Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 17 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Após protesto contra cortes na Educação, manifestantes começam a deixar ato em BH



15/05/2019 | 15:01


Depois de percorrerem três praças da região central de BH, manifestantes contrários ao corte de recursos na área da educação começam a deixar a Praça Raul Soares. Pelo menos 15 mil pessoas participaram do ato, que começou na Praça da Estação e passou pela Praça Sete. Até o início da tarde, não havia registro de ocorrências policiais envolvendo a manifestação.

Ao longo do trajeto, gritos contra o governo do presidente Jair Bolsonaro. O preferido era "doutor, eu não me engano, o Bolsonaro é miliciano". Na chegada à Praça Raul Soares, dois caminhões se alternavam com pronunciamentos de sindicalistas e estudantes.

Outro ato, contra o corte nos recursos para a educação e a reforma da previdência ocorre no campus da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na Pampulha, região norte da capital.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Após protesto contra cortes na Educação, manifestantes começam a deixar ato em BH


15/05/2019 | 15:01


Depois de percorrerem três praças da região central de BH, manifestantes contrários ao corte de recursos na área da educação começam a deixar a Praça Raul Soares. Pelo menos 15 mil pessoas participaram do ato, que começou na Praça da Estação e passou pela Praça Sete. Até o início da tarde, não havia registro de ocorrências policiais envolvendo a manifestação.

Ao longo do trajeto, gritos contra o governo do presidente Jair Bolsonaro. O preferido era "doutor, eu não me engano, o Bolsonaro é miliciano". Na chegada à Praça Raul Soares, dois caminhões se alternavam com pronunciamentos de sindicalistas e estudantes.

Outro ato, contra o corte nos recursos para a educação e a reforma da previdência ocorre no campus da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), na Pampulha, região norte da capital.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;