Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 26 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Jornada atrás de sonhos no gelo

Feld Entertainment/Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Personagens de diversos filmes se reúnem na arena especial do show ‘Disney On Ice’


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

19/05/2019 | 07:32


Danças, saltos, rodopios, coreografias e muito gelo envolvido. Esses são elementos presentes em projeto no qual diversos contos do universo da Disney emprestam seus personagens das telas para patinarem diante do público. Tudo isso ocorre em mais uma temporada do tradicional Disney On Ice, que chega ao Brasil e está pronta para estrear em São Paulo. Neste ano, é a vez do espetáculo Em Busca dos Sonhos, cujas apresentações ocorrem entre os dias 29 de maio e 2 de junho, no Ginásio do Ibirapuera (Rua Manoel da Nóbrega, 1.361. Tel.: 3887-3500).

Histórias clássicas e modernas do estúdio norte-americano se misturam em jornada motivada pelo desejo de explorar os horizontes dos sonhos de cada um. Entre as motivações das figuras que aparecem em cena estão encontrar o verdadeiro amor para acabar com feitiço, viajar pelo mundo em cima de um tapete mágico, desbravar o mar atrás de um coração roubado ou descobrir mais sobre sua família – mesmo que isso o leve até o mundo dos mortos. A ideia é apresentar os momentos decisivos de como cada tornou-se seu próprio herói e suas jornadas pessoais.

Animações como A Bela Adormecida, Aladdin, A Pequena Sereia e Toy Story ganham espaço e versões com ajuda de patinadores profissionais. Canções mais recentes, casos de Livre Estou (de Frozen – Uma Aventura Congelante) e Saber Quem Sou (tema de Moana – Um Mar de Aventuras) prometem chamar a atenção durante o espetáculo. Claro que Mickey, Donald, Pateta e Minnie não ficam de fora e também estão no elenco. 

A corrida por ingressos de Em Busca dos Sonhos já começou e a procura foi tanta que a organização abriu sessões extras. Os tíquetes custam entre R$ 80 e R$ 350, com meia-entrada para todos os setores e venda acontecendo na bilheteria do ginásio ou pela internet. Todas as informações do show podem ser vistas na página oficial www.disneyonice.com/br.

Mineiro representa o Brasil no elenco

O toque brasileiro no clima gelado do projeto fica por conta da participação de Mário Castro. Aos 56 anos, o patinador de Minas Gerais já está no grupo há 25 temporadas, tendo participado de 12 produções diferentes ao longo da carreira.

“Cada show é único, porque as plateias são diferentes. Os fãs brasileiros são sempre incríveis e o elenco está superanimado em reencontrá-los por causa dessa recepção”, diz o ator. “São histórias que fazem parte da infância de pessoas de gerações distintas. Temos variações de clássicos com universos mais recentes, casos de Frozen, Moana e Viva. Como nem todos têm chance de ir para os parques da Disney mesmo, acabamos sendo a oportunidade de muita gente de estar perto desses personagens.”

Castro começou sua trajetória na patinação no gelo quando um shopping na cidade de Belo Horizonte (Capital de Minas Gerais) abriu pista temática como atração. Ele conseguiu emprego no local e teve que aprender a se virar na modalidade. Amizades com profissionais que participavam de atrações internacionais do tipo o levaram para os Estados Unidos, onde a ação é comum. Demorou mais alguns anos para que fosse selecionado pela equipe do Disney On Ice. “Faço personagens coadjuvantes, aparecendo como espécie de ‘enfeite’ nas cenas, seja como padeiro no meio de Frozen ou como um mercador de Aladdin”, explica.

O elenco dos shows não possui crianças, somente adultos com idade a partir de 18 anos. Jovens que gostarem muito das ações e se empolgarem com as coreografias podem aproveitar a chegada do clima mais gelado e a abertura de pistas de gelo nos próximos meses em arenas fechadas. “Essas pistas são interessantes, principalmente pelo fato de o Brasil não ter apelo quanto ao esporte. O que move a carreira é a paixão e é preciso entrega na hora de aprender. Quem sabe esse pessoal não pode fazer parte do projeto mais para frente?”

Equipamentos fazem pista de gelo

O conceito do Disney On Ice parte da ideia de colocar os personagens patinando em cima de gigante ringue de gelo. Como nem todos os países possuem clima frio o bastante para o surgimento de arenas desse tipo de maneira natural, os espetáculos viajam pelo mundo com série de equipamentos específicos capazes de dar forma ao piso.

