Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Flamengo perde de virada para LDU e vai decidir vaga contra o Peñarol, no Uruguai



24/04/2019 | 23:53


Com atuação ruim, o Flamengo perdeu de virada para a LDU, por 2 a 1, nesta quarta-feira, em Quito, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, perdendo a chance de se classificar antecipadamente às oitavas de final. Com o resultado, o time ficou com nove pontos no Grupo D, ao lado do Peñarol, que também perdeu para o San José, na Bolívia, por 3 a 1, sendo que os cariocas estão à frente pelo saldo de gols. A LDU chegou aos sete pontos.

Na sexta e última rodada do grupo, em 8 de maio, três equipes vão lutar pelas duas vagas na próxima fase. Peñarol e Flamengo vão jogar em Montevidéu, com o time carioca só precisando do empate para avançar às oitavas de final. No mesmo dia, a LDU receberá o San José.

Visivelmente preocupado em não se desgastar por causa dos efeitos da altitude de 2.850 metro da capital equatoriana, o Flamengo adotou uma postura defensiva no primeiro tempo. Obrigada a conquistar uma vitória para manter chances de classificação, a LDU, fraca tecnicamente, tinha a posse de bola, mas cometia muitos erros nos passes e cruzamentos.

Mais efetivo, o Flamengo abriu o placar na primeira chance que teve na partida. Pará cruzou com rara felicidade e Bruno Henrique cabeceou. A bola chegou a pegar no braço esquerdo do atacante. Com a vantagem, a equipe carioca se fechou ainda mais e tomou sustos. Diego Alves fez grande defesa em finalização do lateral Quinteros, aos 31 minutos. Jhoajan Julio, Anangonó e mais uma vez Quinteros tiveram chances para empatar.

O Flamengo também teve suas oportunidades para ampliar. Bruno Henrique, que lutou praticamente sozinho no ataque, pois Gabriel pouco apareceu nos 45 minutos iniciais, forçou o goleiro Gabbarini a fazer bela defesa aos 37.

E quando tudo levava a crer que o time carioca terminaria o primeiro tempo em vantagem, um chutão mostrou que a bola realmente fica mais leve em Quito. A bola correu muito e encontrou Anangonó livre diante de Diego Alves, que demorou para sair do gol: 1 a 1.

Um dado importante foi o número de faltas. A LDU cometeu seis, enquanto o Flamengo só fez três faltas na primeira etapa. Nas finalizações, o time equatoriana tentou nove vezes, enquanto a equipe brasileira arriscou em três oportunidades.

O técnico Abel Braga, que estava suspenso pela Conmebol e assistiu ao jogo de um camarote, mandou o auxiliar Leomir, que estava no banco, trocar Arrascaeta por Diego no intervalo. Mas o domínio ficou maior para a LDU. A sorte do Flamengo é que o time equatoriano errava demais. Quando acertou as jogadas, parou na grande atuação de Cuéllar e Rodrigo Caio. Diego a Everton Ribeiro foram os responsáveis por iniciarem os contra-ataques, mas o Flamengo demonstrou cansaço.

De tanto tentar, a LDU conseguiu a virada. Na primeira falha de Cuéllar, Chicaiza dominou pela esquerda, driblou o colombiano e Everton Ribeiro para bater forte no ângulo esquerdo de Diego Alves.

O fim de jogo foi dramático. Bruno Henrique e Vitinho conseguiram finalizar, mas pararam em Gabbarini. Diego Alves, com dores nas costas, foi substituído por César. Desesperado e sem fôlego, o Flamengo se jogou ao ataque, mas sem inspiração e força. Com isso, a LDU colecionou contra-ataques, mas não teve qualidade para conseguir mais gols. Só Anderson Julio teve duas boas oportunidades no fim.

FICHA TÉCNICA

LDU 2 X 1 FLAMENGO

LDU - Gabbarini; Quintero, Guerra (Freire), Carlos Rodríguez e Christian Cruz; Intriago, Orejuela, Jhojan Julio (Chicaiza) e Anderson Julio; Ayovi (Muñoz) e Anangonó. Técnico: Pablo Repetto.

FLAMENGO - Diego Alves (César); Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Everton Ribeiro e Arrascaeta (Diego); Gabriel (Vitinho) e Bruno Henrique. Técnico: Leomir.

GOLS - Bruno Henrique aos 18 e Anangonó aos 48 minutos do primeiro tempo. Chicaiza aos 27 do segundo.

ÁRBITRO - Néstor Pitana (Argentina).

