Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Francine Suati é condenada a 15 anos de prisão pela morte de Daniel Masson

Denis Maciel/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Presa em flagrante desde o crime, Francine depôs sobre o caso e alegou inocência


Do Dgabc.com.br

16/05/2019 | 09:30


Após mais de 13 horas de julgamento, Francine Suati de Lima, acusada pela morte do namorado Daniel Masson em 18 de fevereiro de 2017, foi condenada a 15 anos de prisão em regime fechado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e crueldade, após julgamento realizado nesta quarta-feira(15) no Fórum de São Bernardo.

Presa em flagrante desde o crime, Francine depôs sobre o caso e alegou inocência ao relatar que "ele [Daniel] apareceu na frente do carro”. Ainda em depoimento, a acusada contou que o casal costumava ter discussões frequentemente pelo fato de Daniel usar drogas, como maconha e ecstasy.

Crime – Daniel Masson teria sido assassinado pela então namorada após uma briga, no Carnaval de 2017, na Rua Guadalajara, no bairro Assunção. Ele tinha 35 anos e ela 30 - leia reportagem completa aqui. Câmeras de seguranças gravaram apenas o momento da discussão, mas segundo testemunhas, a acusada atropelou Daniel três vezes de propósito.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Francine Suati é condenada a 15 anos de prisão pela morte de Daniel Masson

Presa em flagrante desde o crime, Francine depôs sobre o caso e alegou inocência

Do Dgabc.com.br

16/05/2019 | 09:30


Após mais de 13 horas de julgamento, Francine Suati de Lima, acusada pela morte do namorado Daniel Masson em 18 de fevereiro de 2017, foi condenada a 15 anos de prisão em regime fechado por homicídio duplamente qualificado por motivo fútil e crueldade, após julgamento realizado nesta quarta-feira(15) no Fórum de São Bernardo.

Presa em flagrante desde o crime, Francine depôs sobre o caso e alegou inocência ao relatar que "ele [Daniel] apareceu na frente do carro”. Ainda em depoimento, a acusada contou que o casal costumava ter discussões frequentemente pelo fato de Daniel usar drogas, como maconha e ecstasy.

Crime – Daniel Masson teria sido assassinado pela então namorada após uma briga, no Carnaval de 2017, na Rua Guadalajara, no bairro Assunção. Ele tinha 35 anos e ela 30 - leia reportagem completa aqui. Câmeras de seguranças gravaram apenas o momento da discussão, mas segundo testemunhas, a acusada atropelou Daniel três vezes de propósito.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;