Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Desemprego na Região Metropolitana de SP sobe a 16,1% em março, diz pesquisa



23/04/2019 | 11:22


Avançou em março a taxa de desemprego na Região Metropolitana de São Paulo, revelaram nesta terça-feira, 23, a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos (Dieese). A taxa passou de 15,5% em fevereiro para 16,1% no mês passado, atingindo um contingente estimado de 1,772 milhão de pessoas, 61 mil acima do mês anterior.

"Este resultado decorreu da redução do nível de ocupação, com eliminação de 91 mil postos de trabalho (-1,0%), movimento atenuado pela saída de 30 mil pessoas (-0,3%) da População Economicamente Ativa", explicam as entidades em nota.

Na composição do dado, o desemprego aberto - pessoas que procuraram trabalho nos últimos 30 dias e não exerceram nenhum trabalho nos últimos sete dias anteriores à entrevista - foi atribuído a 13,5% em março, de 12,8% em fevereiro, enquanto o desemprego oculto - pessoas cuja situação de desemprego está oculta pelo trabalho precário (bico) ou pelo desalento - passou de 2,7% para 2,6%.

O total de ocupados é estimado em 9,234 milhões de pessoas. Por setores, houve incremento de 51 mil vagas na indústria (3,7%), mas fechamento de vagas na Construção (15 mil ou 2,8%), Comércio (17 mil ou 1,0%) e Serviços (92 mil ou 1,6%).

Já em relação à renda, o rendimento médio real dos ocupados cresceu 0,3%, enquanto a dos assalariados avançou 1,0%, estimados em R$ 2.091 e R$ 2.174, respectivamente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Desemprego na Região Metropolitana de SP sobe a 16,1% em março, diz pesquisa


23/04/2019 | 11:22


Avançou em março a taxa de desemprego na Região Metropolitana de São Paulo, revelaram nesta terça-feira, 23, a Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Econômicos (Dieese). A taxa passou de 15,5% em fevereiro para 16,1% no mês passado, atingindo um contingente estimado de 1,772 milhão de pessoas, 61 mil acima do mês anterior.

"Este resultado decorreu da redução do nível de ocupação, com eliminação de 91 mil postos de trabalho (-1,0%), movimento atenuado pela saída de 30 mil pessoas (-0,3%) da População Economicamente Ativa", explicam as entidades em nota.

Na composição do dado, o desemprego aberto - pessoas que procuraram trabalho nos últimos 30 dias e não exerceram nenhum trabalho nos últimos sete dias anteriores à entrevista - foi atribuído a 13,5% em março, de 12,8% em fevereiro, enquanto o desemprego oculto - pessoas cuja situação de desemprego está oculta pelo trabalho precário (bico) ou pelo desalento - passou de 2,7% para 2,6%.

O total de ocupados é estimado em 9,234 milhões de pessoas. Por setores, houve incremento de 51 mil vagas na indústria (3,7%), mas fechamento de vagas na Construção (15 mil ou 2,8%), Comércio (17 mil ou 1,0%) e Serviços (92 mil ou 1,6%).

Já em relação à renda, o rendimento médio real dos ocupados cresceu 0,3%, enquanto a dos assalariados avançou 1,0%, estimados em R$ 2.091 e R$ 2.174, respectivamente.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;