Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Diário comemora 61 anos com foco no digital

Celso Luiz Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estratégia para estreitar relação com os leitores é investir no portal e nas redes sociais


Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

11/05/2019 | 08:25


Expandir a sua marca nas plataformas digitais é o foco do Diário do Grande ABC no momento em que o jornal completa 61 anos de circulação, hoje. O recente lançamento do aplicativo DGABC Digital, que reproduz a edição impressa em celulares ou tablets, é a principal aposta do jornal para ampliar a sua presença no mercado. Investimentos no portal (www.dgabc.com.br) e nas redes sociais também fazem parte da estratégia do veículo para estreitar a interação com os leitores.

“Temos uma marca consolidada, sinônimo de credibilidade e compromisso com os anseios dos moradores das sete cidades, graças ao bom trabalho realizado nestas seis décadas. Nosso desafio, a partir de agora, é transferir esses valores para o mundo digital. Queremos ser os primeiros a noticiar as informações que tenham relevância para o nosso leitor”, diz o diretor de Redação do Diário, Evaldo Novelini, que destaca a importância do imediatismo de Facebook e Instragram para atingir o objetivo.

O Diário chega aos 61 com a Redação toda integrada, reproduzindo modelo de eficiência adotado pelos principais jornais ao redor do mundo. Repórteres de todas as editorias produzem primeiro as informações para a versão on-line, conferindo agilidade na divulgação das notícias. À edição de papel é reservado um cuidado especial. Os textos deixam de simplesmente registrar a notícia, passando a contextualizar os fatos e apresentar possíveis desdobramentos. Fotos e gráficos ajudam o leitor a compreender os episódios relatados.

Com o DGABC Digital, o leitor tem acesso à integra da edição impressa por volta das 2h, assim que a Redação envia as páginas para a impressão. O download deve ser feito por meio da loja de aplicativos – o app está disponível para os sistemas iOS (App Store) e Android (Google Play). “Acabamos com a barreira geográfica da distribuição. Nas primeiras horas do dia, nosso leitor, esteja em uma das sete cidades do Grande ABC ou em qualquer parte do planeta, poderá acessar as notícias da maneira como foram produzidas e disponibilizadas pela Redação, assim como fotografias, artes, anúncios e atos oficiais”, diz Novelini.

Por R$ 14,99 por mês, o assinante poderá baixar e ler todas as páginas na íntegra, de forma prática e fácil. O serviço também permite buscar edições anteriores do Diário. Além do material produzido diariamente para o jornal nas seções de Política, Setecidades, Economia, Esportes e Cultura&Lazer, estão disponíveis também os conteúdos da Dia-a-Dia Revista, publicação mensal, e de todos os suplementos, como o Diarinho, Turismo, Automóveis, incluindo guias e especiais datados de vários anos.

 

De informativo a principal veículo da região

A primeira edição do jornal circulou em 11 de maio de 1958, Dia das Mães. Chamava-se News Seller e tinha periodicidade semanal. No editorial inaugural, a expressão de sua profissão de fé: “Imparcial, comedido nos seus comentários políticos ou religiosos”. Comprometia-se, ainda, a cobrir os assuntos mais relevantes dos municípios.

Dez anos depois, passou a circular todos os dias e assumiu o nome pelo qual é conhecido até hoje, Diário do Grande ABC. Até os anos 2000, o jornal se consolidou como a principal empresa jornalística do Grande ABC. Durante a recessão econômica do governo Fernando Henrique (PSDB), a solidez financeira do veículo foi abalada. Posta à venda pelos fundadores – Edson Danillo Dotto (1934-1997), Angelo Puga, Fausto Polesi (1930-2011) e Maury de Campos Dotto – em 2004, a companhia foi comprada pelo empresário do ramo dos transportes Ronan Maria Pinto, que a preside até hoje.

Sempre atento às inovações, o jornal foi um dos primeiros veículos a implantar seu site, em 15 de setembro de 1996. Em 23 de abril de 2012, o veículo lançou o DGABC TV, canal na web com grade de programação exclusiva.

