Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sem receber, João Vitor aciona a Ponte Preta na Justiça e tem contrato rescindido



19/04/2019 | 16:42


O volante João Vitor está livre para assinar com qualquer clube do futebol brasileiro. Há três meses sem receber, o atleta entrou na Justiça e conseguiu rescindir seu contrato com a Ponte Preta, que havia o emprestado para o Coritiba, pelo qual disputou o Campeonato Paranaense.

João Vitor tinha parte dos vencimentos pagos pelo Coritiba, que transferia o valor para a Ponte Preta. Por sua vez, o clube campineiro não repassava a quantia para o atleta de forma integral, pois, segundo afirmou em nota divulgada nesta sexta, descontava uma porcentagem referente à pensão alimentícia devida pelo atleta.

"É necessário ressaltar que é uma inverdade dizer que os valores do Coritiba não foram repassados ao jogador: de fato eles o foram, porém com o desconto determinado pela Justiça", diz um trecho da nota emitida pela Ponte.

A Ponte assumiu também que não arcava com sua parte há três meses e buscava uma negociação para pagar 50% dos vencimentos - R$ 50 mil (R$ 100 mil ao total). O volante, então, se viu obrigado a entrar na Justiça para conseguir receber. Com o fim do vínculo com a equipe campineira, o jogador acabou rescindindo também com o Coritiba, já que estava emprestado.

Titular do Coritiba durante o Campeonato Paranaense, João Vitor fará uma nova reunião com a diretoria com o clube para assinar contrato em definitivo. A primeira proposta, de dois anos, foi recusada pelo volante. O atleta participou de 15 dos 16 jogos disputados pela equipe na temporada.

O volante tem 30 anos e iniciou a carreira no Marília. Passou ainda por Grêmio Barueri, Palmeiras, Criciúma e Figueirense, antes de chegar à Ponte Preta. Ele vem treinando em separado do elenco até que se resolva a situação pendente com o Coritiba.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sem receber, João Vitor aciona a Ponte Preta na Justiça e tem contrato rescindido


19/04/2019 | 16:42


O volante João Vitor está livre para assinar com qualquer clube do futebol brasileiro. Há três meses sem receber, o atleta entrou na Justiça e conseguiu rescindir seu contrato com a Ponte Preta, que havia o emprestado para o Coritiba, pelo qual disputou o Campeonato Paranaense.

João Vitor tinha parte dos vencimentos pagos pelo Coritiba, que transferia o valor para a Ponte Preta. Por sua vez, o clube campineiro não repassava a quantia para o atleta de forma integral, pois, segundo afirmou em nota divulgada nesta sexta, descontava uma porcentagem referente à pensão alimentícia devida pelo atleta.

"É necessário ressaltar que é uma inverdade dizer que os valores do Coritiba não foram repassados ao jogador: de fato eles o foram, porém com o desconto determinado pela Justiça", diz um trecho da nota emitida pela Ponte.

A Ponte assumiu também que não arcava com sua parte há três meses e buscava uma negociação para pagar 50% dos vencimentos - R$ 50 mil (R$ 100 mil ao total). O volante, então, se viu obrigado a entrar na Justiça para conseguir receber. Com o fim do vínculo com a equipe campineira, o jogador acabou rescindindo também com o Coritiba, já que estava emprestado.

Titular do Coritiba durante o Campeonato Paranaense, João Vitor fará uma nova reunião com a diretoria com o clube para assinar contrato em definitivo. A primeira proposta, de dois anos, foi recusada pelo volante. O atleta participou de 15 dos 16 jogos disputados pela equipe na temporada.

O volante tem 30 anos e iniciou a carreira no Marília. Passou ainda por Grêmio Barueri, Palmeiras, Criciúma e Figueirense, antes de chegar à Ponte Preta. Ele vem treinando em separado do elenco até que se resolva a situação pendente com o Coritiba.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;