Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Tecnologia

tecnologia@dgabc.com.br | 4435-8301


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

1º episódio de Game of Thrones foi visto ilegalmente mais de 55 milhões de vezes

Análise mostra que distribuidores de malware exploram programas de TV com alta demanda

Da Redação, com assessoria

22/04/2019 | 08:18


O primeiro episódio da última temporada de Game of Thrones, que foi ao ar no último dia 14, foi assistido ilegalmente 55 milhões de vezes nas primeiras 24 horas após a exibição na TV. Cerca de 12% teve acesso ao conteúdo via downloads e 11,3% via torrents.

De acordo com uma análise recente publicada pela Kaspersky Lab, os filmes ilegais e downloads seriais são frequentemente usados como disseminadores de malware. Neste caso, os fãs de Game of Thrones correm um risco maior: em 2018, a série foi responsável por 17% de todo o conteúdo pirata infectado em todo o mundo, com 20.934 usuários atacados.

Leia mais: 
Brasil é o segundo país que mais tweeta sobre Game of Thrones
Jogo da série Game of Thrones chega aos dispositivos Android e iOS

“Nossa análise mostra claramente que os distribuidores de malware exploram programas de TV com alta demanda em sites pirateados: em geral, são dramas ou séries de ação promovidos ativamente. Os primeiros e últimos episódios, que atraem o maior número de espectadores, provavelmente estarão em maior risco de falsificação maliciosa. Os fraudadores online tendem a explorar a lealdade e a impaciência das pessoas, portanto podem prometer material novo para download que, na verdade, é uma ameaça cibernética”, alerta Thiago Marques, analista de segurança da Kaspersky Lab.

Para evitar ser vítima de programas maliciosos disfarçados de séries de TV, a Kaspersky Lab recomenda algumas medidas:

– Só use serviços legítimos de reputação comprovada para produzir e distribuir conteúdo televisivo;

– Preste atenção à extensão do arquivo baixado. Mesmo os episódios de séries de TV de uma fonte que você considera confiável e legítima, devem ter a extensão .avi, .mkv ou mp4, mas com certeza não pode ser um .exe (arquivo executável);

– Preste mais atenção à autenticidade dos sites. Só acesse sites que permitam assistir séries de TV quando tiver certeza de que são legítimos e seu endereço começa com ‘https’. Antes de iniciar o download, verifique se o site é genuíno, conferindo o formato do URL e a ortografia do nome da empresa;

– Não clique em links suspeitos, como aqueles que prometem a visualização antecipada de um novo episódio. Verifique e acompanhe a programação da série.

Quer ficar por dentro do mundo da tecnologia e ainda baixar gratuitamente nosso e-book Manual de Segurança na Internet? Clique aqui e assine a newsletter do 33Giga

 
 

<
>

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;