companhia inauguravam o campo do Fluminense, o futebol rolava solto por aqui, em domingos como hoje. E os nossos primeiros clubes ganhavam espaço nos jornais de São Paulo, mesmo que em meras notinhas de duas ou três linhas que o repórter deste 2019 vai garimpando para contar a vocês.

O Primeiro de Maio disputava a Segunda Divisão da APEA. E fazia bonito. Ganhou do Antarctica, no campo deste, em São Paulo, por 3 a 2, perdendo na preliminar por 4 a 3.

O Brasil FC, time dos Flaquer, recebia a AA Litográfica, do Ipiranga.

O Serrano fazia um ''matche'' intermunicipal em seu campo, nos fundos da Vila de Paranapiacaba. Recebia o Concórdia, da Capital, para dois amistosos entre os quadros 1 e 2. Os visitantes, claro, vieram de trem.

Por tudo isso, amigos da Prefeitura de Santo André, lutem para que o campo do Serrano seja mesmo reformado e volte a servir ao futebol. Se o campo do Fluminense celebra 100 anos, o nosso, em Paranapiacaba, é ainda mais antigo, com sua linda arquibancada que mescla cimento e madeira.

‘Minha vida por um ouvido’
Induziram aquele ex-profissional da bola a dizer: ‘O negócio é levar vantagem em tudo’.

Da crônica de Lourenço Diaféria publicada pelo Diário em 19 de maio de 1989. Confiram a íntegra no Facebook da Memória – acessem o endereço acima.

Diário há 30 anos
Sexta-feira, 19 de maio de 1989 – ano 32, edição 7069

Manchete – Câmara aprova novo gatilho salarial; novo mínimo vai a 120 cruzados novos (NCz$); quem ganha até três salários passa a ter reajustes mensais
São Bernardo – Prefeitura volta a executar obras por administração direta.
Cultura & Lazer – O ator andreense Antônio Petrin apresenta no Teatro Cacilda Becker o monólogo A Última Gravação, do irlandês Samuel Becket.
Bocha – Taça Brasil começa nas canchas do São José, em São Caetano.

Em 19 de maio de...
1859 – Nascimento de Juca Dias, considerado o primeiro professor de Santo André.
1919 – O engenheiro Emilio Cordes, de Santo André, segue em viagem de recreio ao Rio de Janeiro.
Internacional
Do noticiário do Correio Paulistano: diz-se que a Itália concorda em reconhecer Fiume como cidade livre.
Epitácio Pessoa, presidente eleito do Brasil, chega a Roma. Delegação recebida pelo rei Victor Manuel e rainha Helena na Estação Piazza Termini.

Hoje
Dia do Defensor Público

Santos do dia
Crispim de Viterbo
Prudenciana

Municípios do dia
Celebram aniversários em 19 de maio:

Em São Paulo, Bertioga. Elevado a município em 19 de maio de 1991, quando se separa de Santos, de quem era distrito.
Mais municípios paulistas: Alambari, Araçariguama, Arapeí, Barra do Chapéu, Bertioga, Cajati, Campina do Monte Alegre, Canitar, Dourado, Emilianópolis, Engenheiro Coelho, Estiva Gerbi, Hortolândia, Novais, Potim, Ribeirão Grande, Saltinho e Tuiuti
No Mato Grosso, Alta Floresta e Cotriguaçu
No Maranhão, Alto Parnaíba
Em Pernambuco, Bom Jardim, Lajedo, Moreilândia e Quipapá
No Rio Grande do Sul, Caiçara e Ciríaco
Na Bahia, Palmas de Monte Alto
Em Santa Catarina, Pinheiro Preto
No Rio de Janeiro, Rio Claro
Fonte: IBGE
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Por telefone, um jogo de futebol

Ademir Médici

19/05/2019 | 07:07


O Brasil não tinha emissoras de rádio, muito menos de televisão. E sediava, no Rio de Janeiro, no campo do Fluminense, o 3º Campeonato Sul-Americano de Futebol, com a poderosa seleção do Uruguai, bicampeã, Argentina e Chile. Como acompanhar os jogos?

Quem não viajasse ao Rio teria que aguardar os jornais do dia seguinte para saber o resultado do jogo, quem marcou, quais foram os lances espetaculares e as eventuais furadas dos craques em campo.

O Brasil venceu o primeiro jogo: 6 a 0 frente o Chile. No domingo, 18 de maio de 1919 – há 100 anos, ontem completados – a Seleção teria pela frente a Argentina.

Dois cinemas paulistanos concorriam entre si, anunciando a exibição do filme focalizando a primeira partida do Brasil, a da goleada frente aos chilenos: Cinema Central e Cine Royal.

Mas agora era pensar na Argentina e – quem sabe? – pegar o Uruguai para decidir o título – os uruguaios que venceram suas duas primeiras partidas naquele certame.

Foi quando o Estadão anunciou a boa-nova: manter um plantonista no campo do Fluminense. Por telefone, este enviaria todos os lances da partida à redação, então localizada na Praça Antonio Prado.

