Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em má fase, Azulão recebe o Cianorte

Divulgação/Instagram/AD São Caetano Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Equipe venceu apenas um jogo em 13 nesta temporada; adversário vem de triunfo na estreia


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

11/05/2019 | 10:19


O São Caetano já realizou 13 jogos na temporada, somando o Campeonato Paulista e o Campeonato Brasileiro da Série D. Só ganhou um, pelo Estadual – no qual acabou rebaixado. Na estreia pelo Nacional, o Azulão somou mais um revés a essa má fase (1 a 0 para o Caxias, no Rio Grande do Sul), mas a intenção é colocar um ponto final nisso e iniciar reviravolta a partir do jogo de hoje, às 16h, contra o Cianorte-PR, no Estádio Anacleto Campanella.

Os paranaenses fizeram a lição de casa na estreia na vitória contra o Tubarão-SC, por 1 a 0. Por essa razão, o técnico Luiz Gabardo prevê dificuldades aos são-caetanenses nesse debute em casa – duelo marca o retorno do Azulão a uma competição nacional no Anacleto Campanella. E o treinador do rival de hoje até dois anos atrás desfilava sua habilidade em campo: o ex-zagueiro do Internacional Bolívar.

“Adversário forte. Conheço o Bolívar (técnico do Cianorte) do Sul, e sei que o nosso rival aposta muito em um jogo de transição, de contra-ataque. Precisamos ter muito cuidado para buscar o resultado e não oferecer brechas para que eles possam fazer o gol”, afirmou Gabardo.

“Em casa precisamos vencer. Sabemos que vamos enfrentar adversário difícil do outro lado, mas precisamos correr atrás dos pontos perdidos”, decretou o meia Jean Dias. Na sequência, após receber o Cianorte, o Azulão fará mais um jogo em casa, sábado (dia 18), quando irá encarar o Tubarão.<EM><EM>

Há possibilidade de Luiz Gabardo repetir hoje a escalação da estreia do São Caetano, apesar de Régis, Ermínio e Stefano Yuri aparecerem como opções para o time titular. Do outro lado, Bolívar também vive a expectativa de manter a equipe.

Os ingressos para a partida estarão à venda apenas no estádio, a partir das 13h e até o início do segundo tempo. Os preços são R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) para cadeiras cobertas (tanto para a torcida local quanto a visitante) e R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) para arquibancadas.

Amanhã, às 16h, pelo outro jogo do Grupo A16, o Tubarão recebe o Caxias, em Santa Catarina. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em má fase, Azulão recebe o Cianorte

Equipe venceu apenas um jogo em 13 nesta temporada; adversário vem de triunfo na estreia

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

11/05/2019 | 10:19


O São Caetano já realizou 13 jogos na temporada, somando o Campeonato Paulista e o Campeonato Brasileiro da Série D. Só ganhou um, pelo Estadual – no qual acabou rebaixado. Na estreia pelo Nacional, o Azulão somou mais um revés a essa má fase (1 a 0 para o Caxias, no Rio Grande do Sul), mas a intenção é colocar um ponto final nisso e iniciar reviravolta a partir do jogo de hoje, às 16h, contra o Cianorte-PR, no Estádio Anacleto Campanella.

Os paranaenses fizeram a lição de casa na estreia na vitória contra o Tubarão-SC, por 1 a 0. Por essa razão, o técnico Luiz Gabardo prevê dificuldades aos são-caetanenses nesse debute em casa – duelo marca o retorno do Azulão a uma competição nacional no Anacleto Campanella. E o treinador do rival de hoje até dois anos atrás desfilava sua habilidade em campo: o ex-zagueiro do Internacional Bolívar.

“Adversário forte. Conheço o Bolívar (técnico do Cianorte) do Sul, e sei que o nosso rival aposta muito em um jogo de transição, de contra-ataque. Precisamos ter muito cuidado para buscar o resultado e não oferecer brechas para que eles possam fazer o gol”, afirmou Gabardo.

“Em casa precisamos vencer. Sabemos que vamos enfrentar adversário difícil do outro lado, mas precisamos correr atrás dos pontos perdidos”, decretou o meia Jean Dias. Na sequência, após receber o Cianorte, o Azulão fará mais um jogo em casa, sábado (dia 18), quando irá encarar o Tubarão.<EM><EM>

Há possibilidade de Luiz Gabardo repetir hoje a escalação da estreia do São Caetano, apesar de Régis, Ermínio e Stefano Yuri aparecerem como opções para o time titular. Do outro lado, Bolívar também vive a expectativa de manter a equipe.

Os ingressos para a partida estarão à venda apenas no estádio, a partir das 13h e até o início do segundo tempo. Os preços são R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) para cadeiras cobertas (tanto para a torcida local quanto a visitante) e R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia) para arquibancadas.

Amanhã, às 16h, pelo outro jogo do Grupo A16, o Tubarão recebe o Caxias, em Santa Catarina. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;