Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Weintraub usa Power Point e cita 'ondas de fracasso' no fundamental e médio



15/05/2019 | 15:50


O ministro da Educação, Abraham Weintraub, abriu seu discurso no plenário da Câmara falando sobre "ondas de fracasso" nos ensinos fundamental e médio. Ele disse que esta fase do ensino é um dos principais "pontos fracos do Brasil" atualmente e que há uma grande disparidade entre as escolas públicas e privadas.

Tomando por base uma apresentação de slides em Power Point, o ministro defendeu que a abordagem da Educação no Brasil deve ser "técnica" e "científica", baseada em números, e não ideológica.

"Na educação essencial, quando chega no primeiro ano, se não tiver um preparo, se não chegar com os fonemas, letrinhas, sons, (a criança) já chega com muita defasagem", disse. "Cinquenta por cento das nossas crianças ficam no caminho, não conseguem aprender", afirmou. O ministro disse ainda que a qualidade da alfabetização no País "é um desastre".

"A forma como estamos educando as crianças atualmente, sem creche, educação básica, é isso que aumenta a disparidade no País e isso é uma das coisas que precisamos focar para mudar a realidade desta nação", disse aos parlamentares.

De acordo com ele, a pasta pretende rediscutir as metas da Política Nacional de Alfabetização, mas não deu detalhes do que será modificado. "O objetivo é que as pessoas saiam da escola preparadas para a vida e isso não está acontecendo", disse.

Weintraub também explicou que o Brasil tem um baixíssimo índice de ensino técnico, o que dificulta a profissionalização dos jovens e defendeu que o país invista neste setor da educação.

O plenário da Casa ainda não está cheio e há muitas cadeiras vazias. Nas primeiras fileiras, estão os deputados do PSL, inclusive os líderes Delegado Waldir (GO) e Major Vitor Hugo (GO) e o filho de Jair Bolsonaro Eduardo Bolsonaro (SP) que acompanha atentamente os slides do ministro.

O deputado Alexandre Frota (PSL-RJ) está em posição de coordenação analisando requerimentos e conversando com os demais parlamentares de seu partido.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também está sentado nas primeiras fileiras, ao lado do líder da bancada da bala, Capitão Augusto (PR-SP). O ministro da Cidadania, Osmar Terra, também está presente.

O líder da Maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), é outro parlamentar que acompanha com atenção a apresentação do ministro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Weintraub usa Power Point e cita 'ondas de fracasso' no fundamental e médio


15/05/2019 | 15:50


O ministro da Educação, Abraham Weintraub, abriu seu discurso no plenário da Câmara falando sobre "ondas de fracasso" nos ensinos fundamental e médio. Ele disse que esta fase do ensino é um dos principais "pontos fracos do Brasil" atualmente e que há uma grande disparidade entre as escolas públicas e privadas.

Tomando por base uma apresentação de slides em Power Point, o ministro defendeu que a abordagem da Educação no Brasil deve ser "técnica" e "científica", baseada em números, e não ideológica.

"Na educação essencial, quando chega no primeiro ano, se não tiver um preparo, se não chegar com os fonemas, letrinhas, sons, (a criança) já chega com muita defasagem", disse. "Cinquenta por cento das nossas crianças ficam no caminho, não conseguem aprender", afirmou. O ministro disse ainda que a qualidade da alfabetização no País "é um desastre".

"A forma como estamos educando as crianças atualmente, sem creche, educação básica, é isso que aumenta a disparidade no País e isso é uma das coisas que precisamos focar para mudar a realidade desta nação", disse aos parlamentares.

De acordo com ele, a pasta pretende rediscutir as metas da Política Nacional de Alfabetização, mas não deu detalhes do que será modificado. "O objetivo é que as pessoas saiam da escola preparadas para a vida e isso não está acontecendo", disse.

Weintraub também explicou que o Brasil tem um baixíssimo índice de ensino técnico, o que dificulta a profissionalização dos jovens e defendeu que o país invista neste setor da educação.

O plenário da Casa ainda não está cheio e há muitas cadeiras vazias. Nas primeiras fileiras, estão os deputados do PSL, inclusive os líderes Delegado Waldir (GO) e Major Vitor Hugo (GO) e o filho de Jair Bolsonaro Eduardo Bolsonaro (SP) que acompanha atentamente os slides do ministro.

O deputado Alexandre Frota (PSL-RJ) está em posição de coordenação analisando requerimentos e conversando com os demais parlamentares de seu partido.

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, também está sentado nas primeiras fileiras, ao lado do líder da bancada da bala, Capitão Augusto (PR-SP). O ministro da Cidadania, Osmar Terra, também está presente.

O líder da Maioria, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), é outro parlamentar que acompanha com atenção a apresentação do ministro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;