Fechar
Publicidade

Sábado, 24 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Bela Gil comenta sobre a sexualidade dos filhos: - Isso não cabe a mim



24/04/2019 | 19:10


Bela Gil que é mãe de dois filhos, Flor de dez anos de idade e Nino de apenas dois anos de idade, fruto de seu relacionamento com João Paulo Demasi, comentou durante uma entrevista ao site Marie Claire que quer que os filhos tenham total liberdade para assumir o gênero com o qual se identificarem.

- Eu tenho um filho que nasceu do sexo masculino e uma filha do feminino, mas quem vai decidir se vai ser mulher ou homem são eles, isso não cabe a mim. Tentamos ser o mais abertos e receptivos possível nas escolhas naturais deles. A gente insiste muito na educação do respeito ao próximo e na valorização de si mesmo, de se aceitar como se é.

Ainda na publicação, a apresentadora deixou claro que o exemplo vem de berço e que que a primogênita já está aprendendo sobre o femininismo.

- Aqui em casa a gente acredita muito na observação. Criança imita muito, quer fazer, falar o que os pais falam e praticam. Temos muito cuidado em relação o que que queremos passar para eles, desde alimentação, à valorização cultural, respeito ao próximo. A gente tem um lema com a nossa filha que é meu 'meu corpo, minhas regras'. Desde agora ela já entende isso!

Que fofa e sensata, né?



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bela Gil comenta sobre a sexualidade dos filhos: - Isso não cabe a mim


24/04/2019 | 19:10


Bela Gil que é mãe de dois filhos, Flor de dez anos de idade e Nino de apenas dois anos de idade, fruto de seu relacionamento com João Paulo Demasi, comentou durante uma entrevista ao site Marie Claire que quer que os filhos tenham total liberdade para assumir o gênero com o qual se identificarem.

- Eu tenho um filho que nasceu do sexo masculino e uma filha do feminino, mas quem vai decidir se vai ser mulher ou homem são eles, isso não cabe a mim. Tentamos ser o mais abertos e receptivos possível nas escolhas naturais deles. A gente insiste muito na educação do respeito ao próximo e na valorização de si mesmo, de se aceitar como se é.

Ainda na publicação, a apresentadora deixou claro que o exemplo vem de berço e que que a primogênita já está aprendendo sobre o femininismo.

- Aqui em casa a gente acredita muito na observação. Criança imita muito, quer fazer, falar o que os pais falam e praticam. Temos muito cuidado em relação o que que queremos passar para eles, desde alimentação, à valorização cultural, respeito ao próximo. A gente tem um lema com a nossa filha que é meu 'meu corpo, minhas regras'. Desde agora ela já entende isso!

Que fofa e sensata, né?

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;