Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Justiça federal estende afastamento de Elian

Anderson Silva/DGABC  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Nova decisão deixa vereadora de Sto.André longe do cargo na Câmara até desfecho das ações


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

17/04/2019 | 07:00


A juíza federal Ana Lúcia Iucker Meirelles de Oliveira, da 3ª Vara de São Bernardo, determinou a prorrogação do afastamento da vereadora Elian Santana (SD), de Santo André, até o desfecho da ação em que ela é acusada no âmbito da Operação Barbour de envolvimento em esquema de fraudes no cadastro do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Na primeira decisão, o pedido era por saída do cargo público na Câmara pelo período de 180 dias, prazo que venceria em 26 de maio.

A notificação da decisão foi encaminhada ao presidente do Legislativo municipal, Pedrinho Botaro (PSDB), no início da tarde de ontem. O afastamento se dá também com prejuízo dos vencimentos.

Principal alvo da Barbour, Elian chegou a ser detida no fim de novembro, mas conseguiu a soltura após 18 dias. A parlamentar foi indiciada pela PF (Polícia Federal) por peculato, associação criminosa e fraude previdenciária, além de denunciada pelo MPF (Ministério Público Federal). Em fevereiro, a vereadora também foi processada pela AGU (Advocacia-Geral da União) com mais três acusados de participação no esquema de aposentadorias especiais a quem não teria direito.

Presidente da comissão de ética, colegiado de vereadores que atuará diretamente na situação da parlamentar, o vereador Fábio Lopes (Cidadania) declarou que recebeu a informação com naturalidade. Emperrada, a comissão de ética aguarda receber os processos que tratam da investigação para determinar qual caminho seguir. “Estamos analisando como pediremos novamente para termos acesso aos processos. Da primeira vez, recebemos somente as páginas com depoimentos, o que não nos ajudou muito”, alegou Lopes. “Se por um acaso não conseguirmos acessar os documentos ficaremos de mãos atadas”, emendou o vereador. Integrante do colegiado, Edilson Fumassa (PSDB) afirmou que tentará se reunir com a comissão para debater quais ações poderão tomar a respeito. Willians Bezerra (PT) é o outro parlamentar que compõe o grupo.

O caso de Elian foi objeto de três requerimentos que pedem a sua cassação. Uma do Psol, outra do MBL e um terceiro do Fórum da Cidadania do Grande ABC. Todos são baseados na tese de que a vereadora quebrou o decoro parlamentar.

SUPLENTE
Suplente de vereador que assumiu a vaga de Elian Santana, Vavá da Churrascaria (SD) declarou que se sente mais tranquilo no cargo depois desta decisão judicial. “De alguma forma, nunca me senti como vereador de fato. Agora posso trabalhar com mais tranquilidade e passar tranquilidade para meus assessores.”

Na eleição de 2016, Vavá ficou como primeiro suplente do SD ao receber 1.734 votos. Elian obteve 4.581 votos e confirmou o segundo mandato. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Justiça federal estende afastamento de Elian

Nova decisão deixa vereadora de Sto.André longe do cargo na Câmara até desfecho das ações

Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

17/04/2019 | 07:00


A juíza federal Ana Lúcia Iucker Meirelles de Oliveira, da 3ª Vara de São Bernardo, determinou a prorrogação do afastamento da vereadora Elian Santana (SD), de Santo André, até o desfecho da ação em que ela é acusada no âmbito da Operação Barbour de envolvimento em esquema de fraudes no cadastro do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social). Na primeira decisão, o pedido era por saída do cargo público na Câmara pelo período de 180 dias, prazo que venceria em 26 de maio.

A notificação da decisão foi encaminhada ao presidente do Legislativo municipal, Pedrinho Botaro (PSDB), no início da tarde de ontem. O afastamento se dá também com prejuízo dos vencimentos.

Principal alvo da Barbour, Elian chegou a ser detida no fim de novembro, mas conseguiu a soltura após 18 dias. A parlamentar foi indiciada pela PF (Polícia Federal) por peculato, associação criminosa e fraude previdenciária, além de denunciada pelo MPF (Ministério Público Federal). Em fevereiro, a vereadora também foi processada pela AGU (Advocacia-Geral da União) com mais três acusados de participação no esquema de aposentadorias especiais a quem não teria direito.

Presidente da comissão de ética, colegiado de vereadores que atuará diretamente na situação da parlamentar, o vereador Fábio Lopes (Cidadania) declarou que recebeu a informação com naturalidade. Emperrada, a comissão de ética aguarda receber os processos que tratam da investigação para determinar qual caminho seguir. “Estamos analisando como pediremos novamente para termos acesso aos processos. Da primeira vez, recebemos somente as páginas com depoimentos, o que não nos ajudou muito”, alegou Lopes. “Se por um acaso não conseguirmos acessar os documentos ficaremos de mãos atadas”, emendou o vereador. Integrante do colegiado, Edilson Fumassa (PSDB) afirmou que tentará se reunir com a comissão para debater quais ações poderão tomar a respeito. Willians Bezerra (PT) é o outro parlamentar que compõe o grupo.

O caso de Elian foi objeto de três requerimentos que pedem a sua cassação. Uma do Psol, outra do MBL e um terceiro do Fórum da Cidadania do Grande ABC. Todos são baseados na tese de que a vereadora quebrou o decoro parlamentar.

SUPLENTE
Suplente de vereador que assumiu a vaga de Elian Santana, Vavá da Churrascaria (SD) declarou que se sente mais tranquilo no cargo depois desta decisão judicial. “De alguma forma, nunca me senti como vereador de fato. Agora posso trabalhar com mais tranquilidade e passar tranquilidade para meus assessores.”

Na eleição de 2016, Vavá ficou como primeiro suplente do SD ao receber 1.734 votos. Elian obteve 4.581 votos e confirmou o segundo mandato. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;