Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 21 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Roberto Menescal celebra 80 anos com disco ao vivo

Divulgação / Juliana Torres  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Protagonista da bossa nova, artista mostra temas como ‘O Barquinho’ e ‘Telefone’


Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

15/05/2019 | 07:31


Linguagem musical que colocou o Brasil no mapa mundial da música, nos anos 1950 e 1960, a bossa nova tem entre seus protagonistas Roberto Menescal. Instrumentista, compositor, cantor e produtor, ele comemora seus 80 anos com rico cancioneiro que pode ser apreciado em CD e DVD Roberto Menescal 80 Anos (MP, B e Som Livre, R$ 29,90, e R$ 34,90, em média).

Captado ao vivo, em apresentação que Menescal fez em 2018, o álbum ganha vida ilustrado por 17 composições conhecidas, como O Barquinho, e Bye, Bye, Brasil. Aliás, boa parte das canções do novo trabalho ele pincela da parceria construída junto de um grande parceiro, Ronaldo Bôscoli (1928- 1994). Casos de Telefone, A Morte de um Deus de Sal e A Volta são alguns exemplos.<EM>

Para enriquecer ainda mais a comemoração, Menescal recebe no palco companheiros de longa data. Wanda Sá solta a voz em Telefone, que abre o repertório. Outro grande nome da bossa nova, Marcos Valle também marca presença em Errinho à Toa. Até o Quarteto do Rio, que surgiu a partir do lendário grupo Os Cariocas, participa.

Um dos momentos de maior emoção fica por conta da apresentação de Ney Mato Grosso em Nós e o Mar, outra da safra assinada ao lado de Bôscoli. Lenine, Leila Pinheiro, Fernanda Takai, Zé Renato, Zélia Duncan e Moska também estão na empreitada.<EM>

Seja tocando, compondo ou produzindo, Menescal, que soma seis décadas de estrada, já trabalhou ao lado de nomes como Tom Jobim, Elis Regina, Wanda Sá, Vinicius de Moraes e Marcos Valle, para citar alguns.

“Fazendo um balanço rápido da minha carreira até agora, acho que faria tudo o que eu fiz. Talvez consertando uma coisinha ou outra, mas faria tudo de novo”, afirma Menescal, ao fazer retrospecto da sua trajetória. “Tem muita coisa surgindo pela frente, por isso estou olhando mais à frente”, frisa. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Roberto Menescal celebra 80 anos com disco ao vivo

Protagonista da bossa nova, artista mostra temas como ‘O Barquinho’ e ‘Telefone’

Vinícius Castelli
Do Diário do Grande ABC

15/05/2019 | 07:31


Linguagem musical que colocou o Brasil no mapa mundial da música, nos anos 1950 e 1960, a bossa nova tem entre seus protagonistas Roberto Menescal. Instrumentista, compositor, cantor e produtor, ele comemora seus 80 anos com rico cancioneiro que pode ser apreciado em CD e DVD Roberto Menescal 80 Anos (MP, B e Som Livre, R$ 29,90, e R$ 34,90, em média).

Captado ao vivo, em apresentação que Menescal fez em 2018, o álbum ganha vida ilustrado por 17 composições conhecidas, como O Barquinho, e Bye, Bye, Brasil. Aliás, boa parte das canções do novo trabalho ele pincela da parceria construída junto de um grande parceiro, Ronaldo Bôscoli (1928- 1994). Casos de Telefone, A Morte de um Deus de Sal e A Volta são alguns exemplos.<EM>

Para enriquecer ainda mais a comemoração, Menescal recebe no palco companheiros de longa data. Wanda Sá solta a voz em Telefone, que abre o repertório. Outro grande nome da bossa nova, Marcos Valle também marca presença em Errinho à Toa. Até o Quarteto do Rio, que surgiu a partir do lendário grupo Os Cariocas, participa.

Um dos momentos de maior emoção fica por conta da apresentação de Ney Mato Grosso em Nós e o Mar, outra da safra assinada ao lado de Bôscoli. Lenine, Leila Pinheiro, Fernanda Takai, Zé Renato, Zélia Duncan e Moska também estão na empreitada.<EM>

Seja tocando, compondo ou produzindo, Menescal, que soma seis décadas de estrada, já trabalhou ao lado de nomes como Tom Jobim, Elis Regina, Wanda Sá, Vinicius de Moraes e Marcos Valle, para citar alguns.

“Fazendo um balanço rápido da minha carreira até agora, acho que faria tudo o que eu fiz. Talvez consertando uma coisinha ou outra, mas faria tudo de novo”, afirma Menescal, ao fazer retrospecto da sua trajetória. “Tem muita coisa surgindo pela frente, por isso estou olhando mais à frente”, frisa. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;