Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Milla Jovovich revela ter sofrido aborto: 'não posso ficar em silêncio'



15/05/2019 | 14:14


A atriz Milla Jovovich, conhecida por seu trabalho na série de filmes Resident Evil, relatou ter sofrido um aborto há cerca de dois anos e fez um desabafo em seu Instagram após o tema ser alvo de debates nos Estados Unidos por conta de mudanças em leis em Estados como a Geórgia e o Alabama.

"Eu nunca quis falar sobre essa experiência. Mas eu não posso permanecer em silêncio quando tanto está sob risco. ... Nossos direitos como mulheres de obter abortos seguros por médicos experientes estão novamente sob risco. ... Incluindo em casos de estupro ou incesto", afirmou a atriz em seu Instagram na terça-feira, 14.

Em seguida, relatou sua própria experiência: "Eu mesma passei por um aborto de emergência dois anos atrás. Eu estava grávida há quatro meses e meio, e gravando em um local na Europa Oriental. Entrei em trabalho de parto prematuramente e me disseram que teria que ficar acordada durante todo o procedimento."

"Foi uma das experiências mais horríveis que já passei. Eu ainda tenho pesadelos com ela. Eu estava sozinha e sem ajuda. Quando eu penso no fato que mulheres devem enfrentar abortos em condições ainda piores que eu por causa das novas leis, meu estômago revira", complementou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Milla Jovovich revela ter sofrido aborto: 'não posso ficar em silêncio'


15/05/2019 | 14:14


A atriz Milla Jovovich, conhecida por seu trabalho na série de filmes Resident Evil, relatou ter sofrido um aborto há cerca de dois anos e fez um desabafo em seu Instagram após o tema ser alvo de debates nos Estados Unidos por conta de mudanças em leis em Estados como a Geórgia e o Alabama.

"Eu nunca quis falar sobre essa experiência. Mas eu não posso permanecer em silêncio quando tanto está sob risco. ... Nossos direitos como mulheres de obter abortos seguros por médicos experientes estão novamente sob risco. ... Incluindo em casos de estupro ou incesto", afirmou a atriz em seu Instagram na terça-feira, 14.

Em seguida, relatou sua própria experiência: "Eu mesma passei por um aborto de emergência dois anos atrás. Eu estava grávida há quatro meses e meio, e gravando em um local na Europa Oriental. Entrei em trabalho de parto prematuramente e me disseram que teria que ficar acordada durante todo o procedimento."

"Foi uma das experiências mais horríveis que já passei. Eu ainda tenho pesadelos com ela. Eu estava sozinha e sem ajuda. Quando eu penso no fato que mulheres devem enfrentar abortos em condições ainda piores que eu por causa das novas leis, meu estômago revira", complementou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;