Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Heroína moderna

João Miguel Jr./ Rede Globo Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

‘A Dona do Pedaço’, que estreia hoje na Globo, exalta a força do poder feminino


Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

20/05/2019 | 07:46


A vida de Maria da Paz (Juliana Paes) não foi fácil. Integrante de uma família de justiceiros profissionais, que mora na cidade fictícia de Rio Vermelho, no Espírito Santo, se apaixona por Amadeu (Marcos Palmeira), que faz parte da família rival à sua nos negócios. Com ele, desfruta de um romance shakespeariano, estilo Romeu e Julieta. E, por conta do amor, conseguem uma trégua no conflito entre os Ramirez e os Matheus e sobem ao altar.

É neste momento que a história dos dois muda totalmente, trama que será contada a partir de hoje, às 21h, na Rede Globo, com a estreia de A Dona do Pedaço. De autoria de Walcyr Carrasco e com direção artística de Amora Mautner, o folhetim tem como missão recuperar a audiência do horário na emissora, já que a última semana O Sétimo Guardião, de Aguinaldo Silva, ficou abaixo da média de audiência: 30,1 pontos na Grande São Paulo. A antecessora Segundo Sol, por exemplo, marcou 41 pontos.

Maria tem uma infância livre e mantém o hábito de ficar na cozinha ao lado de sua avó Dulce (Fernanda Montenegro), com quem aprende a fazer bolos. Essa rotina a seduz mais do que as atividades impostas pelo pai, Ademir (Genézio de Barros), que quer transformá-la em justiceira.

Na década de 1990, ela e Amadeu se conhecem durante um passeio a cavalo. Quando descobrem sobre a rivalidade de suas famílias, sugerem um pacto de paz para viverem o romance e conseguem marcar o casamento. Amadeu leva um misterioso tiro no altar e, após a tragédia, a família dele promete vingança.

Maria é obrigada a fugir e consegue abrigo na casa de Marlene (Suely Franco), no bairro do Bixiga, em São Paulo, onde começa nova história. Com o passar do tempo, recebe a notícia da morte de Amadeu, sem saber que a mentira se trata de um acordo entre as mães, Nilda (Jussara Freire) e Evelina (Nívea Maria), que decidem dizer para ambos que os dois estão mortos.

Só que a mocinha está grávida e sem emprego. Mas é incentivada por Marlene (Suely Franco) e seu novo vizinho, Eusébio (Marco Nanini), a vender bolos como forma de sustento. Depois de 20 anos, Maria vira dona de uma confeitaria de sucesso.

“A novela traz uma mensagem de superação, coragem, esperança, amor e muita emoção. Maria da Paz é a mulher que tem garra, fibra, começa a vender pedaços de bolo na rua e constrói uma fábrica e uma rede de confeitarias. Também é frágil afetivamente e apaixonada. A trajetória dela reflete a vida de muitas mulheres brasileiras. Quero fazer uma novela com uma mensagem positiva que faça bem ao público, que seja um momento positivo no dia dele e que dê forças para a batalha diária”, diz o autor Walcyr Carrasco.

“É um texto que fala muito de uma heroína moderna, que vence suas batalhas através do amor”, completa a diretora artística Amora Mautner.

Também estão no elenco Ary Fontoura, Reynaldo Gianecchini, Betty Faria, Tonico Pereira, Rosi Campos, Agatha Moreira, José de Abreu, Natália do Vale, entre outros.  

Xande de Pilares dá voz à abertura

O cantor Xande de Pilares celebra suas conquistas. A música Tá Escrito, de sua autoria junto com Gilson Benini e Carlinhos Madureira, é o tema da abertura da novela das 21h, A Dona do Pedaço. Ele também prepara o lançamento de um DVD com músicas originais para o segundo semestre de 2019.

