Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Produção de petróleo no Brasil cresce 2,8% em março

Arquivo/Agência Brasil Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


03/05/2019 | 15:45


No último mês de março, a produção brasileira de petróleo cresceu 2,8% em comparação com o mês anterior e teve uma ampliação de 0,1% ante igual mês do ano passado, segundo dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Foram produzidos 2,56 milhões de barris por dia (bbl/d).

Já a produção de gás natural cresceu 1,2% em comparação com fevereiro e 4,2% em relação ao mesmo período de 2018, totalizando 111 milhões de m3/d. Segundo a ANP, 94,7% do volume total foi aproveitado, sendo que 57,1 milhões de m3/d foram disponibilizados no mercado.

A queima de gás totalizou 5,9 milhões de metros cúbicos por dia, um aumento de 15% se comparada ao mês anterior e de 76,9% em relação ao mesmo mês em 2018. O aumento da queima se justifica pelo início do comissionamento das plataformas de Búzios (RJ) - FPSO P-76 e P-77.

Pré-sal

No pré-sal, o mês de março totalizou 1,936 milhão de boe/d, alta de 6% em relação ao mês anterior e de 11% se comparada ao mesmo mês de 2018.

Ao todo, 1,542 milhão de barris de petróleo foram produzidos por dia e 62,7 milhões de metros cúbicos diários de gás natural. O pré-sal foi responsável por 59,4% da produção total nacional.

As produções de petróleo e gás somaram 3,261 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d). O maior campo produtor foi o de Lula, na Bacia de Santos, tendo em média 909 mil bbl/d de petróleo e 38 milhões de m3/d de gás natural. Os campos operados pela Petrobras produziram 94,9% do total de petróleo e gás.

O grau API médio foi de 27,6, sendo que 39,7% da produção considerada óleo leve, 48,9% óleo médio e 11,4% óleo pesado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Produção de petróleo no Brasil cresce 2,8% em março


03/05/2019 | 15:45


No último mês de março, a produção brasileira de petróleo cresceu 2,8% em comparação com o mês anterior e teve uma ampliação de 0,1% ante igual mês do ano passado, segundo dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Foram produzidos 2,56 milhões de barris por dia (bbl/d).

Já a produção de gás natural cresceu 1,2% em comparação com fevereiro e 4,2% em relação ao mesmo período de 2018, totalizando 111 milhões de m3/d. Segundo a ANP, 94,7% do volume total foi aproveitado, sendo que 57,1 milhões de m3/d foram disponibilizados no mercado.

A queima de gás totalizou 5,9 milhões de metros cúbicos por dia, um aumento de 15% se comparada ao mês anterior e de 76,9% em relação ao mesmo mês em 2018. O aumento da queima se justifica pelo início do comissionamento das plataformas de Búzios (RJ) - FPSO P-76 e P-77.

Pré-sal

No pré-sal, o mês de março totalizou 1,936 milhão de boe/d, alta de 6% em relação ao mês anterior e de 11% se comparada ao mesmo mês de 2018.

Ao todo, 1,542 milhão de barris de petróleo foram produzidos por dia e 62,7 milhões de metros cúbicos diários de gás natural. O pré-sal foi responsável por 59,4% da produção total nacional.

As produções de petróleo e gás somaram 3,261 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boe/d). O maior campo produtor foi o de Lula, na Bacia de Santos, tendo em média 909 mil bbl/d de petróleo e 38 milhões de m3/d de gás natural. Os campos operados pela Petrobras produziram 94,9% do total de petróleo e gás.

O grau API médio foi de 27,6, sendo que 39,7% da produção considerada óleo leve, 48,9% óleo médio e 11,4% óleo pesado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;