Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 15 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Decisão do Judiciário a gente não comenta, diz Mourão sobre Lula



23/04/2019 | 20:52


Após o julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que reduziu a pena imposta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do triplex do Guarujá, o vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta terça-feira, 23, a jornalistas que "decisão do Judiciário" não se comenta. "Foi reduzida para oito anos (a pena), acho que ele pode sair em um ano e cinco meses (com a progressão), lá por setembro. Decisão do Judiciário a gente não comenta, é igual arbitro de futebol", disse quando questionado sobre o julgamento.

A decisão pela redução da pena do petista para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão foi tomada na tarde desta terça pela Quinta Turma do STJ, por unanimidade. Os quatro ministros aceitaram parcialmente o recurso da defesa de Lula, que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril do ano passado, após ser condenado em segunda instância no caso do triplex.

Portanto, entre setembro e outubro de 2019, Lula terá cumprido 1/6 desta nova pena - reduzida de 12 anos e um mês pelo STJ - e poderá mudar para o regime semiaberto. Em cerca de cinco meses, a progressão de regime do ex-presidente poderá ser analisada. Um dos requisitos que deverá levado em consideração pela Justiça, durante esta análise, será o bom comportamento na cadeia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Decisão do Judiciário a gente não comenta, diz Mourão sobre Lula


23/04/2019 | 20:52


Após o julgamento do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que reduziu a pena imposta ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do triplex do Guarujá, o vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta terça-feira, 23, a jornalistas que "decisão do Judiciário" não se comenta. "Foi reduzida para oito anos (a pena), acho que ele pode sair em um ano e cinco meses (com a progressão), lá por setembro. Decisão do Judiciário a gente não comenta, é igual arbitro de futebol", disse quando questionado sobre o julgamento.

A decisão pela redução da pena do petista para 8 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão foi tomada na tarde desta terça pela Quinta Turma do STJ, por unanimidade. Os quatro ministros aceitaram parcialmente o recurso da defesa de Lula, que está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril do ano passado, após ser condenado em segunda instância no caso do triplex.

Portanto, entre setembro e outubro de 2019, Lula terá cumprido 1/6 desta nova pena - reduzida de 12 anos e um mês pelo STJ - e poderá mudar para o regime semiaberto. Em cerca de cinco meses, a progressão de regime do ex-presidente poderá ser analisada. Um dos requisitos que deverá levado em consideração pela Justiça, durante esta análise, será o bom comportamento na cadeia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;