Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Projeto de sede do Sebrae em Sto.André trava e corre riscos

Divulgação/ PMSA Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura doou terreno de 3.500 m², porém, possível corte de recursos pode afetar instalação


Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

07/05/2019 | 07:50


O plano de instalação da sede do Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo) em Santo André empacou e corre riscos de não ser efetivado na cidade. O projeto acordado é de criar escritório do Grande ABC em área de 3.500 metros quadrados, no bairro Paraíso, doada pela Prefeitura. A cessão foi firmada em 2017, mas até agora a tramitação do processo pouco andou no que depende da entidade. Possível corte de recursos federais para bancar as despesas da construção pode prejudicar a implantação do equipamento.

O ajuste com o Paço previa investimento de R$ 5 milhões por parte do Sebrae e estimativa de inauguração em um ano e meio – em junho, a aprovação da Câmara para liberação do espaço completa dois anos. A proposta estabelece prazos, sob pena de revogação da cessão do terreno, localizado na Rua Doutor Henrique Calderazzo, perto do Hospital Mário Covas. De acordo com os termos, eram 12 meses para apresentar o projeto, seis meses para início da edificação e três anos para sua conclusão.

A Secretaria municipal de Desenvolvimento é responsável por fiscalizar o cumprimento dos passos acertados com a entidade. Segundo informações, o Sebrae teria protocolado o projeto da obra em abril de 2018, ainda dentro do prazo exigido. Diante da apresentação, no entanto, o Paço realizou análises e apontou itens a serem adequados na proposta.

A etapa posterior ao comunicado da Prefeitura, em que a entidade deveria adequar o projeto para emissão do alvará de obras e início dos trabalhos construtivos no terreno, coincidiu com o período das eleições de 2018, e com a mudança nos quadros de gestores da estrutura do Sebrae estadual e nacional, isso já neste ano. Esse ponto estaria entre os principais aspectos de entrave para continuação dos trabalhos, pela indefinição da nova cúpula sobre o projeto. Há a questão referente à possibilidade de redução de investimentos indicados pelo governo federal para o período, e que também impactaria no acordo.

O Paço sustentou que o processo de implantação da unidade já foi iniciado, citando que num primeiro momento foi feita análise, que resultou na emissão de comunicado visando o atendimento técnico das legislações municipais. “A Prefeitura mantém total interesse no andamento do projeto, uma vez que a criação de instalações da sede do Sebrae trará desenvolvimento e ajuda no ambiente de negócios.”

O vereador Professor Jobert Minhoca (PSDB) protocolou requerimento em março cobrando esclarecimentos quanto ao atraso na concretização do projeto. No mês passado, o tucano formalizou ofício para convite de representante do Sebrae para explicações sobre a situação. “A Prefeitura fez esforço. A Câmara aprovou, só que o Sebrae ainda não cumpriu a parte que cabe a ele.”

O Sebrae alegou que “eventual mudança do atual escritório regional do Grande ABC, no Centro de Santo André, está sob análise de viabilidade técnica e econômica”. O atendimento aos empreendedores da região, segundo a entidade, continua sendo feito normalmente na Rua Coronel Fernando Prestes, 47, e nas unidades do Sebrae Aqui de São Bernardo e São Caetano. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Projeto de sede do Sebrae em Sto.André trava e corre riscos

Prefeitura doou terreno de 3.500 m², porém, possível corte de recursos pode afetar instalação

Fábio Martins
Do Diário do Grande ABC

07/05/2019 | 07:50


O plano de instalação da sede do Sebrae-SP (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo) em Santo André empacou e corre riscos de não ser efetivado na cidade. O projeto acordado é de criar escritório do Grande ABC em área de 3.500 metros quadrados, no bairro Paraíso, doada pela Prefeitura. A cessão foi firmada em 2017, mas até agora a tramitação do processo pouco andou no que depende da entidade. Possível corte de recursos federais para bancar as despesas da construção pode prejudicar a implantação do equipamento.

O ajuste com o Paço previa investimento de R$ 5 milhões por parte do Sebrae e estimativa de inauguração em um ano e meio – em junho, a aprovação da Câmara para liberação do espaço completa dois anos. A proposta estabelece prazos, sob pena de revogação da cessão do terreno, localizado na Rua Doutor Henrique Calderazzo, perto do Hospital Mário Covas. De acordo com os termos, eram 12 meses para apresentar o projeto, seis meses para início da edificação e três anos para sua conclusão.

A Secretaria municipal de Desenvolvimento é responsável por fiscalizar o cumprimento dos passos acertados com a entidade. Segundo informações, o Sebrae teria protocolado o projeto da obra em abril de 2018, ainda dentro do prazo exigido. Diante da apresentação, no entanto, o Paço realizou análises e apontou itens a serem adequados na proposta.

A etapa posterior ao comunicado da Prefeitura, em que a entidade deveria adequar o projeto para emissão do alvará de obras e início dos trabalhos construtivos no terreno, coincidiu com o período das eleições de 2018, e com a mudança nos quadros de gestores da estrutura do Sebrae estadual e nacional, isso já neste ano. Esse ponto estaria entre os principais aspectos de entrave para continuação dos trabalhos, pela indefinição da nova cúpula sobre o projeto. Há a questão referente à possibilidade de redução de investimentos indicados pelo governo federal para o período, e que também impactaria no acordo.

O Paço sustentou que o processo de implantação da unidade já foi iniciado, citando que num primeiro momento foi feita análise, que resultou na emissão de comunicado visando o atendimento técnico das legislações municipais. “A Prefeitura mantém total interesse no andamento do projeto, uma vez que a criação de instalações da sede do Sebrae trará desenvolvimento e ajuda no ambiente de negócios.”

O vereador Professor Jobert Minhoca (PSDB) protocolou requerimento em março cobrando esclarecimentos quanto ao atraso na concretização do projeto. No mês passado, o tucano formalizou ofício para convite de representante do Sebrae para explicações sobre a situação. “A Prefeitura fez esforço. A Câmara aprovou, só que o Sebrae ainda não cumpriu a parte que cabe a ele.”

O Sebrae alegou que “eventual mudança do atual escritório regional do Grande ABC, no Centro de Santo André, está sob análise de viabilidade técnica e econômica”. O atendimento aos empreendedores da região, segundo a entidade, continua sendo feito normalmente na Rua Coronel Fernando Prestes, 47, e nas unidades do Sebrae Aqui de São Bernardo e São Caetano. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;