Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santo André decide título da Série A-2 contra a Inter de Limeira

Anderson Fattori/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Ramalhão quer dar fim a tabu de 16 anos em jogo que vale na Copa do Brasil; veja placar ao vivo


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

01/05/2019 | 07:00


São 16 anos sem gritar campeão no Estádio Bruno Daniel, desde o título da Copa Estado, em 2003. Hoje, o Santo André tem a oportunidade de quebrar esse longo tabu, quando recebe a Inter de Limeira, a partir das 11h, no segundo e decisivo jogo da final da Série A-2. Como o time do Interior venceu a primeira partida por 2 a 1, resta ao Ramalhão impor um gol de diferença para decidir o troféu nos pênaltis ou dois para levar a taça direto.

Além do caneco, está em jogo premiação de R$ 280 mil ao campeão – o vice fica com R$ 200 mil – e uma vaga na Copa do Brasil de 2020, o que garante, pelo menos, mais R$ 500 mil aos cofres do clube. O Santo André, campeão em 1975, 1981, 2008 e 2016, busca o pentacampeonato, enquanto a Inter, campeã em 1978, 1996 e 2004, vai atrás do tetra.

Fernando Marchiori minimizou os desfalques dos zagueiros Ícaro e Héliton, suspensos pelo terceiro cartão amarelo e depositou a confiança em PV e Leonardo Luiz. “Quando eles jogaram foram muito bem e têm todo nosso apoio. Caiu no colo deles o filé-mignon, né? Eles têm de desfrutar desse momento, tenho certeza que eles vão dar conta do recado.”

Os substitutos parecem tranquilos com a responsabilidade. “Treinamos forte a temporada inteira para fazer o que os titulares estão fazendo. Vamos mostrar nossa condição em campo”, promete PV, 21 anos, que é fruto das categorias de base e disse não se incomodar com os 16 anos sem títulos no Bruno Daniel. “Tabu é feito para ser quebrado e recompensa melhor que essa não tem.”

Leonardo Luiz é mais experiente. Com 31 anos, disse que vai agarrar a chance. “Importante demais este jogo. Estava esperando oportunidade para corresponder à altura”, comentou ele, que se recuperou de desconforto muscular. “Coluna travou, mas fiz o tratamento intensivo e estou pronto.”

Na Inter de Limeira, o atacante Tcharlles, suspenso, não joga, assim como o lateral-esquerdo Malcoon, que tinha vínculo com o time até ontem.

Ramalhão vende 8.200 ingressos antecipadamente; portões abrem às 9h

O Bruno Daniel vai receber hoje, na final da Série A-2, um dos maiores públicos sem envolver os grandes times do Estado. Até ontem, 8.200 ingressos da carga total de 10,1 mil já haviam sido comercializados e a expectativa é que as entradas se esgotem rapidamente hoje – a bilheteria abre às 9h.

A previsão é baseada nas pessoas que possuem direito a gratuidade – idosos com mais de 60 anos e crianças com menos de 12 – e que precisam, obrigatoriamente, retirar o bilhete no dia da partida. Só restam ingressos para a arquibancada Oeste (antiga), já que o setor Leste (nova) está esgotado. A entrada custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

A última vez em que o estádio recebeu público acima de 10 mil torcedores do Santo André foi na semifinal do Campeonato Paulista de 2010, contra o Grêmio Prudente. Na ocasião, foram 11.835 pessoas presentes, público que não poderá ser superado hoje porque o total de 10,1 mil ingressos colocados à disposição é o limite permitido pela Polícia Militar.

Para quem está com ingresso na mão, a recomendação é chegar cedo para evitar filas. A revista feita pela Polícia Militar é rigorosa e isso acaba causando lentidão. Os portões do Bruno Daniel abrem às 9h. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André decide título da Série A-2 contra a Inter de Limeira

Ramalhão quer dar fim a tabu de 16 anos em jogo que vale na Copa do Brasil; veja placar ao vivo

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

01/05/2019 | 07:00


São 16 anos sem gritar campeão no Estádio Bruno Daniel, desde o título da Copa Estado, em 2003. Hoje, o Santo André tem a oportunidade de quebrar esse longo tabu, quando recebe a Inter de Limeira, a partir das 11h, no segundo e decisivo jogo da final da Série A-2. Como o time do Interior venceu a primeira partida por 2 a 1, resta ao Ramalhão impor um gol de diferença para decidir o troféu nos pênaltis ou dois para levar a taça direto.

Além do caneco, está em jogo premiação de R$ 280 mil ao campeão – o vice fica com R$ 200 mil – e uma vaga na Copa do Brasil de 2020, o que garante, pelo menos, mais R$ 500 mil aos cofres do clube. O Santo André, campeão em 1975, 1981, 2008 e 2016, busca o pentacampeonato, enquanto a Inter, campeã em 1978, 1996 e 2004, vai atrás do tetra.

Fernando Marchiori minimizou os desfalques dos zagueiros Ícaro e Héliton, suspensos pelo terceiro cartão amarelo e depositou a confiança em PV e Leonardo Luiz. “Quando eles jogaram foram muito bem e têm todo nosso apoio. Caiu no colo deles o filé-mignon, né? Eles têm de desfrutar desse momento, tenho certeza que eles vão dar conta do recado.”

Os substitutos parecem tranquilos com a responsabilidade. “Treinamos forte a temporada inteira para fazer o que os titulares estão fazendo. Vamos mostrar nossa condição em campo”, promete PV, 21 anos, que é fruto das categorias de base e disse não se incomodar com os 16 anos sem títulos no Bruno Daniel. “Tabu é feito para ser quebrado e recompensa melhor que essa não tem.”

Leonardo Luiz é mais experiente. Com 31 anos, disse que vai agarrar a chance. “Importante demais este jogo. Estava esperando oportunidade para corresponder à altura”, comentou ele, que se recuperou de desconforto muscular. “Coluna travou, mas fiz o tratamento intensivo e estou pronto.”

Na Inter de Limeira, o atacante Tcharlles, suspenso, não joga, assim como o lateral-esquerdo Malcoon, que tinha vínculo com o time até ontem.

Ramalhão vende 8.200 ingressos antecipadamente; portões abrem às 9h

O Bruno Daniel vai receber hoje, na final da Série A-2, um dos maiores públicos sem envolver os grandes times do Estado. Até ontem, 8.200 ingressos da carga total de 10,1 mil já haviam sido comercializados e a expectativa é que as entradas se esgotem rapidamente hoje – a bilheteria abre às 9h.

A previsão é baseada nas pessoas que possuem direito a gratuidade – idosos com mais de 60 anos e crianças com menos de 12 – e que precisam, obrigatoriamente, retirar o bilhete no dia da partida. Só restam ingressos para a arquibancada Oeste (antiga), já que o setor Leste (nova) está esgotado. A entrada custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

A última vez em que o estádio recebeu público acima de 10 mil torcedores do Santo André foi na semifinal do Campeonato Paulista de 2010, contra o Grêmio Prudente. Na ocasião, foram 11.835 pessoas presentes, público que não poderá ser superado hoje porque o total de 10,1 mil ingressos colocados à disposição é o limite permitido pela Polícia Militar.

Para quem está com ingresso na mão, a recomendação é chegar cedo para evitar filas. A revista feita pela Polícia Militar é rigorosa e isso acaba causando lentidão. Os portões do Bruno Daniel abrem às 9h. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;