Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Na volta de Neymar, campeão PSG bate Monaco com 3 gols de Mbappé em jogo de festa



21/04/2019 | 18:48


Em jogo no qual entrou em campo como bicampeão francês por antecipação e contou com o retorno de Neymar após longo período afastado por lesão, o Paris Saint-Germain venceu o Monaco por 3 a 1, neste domingo, no estádio Parque dos Príncipes, com três gols de Kylian Mbappé, para fazer a festa com a sua torcida no clássico que fechou a 33ª rodada da competição.

O título francês é o oitavo da história do PSG, que se iguala a Monaco e Nantes como terceiro maior campeão da liga. A equipe treinada pelo alemão Thomas Tuchel já tinha garantido o troféu antes mesmo da partida, que marcou o retorno do brasileiro Neymar. O vice-líder Lille, vencedor da temporada 2010/2011, só empatou por 0 a 0 com o Toulouse horas mais cedo e, com isso, deixou de ter condições de lutar pela taça.

A conquista é uma espécie de consolo para o clube da capital, que investiu muito em contratações como Neymar e o próprio Mbappé, ex-jogador do Monaco, para vencer a Liga dos Campeões. Na disputa europeia, porém, foi eliminado nas oitavas de final, diante do Manchester United. Na Copa da França, o time de Paris enfrenta o Rennes na final, que acontece no próximo sábado.

Frustrações continentais à parte, o PSG venceu o torneio nacional em seis das últimas sete temporadas. O adversário deste domingo foi justamente o único a interromper a incrível sequência parisiense: em 2017, o Monaco ficou com o caneco.

Na partida deste domingo, o Paris Saint-Germain foi dominante, mesmo com muitos reservas. Fechado na defesa, o Monaco até levou perigo em alguns contra-ataques, mas produziu pouco. Já o francês Mbappé, grande nome do PSG na temporada, brilhou novamente. O campeão do mundo pela França em 2018 marcou dois ainda no primeiro tempo.

Para a etapa complementar, Tuchel decidiu colocar os titulares, entre eles Neymar, recuperado de lesão no pé direito, o mesmo que ameaçou sua ida à Copa do Mundo de 2018. O PSG seguiu dominando e Mbappé fez o terceiro. O gol foi o 30º do atacante na competição, da qual é o artilheiro isolado. O Monaco descontou com o meia russo Aleksandr Golovin.

Com a vitória, o PSG chegou aos 84 pontos, 19 à frente do Lille. Para ficar com o título, o vice-líder precisava vencer os seis jogos que restavam até o fim do campeonato e torcer para que o PSG perdesse todos os seus compromissos.

O empate do Lille contra o Toulouse, 15º colocado, garantiu a conquista da equipe parisiense. O técnico Thomas Tuchel fica com o caneco em sua primeira temporada, complicada pelas lesões de jogadores importantes, especialmente Neymar e Edinson Cavani.

Em outra partida da rodada, o Nantes venceu o Amiens em casa, por 3 a 2. Kalifa Coulibaly, duas vezes, e Valentin Rongier fizeram os gols dos mandantes. Juan Otero e Cheick Timite descontaram. Também neste domingo, o Reims recebeu o Saint-Étienne, maior campeão da liga francesa, com 10 títulos. Os visitantes ganharam, com gols de Remy Cabella e Bjorn Engels (contra).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Na volta de Neymar, campeão PSG bate Monaco com 3 gols de Mbappé em jogo de festa


21/04/2019 | 18:48


Em jogo no qual entrou em campo como bicampeão francês por antecipação e contou com o retorno de Neymar após longo período afastado por lesão, o Paris Saint-Germain venceu o Monaco por 3 a 1, neste domingo, no estádio Parque dos Príncipes, com três gols de Kylian Mbappé, para fazer a festa com a sua torcida no clássico que fechou a 33ª rodada da competição.

O título francês é o oitavo da história do PSG, que se iguala a Monaco e Nantes como terceiro maior campeão da liga. A equipe treinada pelo alemão Thomas Tuchel já tinha garantido o troféu antes mesmo da partida, que marcou o retorno do brasileiro Neymar. O vice-líder Lille, vencedor da temporada 2010/2011, só empatou por 0 a 0 com o Toulouse horas mais cedo e, com isso, deixou de ter condições de lutar pela taça.

A conquista é uma espécie de consolo para o clube da capital, que investiu muito em contratações como Neymar e o próprio Mbappé, ex-jogador do Monaco, para vencer a Liga dos Campeões. Na disputa europeia, porém, foi eliminado nas oitavas de final, diante do Manchester United. Na Copa da França, o time de Paris enfrenta o Rennes na final, que acontece no próximo sábado.

Frustrações continentais à parte, o PSG venceu o torneio nacional em seis das últimas sete temporadas. O adversário deste domingo foi justamente o único a interromper a incrível sequência parisiense: em 2017, o Monaco ficou com o caneco.

Na partida deste domingo, o Paris Saint-Germain foi dominante, mesmo com muitos reservas. Fechado na defesa, o Monaco até levou perigo em alguns contra-ataques, mas produziu pouco. Já o francês Mbappé, grande nome do PSG na temporada, brilhou novamente. O campeão do mundo pela França em 2018 marcou dois ainda no primeiro tempo.

Para a etapa complementar, Tuchel decidiu colocar os titulares, entre eles Neymar, recuperado de lesão no pé direito, o mesmo que ameaçou sua ida à Copa do Mundo de 2018. O PSG seguiu dominando e Mbappé fez o terceiro. O gol foi o 30º do atacante na competição, da qual é o artilheiro isolado. O Monaco descontou com o meia russo Aleksandr Golovin.

Com a vitória, o PSG chegou aos 84 pontos, 19 à frente do Lille. Para ficar com o título, o vice-líder precisava vencer os seis jogos que restavam até o fim do campeonato e torcer para que o PSG perdesse todos os seus compromissos.

O empate do Lille contra o Toulouse, 15º colocado, garantiu a conquista da equipe parisiense. O técnico Thomas Tuchel fica com o caneco em sua primeira temporada, complicada pelas lesões de jogadores importantes, especialmente Neymar e Edinson Cavani.

Em outra partida da rodada, o Nantes venceu o Amiens em casa, por 3 a 2. Kalifa Coulibaly, duas vezes, e Valentin Rongier fizeram os gols dos mandantes. Juan Otero e Cheick Timite descontaram. Também neste domingo, o Reims recebeu o Saint-Étienne, maior campeão da liga francesa, com 10 títulos. Os visitantes ganharam, com gols de Remy Cabella e Bjorn Engels (contra).

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;