Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

'Declarações sobre mim no relatório de Mueller são 'totalmente falsas'', diz Trump

Carolyn Kaster Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Documento divulgado ontem mostrou que a Rússia interferiu na eleição presidencial de 2016



19/04/2019 | 10:12


O presidente americano, Donald Trump, usou o Twitter para criticar novamente o relatório do conselheiro especial que investigou por dois anos uma suposta interferência russa nas eleições americanas de 2016, Robert Mueller. Segundo o republicano, as declarações sobre ele mesmo no documento são "fabricadas e totalmente falsas".

"Cuidado com as pessoas que tomam as chamadas ''notas'', quando as notas nunca existiram até serem necessárias", escreveu Trump na rede social. "Porque eu nunca concordei em testemunhar, não foi necessário que eu respondesse às declarações feitas no ''relatório'' sobre mim, algumas das quais são total besteira e só dadas para fazer a outra pessoa parecer boa (ou eu ficar mal)", acrescentou.

Ontem, o Departamento de Justiça (DoJ, na sigla em inglês) americano divulgou a íntegra do relatório de Mueller. O documento mostrou que a Rússia interferiu na eleição presidencial, mas repetidas comunicações com a campanha de Trump não resultaram em uma conspiração criminosa, segundo o órgão.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'Declarações sobre mim no relatório de Mueller são 'totalmente falsas'', diz Trump

Documento divulgado ontem mostrou que a Rússia interferiu na eleição presidencial de 2016


19/04/2019 | 10:12


O presidente americano, Donald Trump, usou o Twitter para criticar novamente o relatório do conselheiro especial que investigou por dois anos uma suposta interferência russa nas eleições americanas de 2016, Robert Mueller. Segundo o republicano, as declarações sobre ele mesmo no documento são "fabricadas e totalmente falsas".

"Cuidado com as pessoas que tomam as chamadas ''notas'', quando as notas nunca existiram até serem necessárias", escreveu Trump na rede social. "Porque eu nunca concordei em testemunhar, não foi necessário que eu respondesse às declarações feitas no ''relatório'' sobre mim, algumas das quais são total besteira e só dadas para fazer a outra pessoa parecer boa (ou eu ficar mal)", acrescentou.

Ontem, o Departamento de Justiça (DoJ, na sigla em inglês) americano divulgou a íntegra do relatório de Mueller. O documento mostrou que a Rússia interferiu na eleição presidencial, mas repetidas comunicações com a campanha de Trump não resultaram em uma conspiração criminosa, segundo o órgão.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;