Fechar
Publicidade

Sábado, 17 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em estreia de Pato, São Paulo bate o Botafogo por 2 a 0

 Rubens Chiri /saopaulofc.net Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Tricolor fez estreia no Campeonato Brasileiro com partida segura e sem sofrer sustos na defesa



27/04/2019 | 18:07


A "nova" versão do São Paulo finalmente estreou neste sábado em 2019. Depois de semanas sem poder testar os reforços Alexandre Pato, Tchê Tchê e Vitor Bueno, o time tricolor mandou os três a campo e bateu o Botafogo por 2 a 0, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela estreia no Campeonato Brasileiro, em uma partida segura e sem sofrer sustos na defesa.

O aguardado retorno de Alexandre Pato ao São Paulo teve uma coincidência curiosa à estreia dele pelo clube na sua primeira passagem, em 2014. Assim como na partida contra o CSA, pela Copa do Brasil daquele ano, o jogador teve um gol anulado.

O técnico Cuca testou os reforços Tchê Tchê e Alexandre Pato como titulares, mas a dupla ainda precisa de mais entrosamento com os colegas. Os dois apareceram pouco durante um primeiro tempo marcado por faltas, intensidade, correria e pouca criatividade. O excesso de vontade dos times em marcar deixou a partida muito truncada. Só nos primeiros 22 minutos o Botafogo levou três cartões amarelos.

A partida demorou para ter chutes a gol e a torcida ainda teve uma comemoração cancelada. Alexandre Pato chegou a marcar de cabeça aos 29 minutos, porém estava impedido. O São Paulo conseguia ser efetivo mesmo sem ter mais posse de bola, graças às investidas em velocidade de Antony. Em uma dessas jogadas, o atacante teve liberdade para cruzar e, aos 40, Everton se antecipou ao goleiro para fazer 1 a 0.

Na segunda etapa, o São Paulo recuou e esperou o Botafogo avançar para buscar um contra-ataque. Como o time carioca tinha dificuldades para criar, a partida ficou monótona. Uma das poucas investidas tricolores veio da dupla de estreantes. Alexandre Pato fez bela jogada individual pela ponta esquerda e serviu para Tchê Tchê finalizar. O goleiro paraguaio Gatito Fernández fez a defesa.

Em vez da intensidade do primeiro tempo, a partida ficou muito estudada. O Botafogo buscava como chegar ao gol, enquanto que o São Paulo tentava criar uma chance para fazer o segundo. O técnico Cuca colocou Hernanes na vaga de Igor Gomes para dar mais qualidade no passe e fazer o time parar de insistir em lançamentos longos. Alexandre Pato cansou e saiu aos 30 minutos.

Quem entrou na vaga dele foi o atacante Toró, de apenas 19 anos. Somente com ele o São Paulo finalmente conseguiu os contra-ataques tão pretendidos. Os lances de perigo fizeram o time avançar e marcar a saída de bola do Botafogo. Em uma dessas investidas, veio o segundo gol. O botafoguense Érik errou um passe, Hernanes recebeu a bola e rolou para Hudson colocar no canto de Gatito Fernández, aos 37 minutos.

A vantagem definiu o jogo e deu chance para Cuca testar o terceiro reforço. Vitor Bueno entrou nos minutos finais. Depois do vice no Campeonato Paulista e de expectativa para ver os contratados em campo, os mais de 20 mil são-paulinos presentes ao Morumbi foram embora com uma impressão positiva do novo elenco.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 x 0 BOTAFOGO

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Léo Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Hudson, Tchê Tchê (Vitor Bueno) e Igor Gomes (Hernanes); Everton, Antony e Alexandre Pato (Toró). Técnico: Cuca.

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Jonathan; Wenderson (Luiz Fernando), Gustavo (Gustavo Ferrareis), João Paulo e Cícero; Rodrigo Pimpão (Igor Cássio) e Érik. Técnico: Eduardo Barroca.

GOLS - Everton, aos 40 minutos do primeiro tempo; Hudson, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jonathan, João Paulo, Rodrigo Pimpão e Joel Carli (Botafogo).

ÁRBITRO - Caio Max Vieira (RN).

RENDA - R$ 1.011.231,00.

