Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

No Atlético-MG, Rui Costa volta a reclamar do VAR e dispara: 'Arbitragem pífia'



20/04/2019 | 20:50


Assim como aconteceu após o jogo de ida da final do Campeonato Mineiro, o diretor de futebol Rui Costa fez um pronunciamento na tarde deste sábado criticando a arbitragem e o uso do VAR no empate com o Cruzeiro, por 1 a 1 - resultado que deu ao Atlético-MG o vice-campeonato.

"Infelizmente eu tenho que estar aqui de novo. Não gostaria. Eu gostaria que todo comentário hoje fosse com nosso treinador, mas infelizmente tivemos na final deste campeonato um protagonista que foi acima de jogadores, treinadores e dirigentes: o VAR", afirmou Rui Costa.

O dirigente listou alguns lances em que, para ele, o VAR foi utilizado de forma equivocada, como o lance do cartão amarelo mostrado ao lateral Edilson, do Cruzeiro. A principal reclamação, porém, foi de um pênalti não marcado de Dedé em cima de Chará.

"O protocolo do VAR foi rasgado. Ele estava parando lance para dar amarelo. Nós estávamos vendo o lance do Dedé no Chará. Se aquilo não é lance para ser analisado eu não sei de nada. No mínimo o lance tem que ser checado. O Dedé nem está olhando a bola e faz a carga", apontou Rui Costa.

Mas não foi apenas a arbitragem de vídeo que foi alvo de críticas do dirigente mineiro. A atuação do árbitro paulista Leandro Bizzio Marinho foi classificada como "pífia" por Rui Costa. "Uma arbitragem pífia, que não teve coragem de tomar decisões. A todo momento com a mão no ouvido, mas teve um momento que ele abriu mão de usar o VAR, que foi em um lance capital e poderia ter mudado o jogo", disparou o dirigente, voltando a falar sobre o suposto pênalti de Dedé em Chará.

PRÓXIMO TREINADOR - Ao ser questionado sobre o próximo treinador para substituir Levir Culpi, Rui Costa não estipulou prazo, mas disse que a diretoria está trabalhando. Atualmente no Fortaleza, Rogério Ceni é um nome que interessa e uma proposta pode ser encaminhada na próxima segunda-feira.

Possivelmente sob o comando interino de Rodrigo Santana, o Atlético-MG volta a campo na terça-feira, contra o Nacional-URU, no Mineirão, pela Copa Libertadores. O time mineiro é o terceiro colocado do Grupo E da Copa Libertadores, com três pontos, seis a menos que os uruguaios. Faltam apenas duas rodadas para o fim desta fase e a equipe atleticana está praticamente eliminada da competição.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

No Atlético-MG, Rui Costa volta a reclamar do VAR e dispara: 'Arbitragem pífia'


20/04/2019 | 20:50


Assim como aconteceu após o jogo de ida da final do Campeonato Mineiro, o diretor de futebol Rui Costa fez um pronunciamento na tarde deste sábado criticando a arbitragem e o uso do VAR no empate com o Cruzeiro, por 1 a 1 - resultado que deu ao Atlético-MG o vice-campeonato.

"Infelizmente eu tenho que estar aqui de novo. Não gostaria. Eu gostaria que todo comentário hoje fosse com nosso treinador, mas infelizmente tivemos na final deste campeonato um protagonista que foi acima de jogadores, treinadores e dirigentes: o VAR", afirmou Rui Costa.

O dirigente listou alguns lances em que, para ele, o VAR foi utilizado de forma equivocada, como o lance do cartão amarelo mostrado ao lateral Edilson, do Cruzeiro. A principal reclamação, porém, foi de um pênalti não marcado de Dedé em cima de Chará.

"O protocolo do VAR foi rasgado. Ele estava parando lance para dar amarelo. Nós estávamos vendo o lance do Dedé no Chará. Se aquilo não é lance para ser analisado eu não sei de nada. No mínimo o lance tem que ser checado. O Dedé nem está olhando a bola e faz a carga", apontou Rui Costa.

Mas não foi apenas a arbitragem de vídeo que foi alvo de críticas do dirigente mineiro. A atuação do árbitro paulista Leandro Bizzio Marinho foi classificada como "pífia" por Rui Costa. "Uma arbitragem pífia, que não teve coragem de tomar decisões. A todo momento com a mão no ouvido, mas teve um momento que ele abriu mão de usar o VAR, que foi em um lance capital e poderia ter mudado o jogo", disparou o dirigente, voltando a falar sobre o suposto pênalti de Dedé em Chará.

PRÓXIMO TREINADOR - Ao ser questionado sobre o próximo treinador para substituir Levir Culpi, Rui Costa não estipulou prazo, mas disse que a diretoria está trabalhando. Atualmente no Fortaleza, Rogério Ceni é um nome que interessa e uma proposta pode ser encaminhada na próxima segunda-feira.

Possivelmente sob o comando interino de Rodrigo Santana, o Atlético-MG volta a campo na terça-feira, contra o Nacional-URU, no Mineirão, pela Copa Libertadores. O time mineiro é o terceiro colocado do Grupo E da Copa Libertadores, com três pontos, seis a menos que os uruguaios. Faltam apenas duas rodadas para o fim desta fase e a equipe atleticana está praticamente eliminada da competição.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;