A conexão do Diário com a população do Grande ABC se expande à prestação de serviços a partir da notícia. Em abril de 2006, foi criado o Diário do Grande ABC nos Bairros, projeto que leva atividades para a população em locais carentes da região. Em sua trajetória, o programa já atendeu mais de 640,9 mil moradores em ações que vão desde orientações e atendimentos de saúde a esportivos, culturais e de lazer.

 

Jornal encampa luta regional pela manutenção do projeto do Metrô

Consolidado como o principal canal de comunicação do Grande ABC, o Diário vem, ao longo dos anos, dando voz às lutas das sete cidades. A mais recente delas – iniciada em 21 de março – é a defesa pela manutenção do projeto original da Linha 18-Bronze do Metrô, anseio da sociedade civil da região. A promessa é a de que a decisão sobre o tema seja divulgada pelo governador do Estado, João Doria (PSDB), em junho. Até lá, o veículo segue com o compromisso de expor o desejo de diferentes segmentos da sociedade civil organizada por desenvolvimento e melhoria da mobilidade urbana.

Líderes religiosos, sindicalistas, deputados estaduais, presidentes de quatro câmaras de vereadores, comerciantes, representantes das indústrias e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Associação dos Engenheiros e Arquitetos, dirigentes de clubes de futebol e esportistas, especialistas em mobilidade e o vice-presidente da FNP (Frente Nacional dos Prefeitos) e prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), são alguns dos defensores do Metrô. Todos concordam que o modal significa benefício para o deslocamento dos 2,7 milhões de habitantes das sete cidades.

Em 61 anos de história, foram diversas as discussões em defesa do Grande ABC. A recuperação da qualidade da Represa Billings, a melhoria da Avenida dos Estados e o movimento contra a violência urbana são algumas das campanhas mais memoráveis. Mobilização em especial merece destaque. No fim dos anos 1990, sem poder receber pianistas estrangeiros por falta de instrumento adequado, o Diário atendeu pedido da região e lançou o movimento Um Piano Para o Grande ABC, em 23 de março de 1998. Como resultado, arrecadou R$ 172 mil em valores da época para importar da Alemanha legítimo Steinway & Songs, modelo Grand Concert D. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Diário comemora 61 anos com foco no digital

Estratégia para estreitar relação com os leitores é investir no portal e nas redes sociais

Nilton Valentim
Do Diário do Grande ABC

11/05/2019 | 08:25


Expandir a sua marca nas plataformas digitais é o foco do Diário do Grande ABC no momento em que o jornal completa 61 anos de circulação, hoje. O recente lançamento do aplicativo DGABC Digital, que reproduz a edição impressa em celulares ou tablets, é a principal aposta do jornal para ampliar a sua presença no mercado. Investimentos no portal (www.dgabc.com.br) e nas redes sociais também fazem parte da estratégia do veículo para estreitar a interação com os leitores.

“Temos uma marca consolidada, sinônimo de credibilidade e compromisso com os anseios dos moradores das sete cidades, graças ao bom trabalho realizado nestas seis décadas. Nosso desafio, a partir de agora, é transferir esses valores para o mundo digital. Queremos ser os primeiros a noticiar as informações que tenham relevância para o nosso leitor”, diz o diretor de Redação do Diário, Evaldo Novelini, que destaca a importância do imediatismo de Facebook e Instragram para atingir o objetivo.

O Diário chega aos 61 com a Redação toda integrada, reproduzindo modelo de eficiência adotado pelos principais jornais ao redor do mundo. Repórteres de todas as editorias produzem primeiro as informações para a versão on-line, conferindo agilidade na divulgação das notícias. À edição de papel é reservado um cuidado especial. Os textos deixam de simplesmente registrar a notícia, passando a contextualizar os fatos e apresentar possíveis desdobramentos. Fotos e gráficos ajudam o leitor a compreender os episódios relatados.

Com o DGABC Digital, o leitor tem acesso à integra da edição impressa por volta das 2h, assim que a Redação envia as páginas para a impressão. O download deve ser feito por meio da loja de aplicativos – o app está disponível para os sistemas iOS (App Store) e Android (Google Play). “Acabamos com a barreira geográfica da distribuição. Nas primeiras horas do dia, nosso leitor, esteja em uma das sete cidades do Grande ABC ou em qualquer parte do planeta, poderá acessar as notícias da maneira como foram produzidas e disponibilizadas pela Redação, assim como fotografias, artes, anúncios e atos oficiais”, diz Novelini.

