Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em jogo com três pênaltis, Athletico-PR perde para o Jorge Wilstermann na Bolívia



24/04/2019 | 21:30


O Athletico-PR não conseguiu assegurar a classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores. Nesta quarta-feira, o time brasileiro visitou o Jorge Wilstermann, no estádio Félix Capriles, em Cochabamba, na Bolívia, e perdeu por 3 a 2.

Em jogo marcado por três pênaltis, dois para o time da casa e um para os brasileiros, o Wilstermann conquistou a primeira vitória na competição e chegou a cinco pontos, na terceira colocação do Grupo G. O Athletico, com nove pontos, segue na zona de classificação à próxima fase.

O Athletico começou melhor e chegou a criar duas boas chances nos minutos iniciais, mas Marco Ruben e Nikão finalizaram para fora. A resposta do Jorge Wilstermann, no entanto, foi fatal. Aos 22 minutos, Pedriel aproveitou cobrança de escanteio e emendou de primeira. A bola bateu na trave e nas mãos do goleiro Santos antes de entrar.

O primeiro tempo já se encaminhava para o fim com o time da casa em vantagem, mas, aos 40 minutos, Renan Lodi arriscou de longe, a bola desviou em Ballivián e morreu no fundo do gol. A arbitragem assinalou o gol de empate como gol contra do jogador boliviano.

Logo no início do segundo tempo, o Wilstermann voltou a ficar na frente. Serginho cabeceou dentro da área e a bola tocou no braço de Jonathan. O árbitro paraguaio Mario Díaz de Vivar marcou pênalti e Ortiz converteu com categoria.

Seis minutos mais tarde, Marco Ruben foi derrubado dentro da área e o Athletico também teve um pênalti a seu favor. O próprio centroavante cobrou e voltou a empatar a partida.

No entanto, aos 42 minutos, o time boliviano teve mais um pênalti e garantiu a vitória. Ortiz bateu para o gol e a bola explodiu no braço de Paulo André. Na cobrança, Melgar marcou o terceiro do Jorge Wilstermann.

Para fechar a fase de grupos da Libertadores, o Athletico visita o Boca Juniors, na Bombonera, em 9 de maio. No mesmo dia, Jorge Wilstermann e Tolima se enfrentam no Félix Capriles.

FICHA TÉCNICA:

JORGE WILSTERMANN 3 X 2 ATHLETICO-PR

JORGE WILSTERMANN - Giménez; Ballivián, Montero, Reyes e Aponte; Saucedo, Ortíz e Chávez (Carlos Melgar); Pedriel (Meleán), Serginho e Gilbert Álvarez (Bruno Miranda). Técnico: Norberto Kekes.

ATHLETICO-PR - Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Camacho (Braian Romero), Léo Cittadini (Tomás Andrade), Bruno Guimarães e Nikão; Rony (Marcelo Cirino) e Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

GOLS - Pedriel, aos 22, e Ballivián (contra), aos 40 minutos do primeiro tempo. Ortiz, aos cinco, Marco Ruben, aos 11, e Melgar, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Mario Diaz de Vivar (Fifa/Paraguai).

CARTÕES AMARELOS - Paulo André, Camacho e Nikão (Athletico-PR).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Féliz Capriles, em Cochabamba (Bolívia).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Em jogo com três pênaltis, Athletico-PR perde para o Jorge Wilstermann na Bolívia


24/04/2019 | 21:30


O Athletico-PR não conseguiu assegurar a classificação antecipada para as oitavas de final da Copa Libertadores. Nesta quarta-feira, o time brasileiro visitou o Jorge Wilstermann, no estádio Félix Capriles, em Cochabamba, na Bolívia, e perdeu por 3 a 2.

Em jogo marcado por três pênaltis, dois para o time da casa e um para os brasileiros, o Wilstermann conquistou a primeira vitória na competição e chegou a cinco pontos, na terceira colocação do Grupo G. O Athletico, com nove pontos, segue na zona de classificação à próxima fase.

O Athletico começou melhor e chegou a criar duas boas chances nos minutos iniciais, mas Marco Ruben e Nikão finalizaram para fora. A resposta do Jorge Wilstermann, no entanto, foi fatal. Aos 22 minutos, Pedriel aproveitou cobrança de escanteio e emendou de primeira. A bola bateu na trave e nas mãos do goleiro Santos antes de entrar.

O primeiro tempo já se encaminhava para o fim com o time da casa em vantagem, mas, aos 40 minutos, Renan Lodi arriscou de longe, a bola desviou em Ballivián e morreu no fundo do gol. A arbitragem assinalou o gol de empate como gol contra do jogador boliviano.

Logo no início do segundo tempo, o Wilstermann voltou a ficar na frente. Serginho cabeceou dentro da área e a bola tocou no braço de Jonathan. O árbitro paraguaio Mario Díaz de Vivar marcou pênalti e Ortiz converteu com categoria.

Seis minutos mais tarde, Marco Ruben foi derrubado dentro da área e o Athletico também teve um pênalti a seu favor. O próprio centroavante cobrou e voltou a empatar a partida.

No entanto, aos 42 minutos, o time boliviano teve mais um pênalti e garantiu a vitória. Ortiz bateu para o gol e a bola explodiu no braço de Paulo André. Na cobrança, Melgar marcou o terceiro do Jorge Wilstermann.

Para fechar a fase de grupos da Libertadores, o Athletico visita o Boca Juniors, na Bombonera, em 9 de maio. No mesmo dia, Jorge Wilstermann e Tolima se enfrentam no Félix Capriles.

FICHA TÉCNICA:

JORGE WILSTERMANN 3 X 2 ATHLETICO-PR

JORGE WILSTERMANN - Giménez; Ballivián, Montero, Reyes e Aponte; Saucedo, Ortíz e Chávez (Carlos Melgar); Pedriel (Meleán), Serginho e Gilbert Álvarez (Bruno Miranda). Técnico: Norberto Kekes.

ATHLETICO-PR - Santos; Jonathan, Paulo André, Léo Pereira e Renan Lodi; Camacho (Braian Romero), Léo Cittadini (Tomás Andrade), Bruno Guimarães e Nikão; Rony (Marcelo Cirino) e Marco Ruben. Técnico: Tiago Nunes.

GOLS - Pedriel, aos 22, e Ballivián (contra), aos 40 minutos do primeiro tempo. Ortiz, aos cinco, Marco Ruben, aos 11, e Melgar, aos 42 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Mario Diaz de Vivar (Fifa/Paraguai).

CARTÕES AMARELOS - Paulo André, Camacho e Nikão (Athletico-PR).

RENDA E PÚBLICO - Não disponíveis.

LOCAL - Estádio Féliz Capriles, em Cochabamba (Bolívia).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;