Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Scheidt sofre punição, mas continua na liderança do Europeu da classe Star



17/05/2019 | 21:18


Robert Scheidt não teve um bom dia no Campeonato Europeu de Star, que está sendo realizado em Riva Del Garda, na Itália, mas ao menos conseguiu manter a liderança da competição. Acompanhado do proeiro Henry Boening, o Maguila, ele está em primeiro lugar, com 14 pontos perdidos, graças a um descarte.

Scheidt está com dos pontos de vantagem para o polonês Mateusz Kusznierewicz e o português Frederico Melo. Nesta sexta-feira, porém, ao queimar a largada da primeira regata, o brasileiro foi penalizado em 91 pontos, mas descartou esse resultado. E a segunda disputa do dia acabou não sendo realizado por causa dos ventos fracos no Lago Di Garda.

"A gente queria fazer uma largada boa, sem arriscar tanto. Devido ao número de barcos ao nosso redor, que impediam nossa visão, não tínhamos tanta noção de onde estava a linha de partida. Foi um erro não forçado e aproveitamos nosso descarte", explicou Scheidt que havia figurado sempre entre os cinco melhores na classificação final das cinco regatas anteriores do Europeu de Star.

Neste sábado, Scheidt vai competir para se manter entre os dez primeiros colocados, com a intenção de se classificar à medal race, agendada para domingo. "Vamos com tudo neste sábado. Não podemos perder a confiança porque seguimos na liderança e focados para lutar por um lugar no pódio", afirmou.

Antes do evento na Itália, o brasileiro disputou o Troféu Princesa Sofia e a Semana de Vela de Hyères e ficou fora da medal race em ambas. O Europeu de Star vai até domingo e faz parte da preparação de Scheidt para buscar uma vaga nos Jogos de Tóquio.

A sua competição seguinte vai ser no Japão, onde, a partir de 3 de julho, participará do Campeonato Mundial na Classe Laser, na mesma raia das regatas da Olimpíada. Ele ainda deve voltar para Tóquio em agosto, para participar do evento-teste dos Jogos de 2020.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Scheidt sofre punição, mas continua na liderança do Europeu da classe Star


17/05/2019 | 21:18


Robert Scheidt não teve um bom dia no Campeonato Europeu de Star, que está sendo realizado em Riva Del Garda, na Itália, mas ao menos conseguiu manter a liderança da competição. Acompanhado do proeiro Henry Boening, o Maguila, ele está em primeiro lugar, com 14 pontos perdidos, graças a um descarte.

Scheidt está com dos pontos de vantagem para o polonês Mateusz Kusznierewicz e o português Frederico Melo. Nesta sexta-feira, porém, ao queimar a largada da primeira regata, o brasileiro foi penalizado em 91 pontos, mas descartou esse resultado. E a segunda disputa do dia acabou não sendo realizado por causa dos ventos fracos no Lago Di Garda.

"A gente queria fazer uma largada boa, sem arriscar tanto. Devido ao número de barcos ao nosso redor, que impediam nossa visão, não tínhamos tanta noção de onde estava a linha de partida. Foi um erro não forçado e aproveitamos nosso descarte", explicou Scheidt que havia figurado sempre entre os cinco melhores na classificação final das cinco regatas anteriores do Europeu de Star.

Neste sábado, Scheidt vai competir para se manter entre os dez primeiros colocados, com a intenção de se classificar à medal race, agendada para domingo. "Vamos com tudo neste sábado. Não podemos perder a confiança porque seguimos na liderança e focados para lutar por um lugar no pódio", afirmou.

Antes do evento na Itália, o brasileiro disputou o Troféu Princesa Sofia e a Semana de Vela de Hyères e ficou fora da medal race em ambas. O Europeu de Star vai até domingo e faz parte da preparação de Scheidt para buscar uma vaga nos Jogos de Tóquio.

A sua competição seguinte vai ser no Japão, onde, a partir de 3 de julho, participará do Campeonato Mundial na Classe Laser, na mesma raia das regatas da Olimpíada. Ele ainda deve voltar para Tóquio em agosto, para participar do evento-teste dos Jogos de 2020.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;