São necessários 24 containers para levar os equipamentos de um lado para o outro. Centenas de pessoas estão envolvidas nesse processo. Tudo é descarregado em ginásios poliesportivos (principais pontos escolhidos para receber as turnês), sendo que o piso da quadra é revestido de placas de alumínio cujo interior possui mistura refrigerada especial. Esses itens são ligados na energia elétrica, ficando supergelados e servindo de base para quantidade de água jogada em cima até se formar a camada de gelo necessária para o show de patinação. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Jornada atrás de sonhos no gelo

Personagens de diversos filmes se reúnem na arena especial do show ‘Disney On Ice’

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

19/05/2019 | 07:32


Danças, saltos, rodopios, coreografias e muito gelo envolvido. Esses são elementos presentes em projeto no qual diversos contos do universo da Disney emprestam seus personagens das telas para patinarem diante do público. Tudo isso ocorre em mais uma temporada do tradicional Disney On Ice, que chega ao Brasil e está pronta para estrear em São Paulo. Neste ano, é a vez do espetáculo Em Busca dos Sonhos, cujas apresentações ocorrem entre os dias 29 de maio e 2 de junho, no Ginásio do Ibirapuera (Rua Manoel da Nóbrega, 1.361. Tel.: 3887-3500).

Histórias clássicas e modernas do estúdio norte-americano se misturam em jornada motivada pelo desejo de explorar os horizontes dos sonhos de cada um. Entre as motivações das figuras que aparecem em cena estão encontrar o verdadeiro amor para acabar com feitiço, viajar pelo mundo em cima de um tapete mágico, desbravar o mar atrás de um coração roubado ou descobrir mais sobre sua família – mesmo que isso o leve até o mundo dos mortos. A ideia é apresentar os momentos decisivos de como cada tornou-se seu próprio herói e suas jornadas pessoais.

Animações como A Bela Adormecida, Aladdin, A Pequena Sereia e Toy Story ganham espaço e versões com ajuda de patinadores profissionais. Canções mais recentes, casos de Livre Estou (de Frozen – Uma Aventura Congelante) e Saber Quem Sou (tema de Moana – Um Mar de Aventuras) prometem chamar a atenção durante o espetáculo. Claro que Mickey, Donald, Pateta e Minnie não ficam de fora e também estão no elenco. 

A corrida por ingressos de Em Busca dos Sonhos já começou e a procura foi tanta que a organização abriu sessões extras. Os tíquetes custam entre R$ 80 e R$ 350, com meia-entrada para todos os setores e venda acontecendo na bilheteria do ginásio ou pela internet. Todas as informações do show podem ser vistas na página oficial www.disneyonice.com/br.

Mineiro representa o Brasil no elenco

O toque brasileiro no clima gelado do projeto fica por conta da participação de Mário Castro. Aos 56 anos, o patinador de Minas Gerais já está no grupo há 25 temporadas, tendo participado de 12 produções diferentes ao longo da carreira.

“Cada show é único, porque as plateias são diferentes. Os fãs brasileiros são sempre incríveis e o elenco está superanimado em reencontrá-los por causa dessa recepção”, diz o ator. “São histórias que fazem parte da infância de pessoas de gerações distintas. Temos variações de clássicos com universos mais recentes, casos de Frozen, Moana e Viva. Como nem todos têm chance de ir para os parques da Disney mesmo, acabamos sendo a oportunidade de muita gente de estar perto desses personagens.”

Castro começou sua trajetória na patinação no gelo quando um shopping na cidade de Belo Horizonte (Capital de Minas Gerais) abriu pista temática como atração. Ele conseguiu emprego no local e teve que aprender a se virar na modalidade. Amizades com profissionais que participavam de atrações internacionais do tipo o levaram para os Estados Unidos, onde a ação é comum. Demorou mais alguns anos para que fosse selecionado pela equipe do Disney On Ice. “Faço personagens coadjuvantes, aparecendo como espécie de ‘enfeite’ nas cenas, seja como padeiro no meio de Frozen ou como um mercador de Aladdin”, explica.

O elenco dos shows não possui crianças, somente adultos com idade a partir de 18 anos. Jovens que gostarem muito das ações e se empolgarem com as coreografias podem aproveitar a chegada do clima mais gelado e a abertura de pistas de gelo nos próximos meses em arenas fechadas. “Essas pistas são interessantes, principalmente pelo fato de o Brasil não ter apelo quanto ao esporte. O que move a carreira é a paixão e é preciso entrega na hora de aprender. Quem sabe esse pessoal não pode fazer parte do projeto mais para frente?”

Equipamentos fazem pista de gelo

O conceito do Disney On Ice parte da ideia de colocar os personagens patinando em cima de gigante ringue de gelo. Como nem todos os países possuem clima frio o bastante para o surgimento de arenas desse tipo de maneira natural, os espetáculos viajam pelo mundo com série de equipamentos específicos capazes de dar forma ao piso.

São necessários 24 containers para levar os equipamentos de um lado para o outro. Centenas de pessoas estão envolvidas nesse processo. Tudo é descarregado em ginásios poliesportivos (principais pontos escolhidos para receber as turnês), sendo que o piso da quadra é revestido de placas de alumínio cujo interior possui mistura refrigerada especial. Esses itens são ligados na energia elétrica, ficando supergelados e servindo de base para quantidade de água jogada em cima até se formar a camada de gelo necessária para o show de patinação. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;