A notícia de participar da trilha da trama com este samba, lançado pelo Grupo Revelação em 2009, foi um grande presente para o artista. “Já fiquei muito feliz por ser um samba que ajudei a compor, comigo interpretando, então...” O cantor diz que foi uma ótima oportunidade de fortalecer a sua carreira solo, e brinca com uma coincidência envolvendo a protagonista da novela. “Não é a primeira vez que dou tema para uma novela com a Juliana Paes. Já dá para virar sócio (risos).”

Xande também lançou há pouco o single Fã do Amor da Gente, de Andre Renato e Marquinhos Índio. No videoclipe ele contou com a participação especial da atriz Viviane Araújo, com quem dividiu as cenas.

A parceria entre os dois foi fácil de ser concretizada. Os dois se conhecem da mesma escolha de samba, a Salgueiro. “Somos amigos, a gente zoa muito. Foi questão de achar um espaço na agenda dela e ela fez questão de gravar”, relata Xande, que revela também um carinho grande pela atuação. O músico já participou do filme Made in China, com Regina Casé, em 2014. “Me lembra dos tempos do teatrinho do Colégio Inconfidência, de Pilares. Não sou muito de ver o que eu faço, se não começo a procurar defeito. Mas o clipe tem uma verdade imensa, do casal.” Xande se mostra bem satisfeito com o resultado final. “Conseguimos passar o que queríamos.”

O que eles queriam era celebrar o amor em tempos de distanciamento. O novo trabalho do cantor, que vai se chamar Nos Braços do Povo e inclui também os singles Gratidão, lançado em outubro, e Clareou, ainda inédito, tem a proposta de promover a conciliação. “As pessoas estão esquecendo o amor. É preciso ser grato, mostrar mais o lado ser humano.” Ao mesmo tempo em que aquece corações, Xande também critica certas características do lifestyle atual. “A vida não é só festa e balada, ela é romantismo. Hoje, está tudo tecnológico ao extremo, abraços precisam ser trocados”. Fica a dica. (Richard Molina/Especial para o Diário)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Heroína moderna

‘A Dona do Pedaço’, que estreia hoje na Globo, exalta a força do poder feminino

Miriam Gimenes
Do Diário do Grande ABC

20/05/2019 | 07:46


A vida de Maria da Paz (Juliana Paes) não foi fácil. Integrante de uma família de justiceiros profissionais, que mora na cidade fictícia de Rio Vermelho, no Espírito Santo, se apaixona por Amadeu (Marcos Palmeira), que faz parte da família rival à sua nos negócios. Com ele, desfruta de um romance shakespeariano, estilo Romeu e Julieta. E, por conta do amor, conseguem uma trégua no conflito entre os Ramirez e os Matheus e sobem ao altar.

É neste momento que a história dos dois muda totalmente, trama que será contada a partir de hoje, às 21h, na Rede Globo, com a estreia de A Dona do Pedaço. De autoria de Walcyr Carrasco e com direção artística de Amora Mautner, o folhetim tem como missão recuperar a audiência do horário na emissora, já que a última semana O Sétimo Guardião, de Aguinaldo Silva, ficou abaixo da média de audiência: 30,1 pontos na Grande São Paulo. A antecessora Segundo Sol, por exemplo, marcou 41 pontos.

Maria tem uma infância livre e mantém o hábito de ficar na cozinha ao lado de sua avó Dulce (Fernanda Montenegro), com quem aprende a fazer bolos. Essa rotina a seduz mais do que as atividades impostas pelo pai, Ademir (Genézio de Barros), que quer transformá-la em justiceira.

Na década de 1990, ela e Amadeu se conhecem durante um passeio a cavalo. Quando descobrem sobre a rivalidade de suas famílias, sugerem um pacto de paz para viverem o romance e conseguem marcar o casamento. Amadeu leva um misterioso tiro no altar e, após a tragédia, a família dele promete vingança.

