Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

UPA Perimetral reabre com capacidade para atender até 14 mil usuários por mês

Anderson Fattori/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Prefeitura espera que equipamento ajude a diminuir a procura por atendimento no CHM


Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

28/04/2019 | 07:00


 O munícipe de Santo André terá, a partir de terça-feira, alternativa para recorrer a atendimento de emergência. Depois de ter a reinauguração adiada por duas vezes, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Perimetral abriu as portas ontem com objetivo de desafogar a demanda do CHM (Centro Hospitalar Municipal). Fechada desde abril de 2016, a unidade passou por reforma estrutural e modernização ao custo de R$ 1,7 milhão aos cofres municipais.

O equipamento, que vai funcionar 24 horas por dia, está equipada com 21 leitos e tem capacidade para atender 14 mil usuários por mês. A estimativa da Secretaria de Saúde é que o custo de manutenção mensal seja de R$ 800 mil, que serão pagos pelo governo federal mediante prestação de contas.

A abertura da UPA Perimetral era uma das prioridades da Prefeitura para distribuir melhor os atendimentos na região central. Com poucas alternativas, os munícipes recorriam ao CHM em caso de urgência. Agora, a intenção é promover o novo equipamento e deixar o hospital para casos mais complexos. “Estrategicamente, essa unidade vai fazer com que a o CHM, que a população chama carinhosamente de Santa Casa, volte a ser a referência. Estamos em processo de melhoria lá, mas é um passo importante, porque o atendimento de urgência, de pronto-socorro, e os atendimentos mais simples, não precisam mais ir para o hospital municipal. Aqui, a dois quarteirões, temos esse equipamento que atende essas necessidades”, explicou o chefe do Executivo.

Além do pronto atendimento, o local funcionará como base descentralizada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). “Estamos em área privilegiada do ponto de vista de logística e nossa base do Samu fica no Jardim Las Vegas. Como temos espaço aqui, vamos ter base com ambulâncias e, dependendo do local da ocorrência, é mais fácil e rápido saindo daqui. Isso vai agilizar de maneira significativa o atendimento”, garantiu o prefeito, que elogiou a estrutura da UPA. “Temos aqui equipamentos que não tem em nenhum hospital particular de Santo André.”



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

UPA Perimetral reabre com capacidade para atender até 14 mil usuários por mês

Prefeitura espera que equipamento ajude a diminuir a procura por atendimento no CHM

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

28/04/2019 | 07:00


 O munícipe de Santo André terá, a partir de terça-feira, alternativa para recorrer a atendimento de emergência. Depois de ter a reinauguração adiada por duas vezes, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Perimetral abriu as portas ontem com objetivo de desafogar a demanda do CHM (Centro Hospitalar Municipal). Fechada desde abril de 2016, a unidade passou por reforma estrutural e modernização ao custo de R$ 1,7 milhão aos cofres municipais.

O equipamento, que vai funcionar 24 horas por dia, está equipada com 21 leitos e tem capacidade para atender 14 mil usuários por mês. A estimativa da Secretaria de Saúde é que o custo de manutenção mensal seja de R$ 800 mil, que serão pagos pelo governo federal mediante prestação de contas.

A abertura da UPA Perimetral era uma das prioridades da Prefeitura para distribuir melhor os atendimentos na região central. Com poucas alternativas, os munícipes recorriam ao CHM em caso de urgência. Agora, a intenção é promover o novo equipamento e deixar o hospital para casos mais complexos. “Estrategicamente, essa unidade vai fazer com que a o CHM, que a população chama carinhosamente de Santa Casa, volte a ser a referência. Estamos em processo de melhoria lá, mas é um passo importante, porque o atendimento de urgência, de pronto-socorro, e os atendimentos mais simples, não precisam mais ir para o hospital municipal. Aqui, a dois quarteirões, temos esse equipamento que atende essas necessidades”, explicou o chefe do Executivo.

Além do pronto atendimento, o local funcionará como base descentralizada do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). “Estamos em área privilegiada do ponto de vista de logística e nossa base do Samu fica no Jardim Las Vegas. Como temos espaço aqui, vamos ter base com ambulâncias e, dependendo do local da ocorrência, é mais fácil e rápido saindo daqui. Isso vai agilizar de maneira significativa o atendimento”, garantiu o prefeito, que elogiou a estrutura da UPA. “Temos aqui equipamentos que não tem em nenhum hospital particular de Santo André.”

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;