CARTÕES AMARELOS - Intriago, Rodrigo Caio e Chicaiza.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Casa Blanca, em Quito (Equador).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Flamengo perde de virada para LDU e vai decidir vaga contra o Peñarol, no Uruguai


24/04/2019 | 23:53


Com atuação ruim, o Flamengo perdeu de virada para a LDU, por 2 a 1, nesta quarta-feira, em Quito, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores, perdendo a chance de se classificar antecipadamente às oitavas de final. Com o resultado, o time ficou com nove pontos no Grupo D, ao lado do Peñarol, que também perdeu para o San José, na Bolívia, por 3 a 1, sendo que os cariocas estão à frente pelo saldo de gols. A LDU chegou aos sete pontos.

Na sexta e última rodada do grupo, em 8 de maio, três equipes vão lutar pelas duas vagas na próxima fase. Peñarol e Flamengo vão jogar em Montevidéu, com o time carioca só precisando do empate para avançar às oitavas de final. No mesmo dia, a LDU receberá o San José.

Visivelmente preocupado em não se desgastar por causa dos efeitos da altitude de 2.850 metro da capital equatoriana, o Flamengo adotou uma postura defensiva no primeiro tempo. Obrigada a conquistar uma vitória para manter chances de classificação, a LDU, fraca tecnicamente, tinha a posse de bola, mas cometia muitos erros nos passes e cruzamentos.

Mais efetivo, o Flamengo abriu o placar na primeira chance que teve na partida. Pará cruzou com rara felicidade e Bruno Henrique cabeceou. A bola chegou a pegar no braço esquerdo do atacante. Com a vantagem, a equipe carioca se fechou ainda mais e tomou sustos. Diego Alves fez grande defesa em finalização do lateral Quinteros, aos 31 minutos. Jhoajan Julio, Anangonó e mais uma vez Quinteros tiveram chances para empatar.

O Flamengo também teve suas oportunidades para ampliar. Bruno Henrique, que lutou praticamente sozinho no ataque, pois Gabriel pouco apareceu nos 45 minutos iniciais, forçou o goleiro Gabbarini a fazer bela defesa aos 37.

E quando tudo levava a crer que o time carioca terminaria o primeiro tempo em vantagem, um chutão mostrou que a bola realmente fica mais leve em Quito. A bola correu muito e encontrou Anangonó livre diante de Diego Alves, que demorou para sair do gol: 1 a 1.

Um dado importante foi o número de faltas. A LDU cometeu seis, enquanto o Flamengo só fez três faltas na primeira etapa. Nas finalizações, o time equatoriana tentou nove vezes, enquanto a equipe brasileira arriscou em três oportunidades.

O técnico Abel Braga, que estava suspenso pela Conmebol e assistiu ao jogo de um camarote, mandou o auxiliar Leomir, que estava no banco, trocar Arrascaeta por Diego no intervalo. Mas o domínio ficou maior para a LDU. A sorte do Flamengo é que o time equatoriano errava demais. Quando acertou as jogadas, parou na grande atuação de Cuéllar e Rodrigo Caio. Diego a Everton Ribeiro foram os responsáveis por iniciarem os contra-ataques, mas o Flamengo demonstrou cansaço.

De tanto tentar, a LDU conseguiu a virada. Na primeira falha de Cuéllar, Chicaiza dominou pela esquerda, driblou o colombiano e Everton Ribeiro para bater forte no ângulo esquerdo de Diego Alves.

O fim de jogo foi dramático. Bruno Henrique e Vitinho conseguiram finalizar, mas pararam em Gabbarini. Diego Alves, com dores nas costas, foi substituído por César. Desesperado e sem fôlego, o Flamengo se jogou ao ataque, mas sem inspiração e força. Com isso, a LDU colecionou contra-ataques, mas não teve qualidade para conseguir mais gols. Só Anderson Julio teve duas boas oportunidades no fim.

FICHA TÉCNICA

LDU 2 X 1 FLAMENGO

LDU - Gabbarini; Quintero, Guerra (Freire), Carlos Rodríguez e Christian Cruz; Intriago, Orejuela, Jhojan Julio (Chicaiza) e Anderson Julio; Ayovi (Muñoz) e Anangonó. Técnico: Pablo Repetto.

FLAMENGO - Diego Alves (César); Pará, Léo Duarte, Rodrigo Caio e Renê; Cuéllar, Willian Arão, Everton Ribeiro e Arrascaeta (Diego); Gabriel (Vitinho) e Bruno Henrique. Técnico: Leomir.

GOLS - Bruno Henrique aos 18 e Anangonó aos 48 minutos do primeiro tempo. Chicaiza aos 27 do segundo.

ÁRBITRO - Néstor Pitana (Argentina).

CARTÕES AMARELOS - Intriago, Rodrigo Caio e Chicaiza.

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Casa Blanca, em Quito (Equador).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;