Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 18 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Pesquisa aponta redução do trânsito no Grande ABC

Indicador de congestionamento caiu de 26,6% em 2016 para 20,6% em 2018


Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

08/05/2019 | 07:00


 Pesquisa realizada recentemente pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), em parceria com a Uber, indica que houve queda de congestionamentos em toda Região Metropolitana de São Paulo nos últimos anos, inclusive no Grande ABC – o levantamento considera Santo André, São Bernardo, São Caetano e Diadema e tem como base dados extraídos na plataforma Uber Movement.

Nas quatro cidades da região, o índice de engarrafamento passou de 26,6% no ano de 2016 para 20,6% em 2018. Na Grande São Paulo, o volume caiu de 39,6% para 31,4% no mesmo período.

Segundo o economista e pesquisador do projeto, Renato Vieira, a parceria com o aplicativo foi necessária para auxiliar nos deslocamentos e coleta de dados. O próximo passo do estudo, observa, será elencar os motivos que causaram essa queda. “Esse projeto foi finalizado com o objetivo de saber mais sobre essa redução no trânsito. Mas, em parceria, já estamos prevendo o próximo passo da pesquisa, que é saber quais motivos ocasionaram essa diminuição”, comenta. À princípio, os especialistas suspeitam que a chegada dos aplicativos de transporte individual e obras de mobilidade tenham refletido na queda.

Na análise preliminar, é possível observar, por exemplo, que sextas-feiras são os dias mais congestionados, com um índice médio de 46,2%. Nos dias de jogo do Brasil, durante a Copa do Mundo de 2018, o índice de engarrafamento ficou 11,3 pontos abaixo do normal e, nos dias de paralisação dos caminhoneiros, em maio de 2018, a lentidão no trânsito na Capital foi reduzida em 9,4 pontos percentuais.

Para criar esse índice final, os pesquisadores verificaram o tempo de viagem de cada área para o destino, em cada hora do dia. Nos três anos de pesquisa, total de 26,3 mil horas de trânsito foram analisadas.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Pesquisa aponta redução do trânsito no Grande ABC

Indicador de congestionamento caiu de 26,6% em 2016 para 20,6% em 2018

Yasmin Assagra
Do Diário do Grande ABC

08/05/2019 | 07:00


 Pesquisa realizada recentemente pela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), em parceria com a Uber, indica que houve queda de congestionamentos em toda Região Metropolitana de São Paulo nos últimos anos, inclusive no Grande ABC – o levantamento considera Santo André, São Bernardo, São Caetano e Diadema e tem como base dados extraídos na plataforma Uber Movement.

Nas quatro cidades da região, o índice de engarrafamento passou de 26,6% no ano de 2016 para 20,6% em 2018. Na Grande São Paulo, o volume caiu de 39,6% para 31,4% no mesmo período.

Segundo o economista e pesquisador do projeto, Renato Vieira, a parceria com o aplicativo foi necessária para auxiliar nos deslocamentos e coleta de dados. O próximo passo do estudo, observa, será elencar os motivos que causaram essa queda. “Esse projeto foi finalizado com o objetivo de saber mais sobre essa redução no trânsito. Mas, em parceria, já estamos prevendo o próximo passo da pesquisa, que é saber quais motivos ocasionaram essa diminuição”, comenta. À princípio, os especialistas suspeitam que a chegada dos aplicativos de transporte individual e obras de mobilidade tenham refletido na queda.

Na análise preliminar, é possível observar, por exemplo, que sextas-feiras são os dias mais congestionados, com um índice médio de 46,2%. Nos dias de jogo do Brasil, durante a Copa do Mundo de 2018, o índice de engarrafamento ficou 11,3 pontos abaixo do normal e, nos dias de paralisação dos caminhoneiros, em maio de 2018, a lentidão no trânsito na Capital foi reduzida em 9,4 pontos percentuais.

Para criar esse índice final, os pesquisadores verificaram o tempo de viagem de cada área para o destino, em cada hora do dia. Nos três anos de pesquisa, total de 26,3 mil horas de trânsito foram analisadas.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;