Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 11 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Brasil está na lanterna dos carros autônomos

Pixabay / banco de imagens Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

17/05/2019 | 07:26


O Brasil é o País menos preparado para a utilização de veículos autônomos dentre os 25 analisados no Índice de Prontidão para o Uso de Veículos Autônomos 2019 da consultoria KPMG. Além disso, em comparação com o ano anterior, a situação brasileira piorou, caindo da 17ª para a 25ª posição e passando a ocupar a última colocação no ranking neste ano.

“O desempenho brasileiro poderia ser impulsionado por novos programas de incentivo para veículos focados em eficiência, segurança e pesquisa. Fomos superados por Rússia, México e Índia, mas existe espaço para otimismo, há alguns projetos de pesquisa e desenvolvido em andamento nas universidades e, caso o governo consiga dar os incentivos adequados e os fabricantes consigam colocar produtos com preços competitivos, o consumidor brasileiro tende a adotar novas tecnologias rapidamente”, afirma Mauricio Endo, sócio-líder de governo e infraestrutura da KPMG no Brasil e na América Latina.

Os resultados revelam que vários países estão fazendo rápidos progressos para um futuro com veículos autônomos e que há governos focados em estimular a modernização do transporte e assegurar que os carros e caminhões sem motoristas tragam benefícios significativos o quanto antes para as suas comunidades.

Elaborado com o propósito de verificar a prontidão e a receptividade em vários países, o índice teve como base a dimensão e o progresso econômico na adoção de veículos autônomos. Foram utilizados quatro critérios para avaliar a prontidão dos países: política e legislação; tecnologia e inovação; infraestrutura; e aceitação do consumidor.

A liderança ficou com Holanda e Singapura (que mantiveram a primeira e segunda colocações, respectivamente) e Noruega, que passou a ocupar a terceira posição. Estados Unidos aparecem em quarto lugar, com a Suécia em quinto.

A sexta colocação no ranking é ocupada pela Finlândia, com Reino Unido em sétimo, Alemanha em oitavo, Emirados Árabes em nono e Japão em décimo.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasil está na lanterna dos carros autônomos

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

17/05/2019 | 07:26


O Brasil é o País menos preparado para a utilização de veículos autônomos dentre os 25 analisados no Índice de Prontidão para o Uso de Veículos Autônomos 2019 da consultoria KPMG. Além disso, em comparação com o ano anterior, a situação brasileira piorou, caindo da 17ª para a 25ª posição e passando a ocupar a última colocação no ranking neste ano.

“O desempenho brasileiro poderia ser impulsionado por novos programas de incentivo para veículos focados em eficiência, segurança e pesquisa. Fomos superados por Rússia, México e Índia, mas existe espaço para otimismo, há alguns projetos de pesquisa e desenvolvido em andamento nas universidades e, caso o governo consiga dar os incentivos adequados e os fabricantes consigam colocar produtos com preços competitivos, o consumidor brasileiro tende a adotar novas tecnologias rapidamente”, afirma Mauricio Endo, sócio-líder de governo e infraestrutura da KPMG no Brasil e na América Latina.

Os resultados revelam que vários países estão fazendo rápidos progressos para um futuro com veículos autônomos e que há governos focados em estimular a modernização do transporte e assegurar que os carros e caminhões sem motoristas tragam benefícios significativos o quanto antes para as suas comunidades.

Elaborado com o propósito de verificar a prontidão e a receptividade em vários países, o índice teve como base a dimensão e o progresso econômico na adoção de veículos autônomos. Foram utilizados quatro critérios para avaliar a prontidão dos países: política e legislação; tecnologia e inovação; infraestrutura; e aceitação do consumidor.

A liderança ficou com Holanda e Singapura (que mantiveram a primeira e segunda colocações, respectivamente) e Noruega, que passou a ocupar a terceira posição. Estados Unidos aparecem em quarto lugar, com a Suécia em quinto.

A sexta colocação no ranking é ocupada pela Finlândia, com Reino Unido em sétimo, Alemanha em oitavo, Emirados Árabes em nono e Japão em décimo.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;