Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Mais provável é nova reunião em Pequim sobre comércio em breve, diz Mnuchin



15/05/2019 | 11:21


Secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin foi questionado durante audiência em uma comissão do Senado sobre o cenário nas negociações comerciais com a China. Em sua fala, Mnuchin fez um histórico das negociações dos dois últimos anos, comentando brevemente o quadro atual. Segundo ele, o mais provável é que ocorra "no futuro próximo" uma nova reunião em Pequim, para prosseguir com o diálogo. Além disso, a autoridade reforçou que o presidente Donald Trump pretende se reunir com o líder chinês, Xi Jinping, durante a cúpula do G-20 no Japão, no fim de junho.

Mnuchin comentou, porém, que enquanto isso Trump lançará mão de tarifas, a fim de garantir comércio justo com os chineses. O secretário comentou que houve uma reunião "construtiva" com o vice-premiê Liu He em Washington recentemente, mas disse que ainda há trabalho pela frente para se chegar a um acordo.

Segundo Mnuchin, havia a avaliação no governo americano de que se estaria perto de um "acordo histórico". Trump, porém, reclamou do que seria um recuo de última hora dos chineses em vários pontos, o que levou o presidente a impor a mais recente rodada de tarifas contra produtos da nação asiática.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mais provável é nova reunião em Pequim sobre comércio em breve, diz Mnuchin


15/05/2019 | 11:21


Secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin foi questionado durante audiência em uma comissão do Senado sobre o cenário nas negociações comerciais com a China. Em sua fala, Mnuchin fez um histórico das negociações dos dois últimos anos, comentando brevemente o quadro atual. Segundo ele, o mais provável é que ocorra "no futuro próximo" uma nova reunião em Pequim, para prosseguir com o diálogo. Além disso, a autoridade reforçou que o presidente Donald Trump pretende se reunir com o líder chinês, Xi Jinping, durante a cúpula do G-20 no Japão, no fim de junho.

Mnuchin comentou, porém, que enquanto isso Trump lançará mão de tarifas, a fim de garantir comércio justo com os chineses. O secretário comentou que houve uma reunião "construtiva" com o vice-premiê Liu He em Washington recentemente, mas disse que ainda há trabalho pela frente para se chegar a um acordo.

Segundo Mnuchin, havia a avaliação no governo americano de que se estaria perto de um "acordo histórico". Trump, porém, reclamou do que seria um recuo de última hora dos chineses em vários pontos, o que levou o presidente a impor a mais recente rodada de tarifas contra produtos da nação asiática.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;