Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

PM baleado por bandidos na Fiocruz morre


Do Diário OnLine
Com Agências

28/05/2004 | 09:00


O policial militar Paulo Roberto dos Santos morreu na noite desta quinta-feira. Ele estava internado no Hospital Geral de Bonsucesso desde o dia 1º de maio, quando foi baleado em um ataque de traficantes que deixou dois policiais militares e dois vigilantes da Fiocruz (Fundação Instituto Oswaldo) mortos.

O ataque aconteceu por volta das 21h na Avenida Brasil, na altura do bairro Bonsucesso, Zona Norte do Rio de Janeiro. Os policiais e os seguranças estavam de plantão no Instituto Nacional de Biologia, que funciona no câmpus da Fiocruz. Os bandidos, que seriam de uma favela próxima, a Vila dos Pinheiros, se dividiram em dois grupos: um pulou o muro que separa o instituto da favela Conjunto Esperança e atirou contra a guarita, onde estavam os vigias; outro passou de carro pela Avenida Brasil e baleou os policiais.

Os policiais que estavam de plantão no Instituto Nacional de Biologia ainda tentaram reagir, mas não conseguiram escapar da emboscada. Os criminosos mataram, na hora, os PMs Rogério Azevedo e Luiz Felipe Gomes Vieira, ambos de 24 anos, e os seguranças Mario Batista de Sá, 42, e Aldemir Diniz da Silva, de 31.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PM baleado por bandidos na Fiocruz morre

Do Diário OnLine
Com Agências

28/05/2004 | 09:00


O policial militar Paulo Roberto dos Santos morreu na noite desta quinta-feira. Ele estava internado no Hospital Geral de Bonsucesso desde o dia 1º de maio, quando foi baleado em um ataque de traficantes que deixou dois policiais militares e dois vigilantes da Fiocruz (Fundação Instituto Oswaldo) mortos.

O ataque aconteceu por volta das 21h na Avenida Brasil, na altura do bairro Bonsucesso, Zona Norte do Rio de Janeiro. Os policiais e os seguranças estavam de plantão no Instituto Nacional de Biologia, que funciona no câmpus da Fiocruz. Os bandidos, que seriam de uma favela próxima, a Vila dos Pinheiros, se dividiram em dois grupos: um pulou o muro que separa o instituto da favela Conjunto Esperança e atirou contra a guarita, onde estavam os vigias; outro passou de carro pela Avenida Brasil e baleou os policiais.

Os policiais que estavam de plantão no Instituto Nacional de Biologia ainda tentaram reagir, mas não conseguiram escapar da emboscada. Os criminosos mataram, na hora, os PMs Rogério Azevedo e Luiz Felipe Gomes Vieira, ambos de 24 anos, e os seguranças Mario Batista de Sá, 42, e Aldemir Diniz da Silva, de 31.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;