Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Moro diz ser "natural" que ocorram protestos contra contingenciamento na Educação



15/05/2019 | 23:35


Em entrevista à GloboNews, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, avaliou como "natural" que a população brasileira tenha saído às ruas nesta quarta-feira, 15, para protestar contra o contingenciamento de verbas à Educação, mas lamentou que alguns grupos tenham tentado "manipular" os movimentos levantando bandeiras político-partidárias. O ex-juiz da Lava Jato disse, porém, não saber avaliar se foi uma maioria ou uma minoria que quis distorcer a motivação das manifestações.

Moro destacou ainda que o contingenciamento de verbas foi "generalizado", e não atingiu somente o Ministério da Educação (MEC). Ele observou que várias pastas foram alvos de cortes orçamentários por causa da difícil situação fiscal do País, herdada de governos anteriores.

Para o ministro, os movimentos organizados em cidades de todo o País nesta quinta-feira "deviam servir como alerta", tanto ao Executivo quanto ao Congresso, sobre a necessidade de aprovar reformas estruturais que permitam ao País recuperar sua capacidade de investimento em todas as áreas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moro diz ser "natural" que ocorram protestos contra contingenciamento na Educação


15/05/2019 | 23:35


Em entrevista à GloboNews, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, avaliou como "natural" que a população brasileira tenha saído às ruas nesta quarta-feira, 15, para protestar contra o contingenciamento de verbas à Educação, mas lamentou que alguns grupos tenham tentado "manipular" os movimentos levantando bandeiras político-partidárias. O ex-juiz da Lava Jato disse, porém, não saber avaliar se foi uma maioria ou uma minoria que quis distorcer a motivação das manifestações.

Moro destacou ainda que o contingenciamento de verbas foi "generalizado", e não atingiu somente o Ministério da Educação (MEC). Ele observou que várias pastas foram alvos de cortes orçamentários por causa da difícil situação fiscal do País, herdada de governos anteriores.

Para o ministro, os movimentos organizados em cidades de todo o País nesta quinta-feira "deviam servir como alerta", tanto ao Executivo quanto ao Congresso, sobre a necessidade de aprovar reformas estruturais que permitam ao País recuperar sua capacidade de investimento em todas as áreas.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;