PÚBLICO - 26.533 torcedores.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em estreia de Pato, São Paulo bate o Botafogo por 2 a 0

Tricolor fez estreia no Campeonato Brasileiro com partida segura e sem sofrer sustos na defesa


27/04/2019 | 18:07


A "nova" versão do São Paulo finalmente estreou neste sábado em 2019. Depois de semanas sem poder testar os reforços Alexandre Pato, Tchê Tchê e Vitor Bueno, o time tricolor mandou os três a campo e bateu o Botafogo por 2 a 0, no estádio do Morumbi, na capital paulista, pela estreia no Campeonato Brasileiro, em uma partida segura e sem sofrer sustos na defesa.

O aguardado retorno de Alexandre Pato ao São Paulo teve uma coincidência curiosa à estreia dele pelo clube na sua primeira passagem, em 2014. Assim como na partida contra o CSA, pela Copa do Brasil daquele ano, o jogador teve um gol anulado.

O técnico Cuca testou os reforços Tchê Tchê e Alexandre Pato como titulares, mas a dupla ainda precisa de mais entrosamento com os colegas. Os dois apareceram pouco durante um primeiro tempo marcado por faltas, intensidade, correria e pouca criatividade. O excesso de vontade dos times em marcar deixou a partida muito truncada. Só nos primeiros 22 minutos o Botafogo levou três cartões amarelos.

A partida demorou para ter chutes a gol e a torcida ainda teve uma comemoração cancelada. Alexandre Pato chegou a marcar de cabeça aos 29 minutos, porém estava impedido. O São Paulo conseguia ser efetivo mesmo sem ter mais posse de bola, graças às investidas em velocidade de Antony. Em uma dessas jogadas, o atacante teve liberdade para cruzar e, aos 40, Everton se antecipou ao goleiro para fazer 1 a 0.

Na segunda etapa, o São Paulo recuou e esperou o Botafogo avançar para buscar um contra-ataque. Como o time carioca tinha dificuldades para criar, a partida ficou monótona. Uma das poucas investidas tricolores veio da dupla de estreantes. Alexandre Pato fez bela jogada individual pela ponta esquerda e serviu para Tchê Tchê finalizar. O goleiro paraguaio Gatito Fernández fez a defesa.

Em vez da intensidade do primeiro tempo, a partida ficou muito estudada. O Botafogo buscava como chegar ao gol, enquanto que o São Paulo tentava criar uma chance para fazer o segundo. O técnico Cuca colocou Hernanes na vaga de Igor Gomes para dar mais qualidade no passe e fazer o time parar de insistir em lançamentos longos. Alexandre Pato cansou e saiu aos 30 minutos.

Quem entrou na vaga dele foi o atacante Toró, de apenas 19 anos. Somente com ele o São Paulo finalmente conseguiu os contra-ataques tão pretendidos. Os lances de perigo fizeram o time avançar e marcar a saída de bola do Botafogo. Em uma dessas investidas, veio o segundo gol. O botafoguense Érik errou um passe, Hernanes recebeu a bola e rolou para Hudson colocar no canto de Gatito Fernández, aos 37 minutos.

A vantagem definiu o jogo e deu chance para Cuca testar o terceiro reforço. Vitor Bueno entrou nos minutos finais. Depois do vice no Campeonato Paulista e de expectativa para ver os contratados em campo, os mais de 20 mil são-paulinos presentes ao Morumbi foram embora com uma impressão positiva do novo elenco.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 x 0 BOTAFOGO

SÃO PAULO - Tiago Volpi; Léo Vinícius, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Hudson, Tchê Tchê (Vitor Bueno) e Igor Gomes (Hernanes); Everton, Antony e Alexandre Pato (Toró). Técnico: Cuca.

BOTAFOGO - Gatito Fernández; Marcinho, Joel Carli, Gabriel e Jonathan; Wenderson (Luiz Fernando), Gustavo (Gustavo Ferrareis), João Paulo e Cícero; Rodrigo Pimpão (Igor Cássio) e Érik. Técnico: Eduardo Barroca.

GOLS - Everton, aos 40 minutos do primeiro tempo; Hudson, aos 37 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Jonathan, João Paulo, Rodrigo Pimpão e Joel Carli (Botafogo).

ÁRBITRO - Caio Max Vieira (RN).

RENDA - R$ 1.011.231,00.

PÚBLICO - 26.533 torcedores.

LOCAL - Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;