Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Flu joga mal, perde para o Santa Cruz, mas avança nos pênaltis na Copa do Brasil



26/04/2019 | 00:10


Foi mais sofrido do que o esperado, mas o Fluminense segue vivo na Copa do Brasil depois de ter eliminado o Santa Cruz com uma vitória nos pênaltis por 3 a 2. No tempo normal, o time pernambucano ganhou por 2 a 0 no Estádio do Arruda, no Recife.

No jogo de ida, realizado no Rio, o Fluminense havia vencido pelo mesmo placar. Graças ao goleiro Rodolfo, que defendeu duas cobranças, o time carioca embolsa mais R$ 2,5 milhões de premiação. Agora, vai conhecer seu adversário das oitavas de final através de sorteio a ser realizado pela CBF.

Antes, as atenções do Fluminense estarão voltadas para a estreia no Campeonato Brasileiro, que será no domingo, contra o Goiás, no Maracanã. Aplaudido por mais de 25 mil torcedores, o Santa Cruz volta a campo na próxima segunda-feira, contra o Treze, novamente no Arruda, pela primeira rodada da Série C.

Apoiado por muitos torcedores, o Santa Cruz começou em cima do Fluminense e logo aos dois minutos reclamou de um pênalti não marcado do zagueiro Nino em Pipico. Depois, Marcos Martins cruzou e quase o artilheiro completou de cabeça.

Foi o Fluminense, porém, quem criou a primeira grande oportunidade. Luciano recebeu livre dentro da área, mas tirou muito de Anderson e a bola passou raspando a trave. No contra-ataque, Pipico cruzou e Dudu cabeceou nas mãos de Rodolfo.

Aos 35 minutos, Charles soltou a bomba em cobrança de falta e obrigou Rodolfo a espalmar para escanteio. Em uma saída errada de Airton, Augusto chutou forte e viu a bola explodir no travessão. O gol do Santa Cruz ia ficando maduro. Nos acréscimos, Everaldo foi lançado em velocidade e só não abriu o placar porque Anderson deixou a área e afastou o perigo de carrinho.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Yony González recebeu dentro da área e bateu com perigo por cima do travessão. Na sequência foi a vez de Bruno Silva mandar pela linha de fundo.

No contra-ataque, Yony González cruzou e Luciano desviou de primeira. Anderson defendeu com as pontas dos dedos e viu a bola tocar na trave antes de sair. Aos 13, Charles soltou a bomba em cobrança de falta e a bola explodiu no travessão. No rebote, Augusto cabeceou para fora.

O Arruda voltou a pulsar aos 27 minutos. Jô aproveitou cobrança de falta para dentro da área e tirou de Rodolfo. O Santa Cruz precisava de mais um gol para levar a decisão para os pênaltis. E ele saiu dois minutos depois.

Augusto escapou em velocidade e foi desarmado ao tentar driblar Rodolfo, mas a bola sobrou para Pipico ampliar. Os jogadores do Santa Cruz estavam desgastados fisicamente, tanto que o time abdicou de atacar e passou a ser pressionado pelo Fluminense nos minutos finais, mas conseguiu levar para os pênaltis.

O Santa Cruz saiu na frente com Pipico e Luciano deixou tudo igual. Charles, que acertou duas vezes o travessão de Rodolfo durante o jogo, chutou por cima. Mas Anderson defendeu a cobrança de Gilberto. Depois foi a vez de Rodolfo levar a melhor sobre Marcos Martins e Pedro colocou o Fluminense na frente.

Após dois erros, Guilherme Queiróz voltou a marcar para o Santa Cruz, mas Airton manteve o Fluminense na frente. A classificação do time carioca veio com mais uma defesa de Rodolfo, dessa vez na cobrança de William Alves no meio do gol. Nem houve necessidade de quinta cobrança do Flu.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ (2) 2 X 0 (3) FLUMINENSE

SANTA CRUZ - Anderson; Marcos Martins, João Victor, William Alves e Carlos Renato; Charles, Italo Henrique e Patrick Vieira (Guilherme Queiróz); Augusto (Elias Carioca), Dudu (Jô) e Pipico. Técnico: Leston Júnior.

FLUMINENSE - Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique (Léo Artur); Airton, Bruno Silva e Allan; Everaldo, Luciano e Yony Gonzalez (Pedro). Técnico: Fernando Diniz.

GOLS - Jô, aos 27, e Pipico, aos 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

CARTÕES AMARELOS - Pipico e William Alves (Santa Cruz); Caio Henrique e Airton (Fluminense).

RENDA - R$ 323.155,00.

PÚBLICO - 25.802 pagantes.