Maria é obrigada a fugir e consegue abrigo na casa de Marlene (Suely Franco), no bairro do Bixiga, em São Paulo, onde começa nova história. Com o passar do tempo, recebe a notícia da morte de Amadeu, sem saber que a mentira se trata de um acordo entre as mães, Nilda (Jussara Freire) e Evelina (Nívea Maria), que decidem dizer para ambos que os dois estão mortos.

Só que a mocinha está grávida e sem emprego. Mas é incentivada por Marlene (Suely Franco) e seu novo vizinho, Eusébio (Marco Nanini), a vender bolos como forma de sustento. Depois de 20 anos, Maria vira dona de uma confeitaria de sucesso.

“A novela traz uma mensagem de superação, coragem, esperança, amor e muita emoção. Maria da Paz é a mulher que tem garra, fibra, começa a vender pedaços de bolo na rua e constrói uma fábrica e uma rede de confeitarias. Também é frágil afetivamente e apaixonada. A trajetória dela reflete a vida de muitas mulheres brasileiras. Quero fazer uma novela com uma mensagem positiva que faça bem ao público, que seja um momento positivo no dia dele e que dê forças para a batalha diária”, diz o autor Walcyr Carrasco.

“É um texto que fala muito de uma heroína moderna, que vence suas batalhas através do amor”, completa a diretora artística Amora Mautner.

Também estão no elenco Ary Fontoura, Reynaldo Gianecchini, Betty Faria, Tonico Pereira, Rosi Campos, Agatha Moreira, José de Abreu, Natália do Vale, entre outros.  

Xande de Pilares dá voz à abertura

O cantor Xande de Pilares celebra suas conquistas. A música Tá Escrito, de sua autoria junto com Gilson Benini e Carlinhos Madureira, é o tema da abertura da novela das 21h, A Dona do Pedaço. Ele também prepara o lançamento de um DVD com músicas originais para o segundo semestre de 2019.

A notícia de participar da trilha da trama com este samba, lançado pelo Grupo Revelação em 2009, foi um grande presente para o artista. “Já fiquei muito feliz por ser um samba que ajudei a compor, comigo interpretando, então...” O cantor diz que foi uma ótima oportunidade de fortalecer a sua carreira solo, e brinca com uma coincidência envolvendo a protagonista da novela. “Não é a primeira vez que dou tema para uma novela com a Juliana Paes. Já dá para virar sócio (risos).”

Xande também lançou há pouco o single Fã do Amor da Gente, de Andre Renato e Marquinhos Índio. No videoclipe ele contou com a participação especial da atriz Viviane Araújo, com quem dividiu as cenas.

A parceria entre os dois foi fácil de ser concretizada. Os dois se conhecem da mesma escolha de samba, a Salgueiro. “Somos amigos, a gente zoa muito. Foi questão de achar um espaço na agenda dela e ela fez questão de gravar”, relata Xande, que revela também um carinho grande pela atuação. O músico já participou do filme Made in China, com Regina Casé, em 2014. “Me lembra dos tempos do teatrinho do Colégio Inconfidência, de Pilares. Não sou muito de ver o que eu faço, se não começo a procurar defeito. Mas o clipe tem uma verdade imensa, do casal.” Xande se mostra bem satisfeito com o resultado final. “Conseguimos passar o que queríamos.”

O que eles queriam era celebrar o amor em tempos de distanciamento. O novo trabalho do cantor, que vai se chamar Nos Braços do Povo e inclui também os singles Gratidão, lançado em outubro, e Clareou, ainda inédito, tem a proposta de promover a conciliação. “As pessoas estão esquecendo o amor. É preciso ser grato, mostrar mais o lado ser humano.” Ao mesmo tempo em que aquece corações, Xande também critica certas características do lifestyle atual. “A vida não é só festa e balada, ela é romantismo. Hoje, está tudo tecnológico ao extremo, abraços precisam ser trocados”. Fica a dica. (Richard Molina/Especial para o Diário)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;