Fechar
Publicidade

Domingo, 22 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Renan Calheiros diz torcer para que condenação de Lula seja revertida pelo STJ



23/04/2019 | 12:41


O senador Renan Calheiros (MDB-AL) saiu em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deve ter nesta terça-feira, 23, um recurso contra a condenação no caso do triplex do Guarujá (SP) julgado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

"Torço para que, na lei, o STJ repare a condenação do presidente Lula", tuitou o senador, para quem a prisão do ex-presidente é "caracterizada por motivação política, atropelos legais e absoluta parcialidade de quem o condenou", em uma crítica ao agora ministro da Justiça Sergio Moro.

Lula tenta reverter a condenação de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O julgamento está marcado para as 14h desta terça-feira e será feito pela Quinta Turma da Corte. Mas o julgamento pode ser interrompido por um pedido de vista (mais tempo para análise), segundo dois ministros do STJ ouvidos reservadamente pelo Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Renan Calheiros diz torcer para que condenação de Lula seja revertida pelo STJ


23/04/2019 | 12:41


O senador Renan Calheiros (MDB-AL) saiu em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que deve ter nesta terça-feira, 23, um recurso contra a condenação no caso do triplex do Guarujá (SP) julgado pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

"Torço para que, na lei, o STJ repare a condenação do presidente Lula", tuitou o senador, para quem a prisão do ex-presidente é "caracterizada por motivação política, atropelos legais e absoluta parcialidade de quem o condenou", em uma crítica ao agora ministro da Justiça Sergio Moro.

Lula tenta reverter a condenação de 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O julgamento está marcado para as 14h desta terça-feira e será feito pela Quinta Turma da Corte. Mas o julgamento pode ser interrompido por um pedido de vista (mais tempo para análise), segundo dois ministros do STJ ouvidos reservadamente pelo Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;