LOCAL - Estádio do Arruda, no Recife (PE).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Flu joga mal, perde para o Santa Cruz, mas avança nos pênaltis na Copa do Brasil


26/04/2019 | 00:10


Foi mais sofrido do que o esperado, mas o Fluminense segue vivo na Copa do Brasil depois de ter eliminado o Santa Cruz com uma vitória nos pênaltis por 3 a 2. No tempo normal, o time pernambucano ganhou por 2 a 0 no Estádio do Arruda, no Recife.

No jogo de ida, realizado no Rio, o Fluminense havia vencido pelo mesmo placar. Graças ao goleiro Rodolfo, que defendeu duas cobranças, o time carioca embolsa mais R$ 2,5 milhões de premiação. Agora, vai conhecer seu adversário das oitavas de final através de sorteio a ser realizado pela CBF.

Antes, as atenções do Fluminense estarão voltadas para a estreia no Campeonato Brasileiro, que será no domingo, contra o Goiás, no Maracanã. Aplaudido por mais de 25 mil torcedores, o Santa Cruz volta a campo na próxima segunda-feira, contra o Treze, novamente no Arruda, pela primeira rodada da Série C.

Apoiado por muitos torcedores, o Santa Cruz começou em cima do Fluminense e logo aos dois minutos reclamou de um pênalti não marcado do zagueiro Nino em Pipico. Depois, Marcos Martins cruzou e quase o artilheiro completou de cabeça.

Foi o Fluminense, porém, quem criou a primeira grande oportunidade. Luciano recebeu livre dentro da área, mas tirou muito de Anderson e a bola passou raspando a trave. No contra-ataque, Pipico cruzou e Dudu cabeceou nas mãos de Rodolfo.

Aos 35 minutos, Charles soltou a bomba em cobrança de falta e obrigou Rodolfo a espalmar para escanteio. Em uma saída errada de Airton, Augusto chutou forte e viu a bola explodir no travessão. O gol do Santa Cruz ia ficando maduro. Nos acréscimos, Everaldo foi lançado em velocidade e só não abriu o placar porque Anderson deixou a área e afastou o perigo de carrinho.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, Yony González recebeu dentro da área e bateu com perigo por cima do travessão. Na sequência foi a vez de Bruno Silva mandar pela linha de fundo.

No contra-ataque, Yony González cruzou e Luciano desviou de primeira. Anderson defendeu com as pontas dos dedos e viu a bola tocar na trave antes de sair. Aos 13, Charles soltou a bomba em cobrança de falta e a bola explodiu no travessão. No rebote, Augusto cabeceou para fora.

O Arruda voltou a pulsar aos 27 minutos. Jô aproveitou cobrança de falta para dentro da área e tirou de Rodolfo. O Santa Cruz precisava de mais um gol para levar a decisão para os pênaltis. E ele saiu dois minutos depois.

Augusto escapou em velocidade e foi desarmado ao tentar driblar Rodolfo, mas a bola sobrou para Pipico ampliar. Os jogadores do Santa Cruz estavam desgastados fisicamente, tanto que o time abdicou de atacar e passou a ser pressionado pelo Fluminense nos minutos finais, mas conseguiu levar para os pênaltis.

O Santa Cruz saiu na frente com Pipico e Luciano deixou tudo igual. Charles, que acertou duas vezes o travessão de Rodolfo durante o jogo, chutou por cima. Mas Anderson defendeu a cobrança de Gilberto. Depois foi a vez de Rodolfo levar a melhor sobre Marcos Martins e Pedro colocou o Fluminense na frente.

Após dois erros, Guilherme Queiróz voltou a marcar para o Santa Cruz, mas Airton manteve o Fluminense na frente. A classificação do time carioca veio com mais uma defesa de Rodolfo, dessa vez na cobrança de William Alves no meio do gol. Nem houve necessidade de quinta cobrança do Flu.

FICHA TÉCNICA

SANTA CRUZ (2) 2 X 0 (3) FLUMINENSE

SANTA CRUZ - Anderson; Marcos Martins, João Victor, William Alves e Carlos Renato; Charles, Italo Henrique e Patrick Vieira (Guilherme Queiróz); Augusto (Elias Carioca), Dudu (Jô) e Pipico. Técnico: Leston Júnior.

FLUMINENSE - Rodolfo; Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique (Léo Artur); Airton, Bruno Silva e Allan; Everaldo, Luciano e Yony Gonzalez (Pedro). Técnico: Fernando Diniz.

GOLS - Jô, aos 27, e Pipico, aos 29 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Flávio Rodrigues de Souza (SP).

CARTÕES AMARELOS - Pipico e William Alves (Santa Cruz); Caio Henrique e Airton (Fluminense).

RENDA - R$ 323.155,00.

PÚBLICO - 25.802 pagantes.

LOCAL - Estádio do Arruda, no Recife (PE).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;