Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 17 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Moacyr e Sonia

A memória de Mauá presente nestas bodas


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

18/05/2019 | 07:00


Ao noticiar a festa dos 50 anos de casamento do bancário Moacyr Antonio Ferrari com a professora Sonia Regina Rossi Ferrari, a se realizar hoje, nós nos lembramos da Comissão Memória de Mauá.

Foi há 35 anos. A cidade de Mauá carecia de um livro que narrasse a sua história, desde os tempos do Pilar. Uma história rica, só que houve quem afirmasse que a cidade não tinha uma história.

Então foi formada a Comissão Memória de Mauá, com gente da cidade. E a linda história foi escrita, resultando no livro De Pilar a Mauá.

Da comissão fazia parte o Moacyr, tendo a alicerçá-lo a doce Sonia. E foram inúmeras as reuniões na casa do casal e em outros pontos da cidade. Moacyr, alto executivo bancário, sempre às voltas com cálculos e negócios, arranjava tempo para participar. E nos visitou várias vezes na Redação, à noitinha, após o expediente nas agências em que trabalhou, trazendo fotos e outras informações.

O livro foi lançado, esgotou-se rapidamente. Vieram outros projetos. E a nossa ligação com o casal jamais se desfez, ora mais próxima, ora com intervalos maiores. De repente, o convite: imaginem, Sonia e Moacyr completam Boas de Ouro.

Da Comissão Memória de Mauá, muitos partiram. Outros livros foram escritos. Muitas matérias aqui em Memória. Mas a semente de tudo é esse livro escrito por muitas mãos. Moacyr e Sonia, o livro faz parte da festa de hoje de vocês. Saudades.

MAUAENSES
O casamento foi em 17 de maio de 1969. Moacyr, 25 anos; Sonia, 18, completados naquele mesmo dia.

Claro, a cerimônia deu-se na Matriz de Mauá, a Imaculada Conceição, onde Moacyr foi coroinha. Celebrante: padre João Costa Rego.

Os padrinhos da noiva: Mario Russo e Iolanda Dorotea Russo; os do noivo, Henrique Alarcon Bonilo e Maria Alarcon Bonilo.

Os padrinhos do civil: do noivo, Galiano Borges e Célio Borges; da noiva, Aldo Gallo e Maria Benedetti Gallo.

Vieram os filhos: Fábio Luiz nasceu em 1970, Vanessa Cristina em 1973, a netinha Giovanna em 2005.

Nasce o primeiro jingle
Texto: Milton Parron

Ademar Casé implantou o primeiro programa de longa duração do rádio brasileiro, um programa de quatro horas na Rádio Phillips do Brasil e que levava seu nome e começou a ser irradiado no dia 14 de fevereiro de 1932.

Foi no seu programa que foi criado o primeiro jingle publicitário do Brasil. Também foi pioneiro a pagar cachês para os artistas que se apresentavam em seu programa, antes era tudo na base da amizade, o que motivava muitas ausências daqueles que eram previamente anunciados. 

Casé lançou dezenas de nomes que hoje são reverenciados como verdadeiros monstros sagrados da MPB, incluindo Noel Rosa, que foi seu sonoplasta.

Todas essas histórias são contadas no programa Memória pelo próprio Ademar Casé e por muitos artistas que tiveram contato muito próximo com ele e até participaram de seu programa, há mais de 80 anos.

Nascido em Belo Jardim, Pernambuco, em 1902, Ademar Casé, que é avô da atriz e apresentadora Regina Casé, faleceu no Rio de Janeiro em 1993.

EM PAUTA – Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – Memória. Histórias de Ademar Casé. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, depois do futebol, com reprise amanhã, às 5h, além da internet, radiobandeirantes.com.br.

‘O defunto e a festa do enterro''

As flores chegaram antes. Depois vieram os companheiros. As mulheres já estavam alinhadas no salão, comadres, conhecidas, antigos amores, todas preparadas para a derradeira vigília, ensaiando algumas lágrimas.

Da crônica de Guido Fidelis publicada pelo Diário em 18 de maio de 1989. Confiram a íntegra no Facebook da Memória.

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 18 de maio de 1989 – ano 32, edição 7068

MancheteCapuava ganha nova fábrica até 1991. A fábrica de polipropileno da Poliolefinas começará a ser construída dentro de um mês

Informática – Motéis aumentam rentabilidade investindo na informatização.

