Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 20 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Axor, um caminhão moldado ao gosto do motorista


Nilton Valentim

26/04/2019 | 00:07


Quando estreou no mercado brasileiro, em 2004, o extrapesado Axor, à época importado, não causou boa impressão. Tanto que recebeu o apelido de ‘Boi Bandido’ e foi até associado à letra de música sertaneja em que o personagem bebia demais. Mas a virada veio a partir de 2012, quando a montadora deu ouvidos aos pedidos dos caminhoneiros e, desde então, mudou cerca de 40 itens, vários deles voltados ao conforto de quem dirige pelas estradas do Brasil.
“O Axor é um extrapesado que se destaca pelo custo-benefício. Nós realizamos várias alterações, principalmente no interior da cabine. A maioria delas voltada ao conforto do motorista”, conta Hélio Ribeiro, engenheiro de marketing de produtos da empresa.
Entre as modificações ele cita a adoção de tapete ergonômico, para evitar dor nas pernas do condutor, espaço para a colocação de calçados na porta, rebaixamento do túnel entre os bancos, climatizador mais estreito e volante multifunções. “Apesar de toda a tecnologia, desenvolvemos um painel amigável, intuitivo ao condutor”, contou Ribeiro. A intenção é que o motorista tenha facilidade para compreender as informações transmitidas pelo computador de bordo.
A equipe de reportagem rodou com um Axor acoplado a uma carreta ‘Vanderleia’ (tem esse nome porque possui três eixos e o primeiro ‘dança’ como a cantora da jovem guarda) com 33 toneladas pelas estradas da região. Em marcha, uma das coisas que mais chamam atenção é o câmbio automatizado PowerShift, de 12 marchas. O sistema proporciona ajuste de troca de marchas mais refinado, tanto na regressão como na progressão.
Os engates precisos e o conforto interno mostram que a Mercedes captou bem os pedidos dos motoristas. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Axor, um caminhão moldado ao gosto do motorista

Nilton Valentim

26/04/2019 | 00:07


Quando estreou no mercado brasileiro, em 2004, o extrapesado Axor, à época importado, não causou boa impressão. Tanto que recebeu o apelido de ‘Boi Bandido’ e foi até associado à letra de música sertaneja em que o personagem bebia demais. Mas a virada veio a partir de 2012, quando a montadora deu ouvidos aos pedidos dos caminhoneiros e, desde então, mudou cerca de 40 itens, vários deles voltados ao conforto de quem dirige pelas estradas do Brasil.
“O Axor é um extrapesado que se destaca pelo custo-benefício. Nós realizamos várias alterações, principalmente no interior da cabine. A maioria delas voltada ao conforto do motorista”, conta Hélio Ribeiro, engenheiro de marketing de produtos da empresa.
Entre as modificações ele cita a adoção de tapete ergonômico, para evitar dor nas pernas do condutor, espaço para a colocação de calçados na porta, rebaixamento do túnel entre os bancos, climatizador mais estreito e volante multifunções. “Apesar de toda a tecnologia, desenvolvemos um painel amigável, intuitivo ao condutor”, contou Ribeiro. A intenção é que o motorista tenha facilidade para compreender as informações transmitidas pelo computador de bordo.
A equipe de reportagem rodou com um Axor acoplado a uma carreta ‘Vanderleia’ (tem esse nome porque possui três eixos e o primeiro ‘dança’ como a cantora da jovem guarda) com 33 toneladas pelas estradas da região. Em marcha, uma das coisas que mais chamam atenção é o câmbio automatizado PowerShift, de 12 marchas. O sistema proporciona ajuste de troca de marchas mais refinado, tanto na regressão como na progressão.
Os engates precisos e o conforto interno mostram que a Mercedes captou bem os pedidos dos motoristas. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;