Cada telefonema recebido virava um cartaz, afixado imediatamente na frente do jornal.

A sequência dos lances foi reproduzida no dia seguinte na versão impressa: “Com ansiedade, a multidão, pela leitura dos nossos placares, acompanhava o jogo”.

E o Brasil ganhou: 3 a 1, com gols de Heitor, Amilcar (num chute de 40 jardas) e Millon; Uslenghy marcou para os argentinos.

Agora era aguardar o jogo com o Uruguai. Teríamos nova transmissão direta, via telefone? Seríamos campeões? Ou o Uruguai chegaria ao tricampeonato?

ALÇAPÃO
O estádio do Fluminense, popularizado como o de Laranjeiras - foi especialmente construído para o Sul-Americano de 1919. A inauguração foi na estréia do Brasil, em 11 de maio de 1919, na presença do presidente da República, Delfim Moreira.

Enquanto isso, na região...
Muito provavelmente nossos antepassados acompanharam o Sul-Americano de 1919 aqui na região. Afinal, o futebol local era tão importante quanto a bocha, a escopa 7 e o jogo do queijo.

Enquanto Friedenreich, Neco, Amilcar e companhia inauguravam o campo do Fluminense, o futebol rolava solto por aqui, em domingos como hoje. E os nossos primeiros clubes ganhavam espaço nos jornais de São Paulo, mesmo que em meras notinhas de duas ou três linhas que o repórter deste 2019 vai garimpando para contar a vocês.

O Primeiro de Maio disputava a Segunda Divisão da APEA. E fazia bonito. Ganhou do Antarctica, no campo deste, em São Paulo, por 3 a 2, perdendo na preliminar por 4 a 3.

O Brasil FC, time dos Flaquer, recebia a AA Litográfica, do Ipiranga.

O Serrano fazia um ''matche'' intermunicipal em seu campo, nos fundos da Vila de Paranapiacaba. Recebia o Concórdia, da Capital, para dois amistosos entre os quadros 1 e 2. Os visitantes, claro, vieram de trem.

Por tudo isso, amigos da Prefeitura de Santo André, lutem para que o campo do Serrano seja mesmo reformado e volte a servir ao futebol. Se o campo do Fluminense celebra 100 anos, o nosso, em Paranapiacaba, é ainda mais antigo, com sua linda arquibancada que mescla cimento e madeira.

‘Minha vida por um ouvido’
Induziram aquele ex-profissional da bola a dizer: ‘O negócio é levar vantagem em tudo’.

Da crônica de Lourenço Diaféria publicada pelo Diário em 19 de maio de 1989. Confiram a íntegra no Facebook da Memória – acessem o endereço acima.

Diário há 30 anos
Sexta-feira, 19 de maio de 1989 – ano 32, edição 7069

Manchete – Câmara aprova novo gatilho salarial; novo mínimo vai a 120 cruzados novos (NCz$); quem ganha até três salários passa a ter reajustes mensais
São Bernardo – Prefeitura volta a executar obras por administração direta.
Cultura & Lazer – O ator andreense Antônio Petrin apresenta no Teatro Cacilda Becker o monólogo A Última Gravação, do irlandês Samuel Becket.
Bocha – Taça Brasil começa nas canchas do São José, em São Caetano.

Em 19 de maio de...
1859 – Nascimento de Juca Dias, considerado o primeiro professor de Santo André.
1919 – O engenheiro Emilio Cordes, de Santo André, segue em viagem de recreio ao Rio de Janeiro.
Internacional
Do noticiário do Correio Paulistano: diz-se que a Itália concorda em reconhecer Fiume como cidade livre.
Epitácio Pessoa, presidente eleito do Brasil, chega a Roma. Delegação recebida pelo rei Victor Manuel e rainha Helena na Estação Piazza Termini.

Hoje
Dia do Defensor Público

Santos do dia
Crispim de Viterbo
Prudenciana

Municípios do dia
Celebram aniversários em 19 de maio:

Em São Paulo, Bertioga. Elevado a município em 19 de maio de 1991, quando se separa de Santos, de quem era distrito.
Mais municípios paulistas: Alambari, Araçariguama, Arapeí, Barra do Chapéu, Bertioga, Cajati, Campina do Monte Alegre, Canitar, Dourado, Emilianópolis, Engenheiro Coelho, Estiva Gerbi, Hortolândia, Novais, Potim, Ribeirão Grande, Saltinho e Tuiuti
No Mato Grosso, Alta Floresta e Cotriguaçu
No Maranhão, Alto Parnaíba
Em Pernambuco, Bom Jardim, Lajedo, Moreilândia e Quipapá
No Rio Grande do Sul, Caiçara e Ciríaco
Na Bahia, Palmas de Monte Alto
Em Santa Catarina, Pinheiro Preto
No Rio de Janeiro, Rio Claro
Fonte: IBGE
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;