Polícia –  Região vai ter grupo de repressão a assaltos.

Em 18 de maio de...

1919 – Os ferroviários da São Paulo Railway reivindicam jornada de oito horas de trabalho, na base de 4$000 para todos, e mais aumento de 15%.

Todo serviço que exceder às oito horas, bem como o serviço aos domingos e feriados, deverá ser pago em dobro.

Na seção de café, em Santos, não deve o serviço exceder de 1.500 sacas, e 1.000 sacas à noite.

Internacional

- Do noticiário do Estadão: os muçulmanos das Índias contra o desmembramento da Turquia.

- Do noticiário do Correio Paulistano: Epitácio Pessoa, presidente eleito do Brasil, seguiu para a Itália; os ‘maximalistas’ propuseram a paz à Estônia.

1929 – Iniciada a novena em louvor ao Espírito Santo, na Matriz da Vila de São Bernardo, hoje basílica da Boa Viagem.

1969 – Inaugurada a primeira feira livre do distrito de Riacho Grande, em São Bernardo.

Hoje

- Dia das Raças Indígenas da América

- Dia Nacional do Petroquímico

- Dia dos Vidreiros

- Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

- Dia Internacional dos Museus

Santo do Dia

- João I (Itália, Siena, 470 – Ravena, 18-5-526). Papa e mártir.

Governou a Igreja entre 523 e 526.

- Claudia de Ancyra da Turquia

- Félix de Cantalice ou Cantalício

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 18 de maio:

- Em São Paulo, Guaíra e Piratininga. Guaíra elevado a município em 1928, quando se separa de Orlândia; Piratininga, elevado a município em 1913, quando se separa de Agudos.

- Na Paraíba, Areia.

- Em Pernambuco, Bezerros, Caruaru e Panelas.

- Em Alagoas, Branquinha.

- Na Bahia, Jaguaquara e Nova Soure.

- No Rio Grande do Norte, Japi.

Fonte: IBGE



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moacyr e Sonia

A memória de Mauá presente nestas bodas

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

18/05/2019 | 07:00


Ao noticiar a festa dos 50 anos de casamento do bancário Moacyr Antonio Ferrari com a professora Sonia Regina Rossi Ferrari, a se realizar hoje, nós nos lembramos da Comissão Memória de Mauá.

Foi há 35 anos. A cidade de Mauá carecia de um livro que narrasse a sua história, desde os tempos do Pilar. Uma história rica, só que houve quem afirmasse que a cidade não tinha uma história.

Então foi formada a Comissão Memória de Mauá, com gente da cidade. E a linda história foi escrita, resultando no livro De Pilar a Mauá.

Da comissão fazia parte o Moacyr, tendo a alicerçá-lo a doce Sonia. E foram inúmeras as reuniões na casa do casal e em outros pontos da cidade. Moacyr, alto executivo bancário, sempre às voltas com cálculos e negócios, arranjava tempo para participar. E nos visitou várias vezes na Redação, à noitinha, após o expediente nas agências em que trabalhou, trazendo fotos e outras informações.

O livro foi lançado, esgotou-se rapidamente. Vieram outros projetos. E a nossa ligação com o casal jamais se desfez, ora mais próxima, ora com intervalos maiores. De repente, o convite: imaginem, Sonia e Moacyr completam Boas de Ouro.

Da Comissão Memória de Mauá, muitos partiram. Outros livros foram escritos. Muitas matérias aqui em Memória. Mas a semente de tudo é esse livro escrito por muitas mãos. Moacyr e Sonia, o livro faz parte da festa de hoje de vocês. Saudades.

MAUAENSES
O casamento foi em 17 de maio de 1969. Moacyr, 25 anos; Sonia, 18, completados naquele mesmo dia.

Claro, a cerimônia deu-se na Matriz de Mauá, a Imaculada Conceição, onde Moacyr foi coroinha. Celebrante: padre João Costa Rego.

Os padrinhos da noiva: Mario Russo e Iolanda Dorotea Russo; os do noivo, Henrique Alarcon Bonilo e Maria Alarcon Bonilo.

