Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 16 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Netuno cobra esclarecimentos sobre Red Bull e Bragantino

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Água Santa aponta circular de 2007 da Fifa que proíbe a promoção fora do mérito esportivo


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

16/05/2019 | 07:01


Muitos são os nomes dados à negociação entre Red Bull e Bragantino: fusão, compra, administração, parceria. Seja qual for, a história ganhou mais um capítulo. Isso porque há movimentação de grupo de clubes – encabeçado pelo Água Santa – que revela uma circular da Fifa apontando irregularidades na situação, que tem o RB Bragantino disputando a Série B do Campeonato Brasileiro mas que, segundo o documento, não poderia. O intuito dos times é cobrar dois pontos principais: clareza na operação entre as equipes e posicionamento da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) sobre o caso, tendo como base o que prevê a Fifa.

A circular 1.132 da entidade máxima do futebol mundial indica que a promoção de um clube tem de ser por mérito esportivo, ou seja, dentro de campo. Entretanto, o Red Bull, que disputava a Série D nacional, acabou subindo dois degraus com a união ao Massa Bruta, que integrava a Série B. Os envolvidos tratam o assunto como se não houvesse ligação entre os envolvidos em adquirir o Bragantino e o Red Bull Brasil. Entretanto, técnico, funcionários e atletas do time campineiro já trabalham em Bragança Paulista.

“O direito de um clube de participar de campeonato nacional se derivará, em primeiro lugar, dos resultados meramente esportivos”, diz trecho do documento publicado pela Fifa em 27 de dezembro de 2007. “Estão proibidas as medidas encaminhadas a favorecer uma classificação por méritos esportivos através de modificações na forma jurídica ou na estrutura jurídica, em detrimento da integridade esportiva da competição. Podem se tratar de alterações de sede social, alterações de nome ou alterações na participação financeira, com a possível implicação de dois clubes”, continua. “Cada confederação é responsável por decidir questões envolvendo mais de uma associação em relação ao seu próprio território”, prevê.

O interesse principal do Água Santa é por uma definição sobre o que caracteriza a negociação Red Bull x Bragantino. Isso porque dois clubes sob mesma administração não podem disputar uma mesma divisão, ou seja, a Série A-1 do Paulista. Assim, o Netuno, como terceiro colocado da Série A-2 deste ano, alcançaria a promoção junto de Santo André e Inter de Limeira, enquanto o Toro Loko cairia automaticamente com São Caetano e São Bento para o segundo nível do futebol paulista.

“Seríamos os detentores da vaga e vamos correr atrás”, disse o presidente do Água Santa, Paulo Korek. “Não é que um clube não pode comprar um segundo. Pode. Desde que engavete o outro”, completou.

O dirigente vê a situação muito “solta”. “A gente pergunta e ninguém sabe de nada”, disse. Em resposta ao Diário, a Federação Paulista de Futebol – em nota – se limitou a afirmar que “conforme prevê o regulamento, caso um clube classificado para o Paulistão não participe da competição, a vaga será do terceiro time mais bem colocado na Série A-2”.

Seja qual for o desfecho da situação, Paulo Korek afirmou que seguem as obras para ampliação do Estádio do Inamar. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Netuno cobra esclarecimentos sobre Red Bull e Bragantino

Água Santa aponta circular de 2007 da Fifa que proíbe a promoção fora do mérito esportivo

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

16/05/2019 | 07:01


Muitos são os nomes dados à negociação entre Red Bull e Bragantino: fusão, compra, administração, parceria. Seja qual for, a história ganhou mais um capítulo. Isso porque há movimentação de grupo de clubes – encabeçado pelo Água Santa – que revela uma circular da Fifa apontando irregularidades na situação, que tem o RB Bragantino disputando a Série B do Campeonato Brasileiro mas que, segundo o documento, não poderia. O intuito dos times é cobrar dois pontos principais: clareza na operação entre as equipes e posicionamento da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) sobre o caso, tendo como base o que prevê a Fifa.

A circular 1.132 da entidade máxima do futebol mundial indica que a promoção de um clube tem de ser por mérito esportivo, ou seja, dentro de campo. Entretanto, o Red Bull, que disputava a Série D nacional, acabou subindo dois degraus com a união ao Massa Bruta, que integrava a Série B. Os envolvidos tratam o assunto como se não houvesse ligação entre os envolvidos em adquirir o Bragantino e o Red Bull Brasil. Entretanto, técnico, funcionários e atletas do time campineiro já trabalham em Bragança Paulista.

“O direito de um clube de participar de campeonato nacional se derivará, em primeiro lugar, dos resultados meramente esportivos”, diz trecho do documento publicado pela Fifa em 27 de dezembro de 2007. “Estão proibidas as medidas encaminhadas a favorecer uma classificação por méritos esportivos através de modificações na forma jurídica ou na estrutura jurídica, em detrimento da integridade esportiva da competição. Podem se tratar de alterações de sede social, alterações de nome ou alterações na participação financeira, com a possível implicação de dois clubes”, continua. “Cada confederação é responsável por decidir questões envolvendo mais de uma associação em relação ao seu próprio território”, prevê.

O interesse principal do Água Santa é por uma definição sobre o que caracteriza a negociação Red Bull x Bragantino. Isso porque dois clubes sob mesma administração não podem disputar uma mesma divisão, ou seja, a Série A-1 do Paulista. Assim, o Netuno, como terceiro colocado da Série A-2 deste ano, alcançaria a promoção junto de Santo André e Inter de Limeira, enquanto o Toro Loko cairia automaticamente com São Caetano e São Bento para o segundo nível do futebol paulista.

“Seríamos os detentores da vaga e vamos correr atrás”, disse o presidente do Água Santa, Paulo Korek. “Não é que um clube não pode comprar um segundo. Pode. Desde que engavete o outro”, completou.

O dirigente vê a situação muito “solta”. “A gente pergunta e ninguém sabe de nada”, disse. Em resposta ao Diário, a Federação Paulista de Futebol – em nota – se limitou a afirmar que “conforme prevê o regulamento, caso um clube classificado para o Paulistão não participe da competição, a vaga será do terceiro time mais bem colocado na Série A-2”.

Seja qual for o desfecho da situação, Paulo Korek afirmou que seguem as obras para ampliação do Estádio do Inamar. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;