Por R$ 14,99 por mês, o assinante poderá baixar e ler todas as páginas na íntegra, de forma prática e fácil. O serviço também permite buscar edições anteriores do Diário. Além do material produzido diariamente para o jornal nas seções de Política, Setecidades, Economia, Esportes e Cultura&Lazer, estão disponíveis também os conteúdos da Dia-a-Dia Revista, publicação mensal, e de todos os suplementos, como o Diarinho, Turismo, Automóveis, incluindo guias e especiais datados de vários anos.

 

De informativo a principal veículo da região

A primeira edição do jornal circulou em 11 de maio de 1958, Dia das Mães. Chamava-se News Seller e tinha periodicidade semanal. No editorial inaugural, a expressão de sua profissão de fé: “Imparcial, comedido nos seus comentários políticos ou religiosos”. Comprometia-se, ainda, a cobrir os assuntos mais relevantes dos municípios.

Dez anos depois, passou a circular todos os dias e assumiu o nome pelo qual é conhecido até hoje, Diário do Grande ABC. Até os anos 2000, o jornal se consolidou como a principal empresa jornalística do Grande ABC. Durante a recessão econômica do governo Fernando Henrique (PSDB), a solidez financeira do veículo foi abalada. Posta à venda pelos fundadores – Edson Danillo Dotto (1934-1997), Angelo Puga, Fausto Polesi (1930-2011) e Maury de Campos Dotto – em 2004, a companhia foi comprada pelo empresário do ramo dos transportes Ronan Maria Pinto, que a preside até hoje.

Sempre atento às inovações, o jornal foi um dos primeiros veículos a implantar seu site, em 15 de setembro de 1996. Em 23 de abril de 2012, o veículo lançou o DGABC TV, canal na web com grade de programação exclusiva.

A conexão do Diário com a população do Grande ABC se expande à prestação de serviços a partir da notícia. Em abril de 2006, foi criado o Diário do Grande ABC nos Bairros, projeto que leva atividades para a população em locais carentes da região. Em sua trajetória, o programa já atendeu mais de 640,9 mil moradores em ações que vão desde orientações e atendimentos de saúde a esportivos, culturais e de lazer.

 

Jornal encampa luta regional pela manutenção do projeto do Metrô

Consolidado como o principal canal de comunicação do Grande ABC, o Diário vem, ao longo dos anos, dando voz às lutas das sete cidades. A mais recente delas – iniciada em 21 de março – é a defesa pela manutenção do projeto original da Linha 18-Bronze do Metrô, anseio da sociedade civil da região. A promessa é a de que a decisão sobre o tema seja divulgada pelo governador do Estado, João Doria (PSDB), em junho. Até lá, o veículo segue com o compromisso de expor o desejo de diferentes segmentos da sociedade civil organizada por desenvolvimento e melhoria da mobilidade urbana.

Líderes religiosos, sindicalistas, deputados estaduais, presidentes de quatro câmaras de vereadores, comerciantes, representantes das indústrias e da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Associação dos Engenheiros e Arquitetos, dirigentes de clubes de futebol e esportistas, especialistas em mobilidade e o vice-presidente da FNP (Frente Nacional dos Prefeitos) e prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), são alguns dos defensores do Metrô. Todos concordam que o modal significa benefício para o deslocamento dos 2,7 milhões de habitantes das sete cidades.

Em 61 anos de história, foram diversas as discussões em defesa do Grande ABC. A recuperação da qualidade da Represa Billings, a melhoria da Avenida dos Estados e o movimento contra a violência urbana são algumas das campanhas mais memoráveis. Mobilização em especial merece destaque. No fim dos anos 1990, sem poder receber pianistas estrangeiros por falta de instrumento adequado, o Diário atendeu pedido da região e lançou o movimento Um Piano Para o Grande ABC, em 23 de março de 1998. Como resultado, arrecadou R$ 172 mil em valores da época para importar da Alemanha legítimo Steinway & Songs, modelo Grand Concert D. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;