Os padrinhos do civil: do noivo, Galiano Borges e Célio Borges; da noiva, Aldo Gallo e Maria Benedetti Gallo.

Vieram os filhos: Fábio Luiz nasceu em 1970, Vanessa Cristina em 1973, a netinha Giovanna em 2005.

Nasce o primeiro jingle
Texto: Milton Parron

Ademar Casé implantou o primeiro programa de longa duração do rádio brasileiro, um programa de quatro horas na Rádio Phillips do Brasil e que levava seu nome e começou a ser irradiado no dia 14 de fevereiro de 1932.

Foi no seu programa que foi criado o primeiro jingle publicitário do Brasil. Também foi pioneiro a pagar cachês para os artistas que se apresentavam em seu programa, antes era tudo na base da amizade, o que motivava muitas ausências daqueles que eram previamente anunciados. 

Casé lançou dezenas de nomes que hoje são reverenciados como verdadeiros monstros sagrados da MPB, incluindo Noel Rosa, que foi seu sonoplasta.

Todas essas histórias são contadas no programa Memória pelo próprio Ademar Casé e por muitos artistas que tiveram contato muito próximo com ele e até participaram de seu programa, há mais de 80 anos.

Nascido em Belo Jardim, Pernambuco, em 1902, Ademar Casé, que é avô da atriz e apresentadora Regina Casé, faleceu no Rio de Janeiro em 1993.

EM PAUTA – Rádio Bandeirantes AM (840) e FM (90,9) – Memória. Histórias de Ademar Casé. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, depois do futebol, com reprise amanhã, às 5h, além da internet, radiobandeirantes.com.br.

‘O defunto e a festa do enterro''

As flores chegaram antes. Depois vieram os companheiros. As mulheres já estavam alinhadas no salão, comadres, conhecidas, antigos amores, todas preparadas para a derradeira vigília, ensaiando algumas lágrimas.

Da crônica de Guido Fidelis publicada pelo Diário em 18 de maio de 1989. Confiram a íntegra no Facebook da Memória.

Diário há 30 anos

Quinta-feira, 18 de maio de 1989 – ano 32, edição 7068

MancheteCapuava ganha nova fábrica até 1991. A fábrica de polipropileno da Poliolefinas começará a ser construída dentro de um mês

Informática – Motéis aumentam rentabilidade investindo na informatização.

Polícia –  Região vai ter grupo de repressão a assaltos.

Em 18 de maio de...

1919 – Os ferroviários da São Paulo Railway reivindicam jornada de oito horas de trabalho, na base de 4$000 para todos, e mais aumento de 15%.

Todo serviço que exceder às oito horas, bem como o serviço aos domingos e feriados, deverá ser pago em dobro.

Na seção de café, em Santos, não deve o serviço exceder de 1.500 sacas, e 1.000 sacas à noite.

Internacional

- Do noticiário do Estadão: os muçulmanos das Índias contra o desmembramento da Turquia.

- Do noticiário do Correio Paulistano: Epitácio Pessoa, presidente eleito do Brasil, seguiu para a Itália; os ‘maximalistas’ propuseram a paz à Estônia.

1929 – Iniciada a novena em louvor ao Espírito Santo, na Matriz da Vila de São Bernardo, hoje basílica da Boa Viagem.

1969 – Inaugurada a primeira feira livre do distrito de Riacho Grande, em São Bernardo.

Hoje

- Dia das Raças Indígenas da América

- Dia Nacional do Petroquímico

- Dia dos Vidreiros

- Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

- Dia Internacional dos Museus

Santo do Dia

- João I (Itália, Siena, 470 – Ravena, 18-5-526). Papa e mártir.

Governou a Igreja entre 523 e 526.

- Claudia de Ancyra da Turquia

- Félix de Cantalice ou Cantalício

Municípios Brasileiros

Celebram aniversários em 18 de maio:

- Em São Paulo, Guaíra e Piratininga. Guaíra elevado a município em 1928, quando se separa de Orlândia; Piratininga, elevado a município em 1913, quando se separa de Agudos.

- Na Paraíba, Areia.

- Em Pernambuco, Bezerros, Caruaru e Panelas.

- Em Alagoas, Branquinha.

- Na Bahia, Jaguaquara e Nova Soure.

- No Rio Grande do Norte, Japi.

Fonte: IBGE

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;