Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 19 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Missa Pascal reúne mais de 500 fiéis em Catedral andreense

Claudinei Plaza/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Celebração relembrou que data é regida pela esperança, já que se comemora a ressurreição de Cristo


Bia Moço
Do Diário Do Grande ABC

21/04/2019 | 09:30


Esperança. Essa foi a palavra que motivou mais de 500 fiéis a acompanharem, na manhã deste domingo (21), missa Pascal com entrega dos Santos óleos na Catedral Nossa Senhora do Carmo, no Centro de Santo André. Representantes das 105 paróquias, distribuídas pelas sete cidades da região, acompanharam a celebração na Igreja mãe da Diocese. Além disso, 16 batizados foram marcados para o dia em que se comemora a ressurreição de Cristo.

O fim do Tríduo Pascal foi ministrado pelo bispo diocesano dom Pedro Carlos Cipollini, ao lado do padre Joel Nery, vigário episcopal para pastoral da Diocese de Santo André e pároco da Catedral. Ao longo da cerimônia, ambos relembraram a importância da data, que marca o fim do sofrimento de Jesus, que provou a fé e o amor, através do serviço ao povo, quando retorna à vida.

“Percorremos todos os caminhos da Semana Santa, iniciando no domingo de Ramos e hoje concluindo com o domingo de Páscoa. Passamos pela Sexta-feira Santa, sofremos a morte de Cristo na cruz, que foi celebrada por todos nós que nele acreditamos, e chegamos ao momento de renovação. Cristo morreu, mas ressuscitou. É um mistério profundo que, muitas vezes, nós custamos a entender”, relembrou o líder religioso.

Dom Pedro reforçou aos fiéis que Deus se manifestou na fraqueza, o que na prática do dia a dia significa "não se deixar abater pelas forças negativas". 

“A morte o engoliu, mas de dentro da morte Cristo a fez implodir, assim como rezamos ''''morrendo destruiu a morte e deu-nos a vida''''. Então o que isso significa a nós, cristãos? Esperança. O Cristão caminha na esperança e não desanima", disse o Bispo, desejando "Feliz Páscoa e Feliz Vida" aos fiéis.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Missa Pascal reúne mais de 500 fiéis em Catedral andreense

Celebração relembrou que data é regida pela esperança, já que se comemora a ressurreição de Cristo

Bia Moço
Do Diário Do Grande ABC

21/04/2019 | 09:30


Esperança. Essa foi a palavra que motivou mais de 500 fiéis a acompanharem, na manhã deste domingo (21), missa Pascal com entrega dos Santos óleos na Catedral Nossa Senhora do Carmo, no Centro de Santo André. Representantes das 105 paróquias, distribuídas pelas sete cidades da região, acompanharam a celebração na Igreja mãe da Diocese. Além disso, 16 batizados foram marcados para o dia em que se comemora a ressurreição de Cristo.

O fim do Tríduo Pascal foi ministrado pelo bispo diocesano dom Pedro Carlos Cipollini, ao lado do padre Joel Nery, vigário episcopal para pastoral da Diocese de Santo André e pároco da Catedral. Ao longo da cerimônia, ambos relembraram a importância da data, que marca o fim do sofrimento de Jesus, que provou a fé e o amor, através do serviço ao povo, quando retorna à vida.

“Percorremos todos os caminhos da Semana Santa, iniciando no domingo de Ramos e hoje concluindo com o domingo de Páscoa. Passamos pela Sexta-feira Santa, sofremos a morte de Cristo na cruz, que foi celebrada por todos nós que nele acreditamos, e chegamos ao momento de renovação. Cristo morreu, mas ressuscitou. É um mistério profundo que, muitas vezes, nós custamos a entender”, relembrou o líder religioso.

Dom Pedro reforçou aos fiéis que Deus se manifestou na fraqueza, o que na prática do dia a dia significa "não se deixar abater pelas forças negativas". 

“A morte o engoliu, mas de dentro da morte Cristo a fez implodir, assim como rezamos ''''morrendo destruiu a morte e deu-nos a vida''''. Então o que isso significa a nós, cristãos? Esperança. O Cristão caminha na esperança e não desanima", disse o Bispo, desejando "Feliz Páscoa e Feliz Vida" aos fiéis.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;